Facebook

Resenha: A Duquesa Feia - Eloisa James

13 setembro 2018


Começarei dizendo que Eloisa James tem um jeito único para desenvolver estórias envolventes e apaixonantes. No entanto, ainda que não acabe por deixar a desejar em sua escrita, A Duquesa Feia está longe de se mostrar uma de suas melhores produções, ainda que seja altamente fluida e com um enredo que retrata bem o que a autora tem como desejo de fazer: dar um novo toque a conto de fadas já tão conhecidos. Sendo o terceiro livro dessa série já tão aclamada publicado no Brasil pela Editora Arqueiro, esse é mais um daqueles romances de época capaz de encantar e fazer qualquer leitor que conheça a capacidade da autora ir correndo em busca de seu mais novo lançamento! Dando um novo sentido para a trama de O patinho feio, essa é uma obra que irá mostrar que muitas vezes não é necessário ter sua beleza admirado por todos bastando que seja admirado pela pessoa certa. Confiram mais detalhes na resenha a seguir:

Resenha: Batman - Criaturas da Noite - Marie Lu

03 setembro 2018



                Vou confessar que particularmente eu não consegui ter um bom começo com o primeiro livro publicado dessa série, ainda que se trate de algo que eu seja totalmente apaixonada. No entanto, é inegável que além de ser uma ótima ideia e escrita por diversas autoras repletas de talento, a série Lendas da DC é o tipo de obra cuja leitura é obrigatória e cuja surpresa não é apenas negativa, como é o caso desse segundo volume. Batman – Criaturas da Noite, muito bem escrito pela autora Marie Lu é a prova de que há muito mais a ser conhecido acerca desses heróis e heroínas tão aclamados por nós. Confiram mais sobre a obra a seguir:

Brooke Bells Notícias: A Bandeira do Elefante e da Arara ganha versão em Inglês

05 agosto 2018

Guardbridge Books licencia direitos mundiais em inglês para o romance A Bandeira do Elefante e da Arara

Livro de fantasia brasileira internacionalmente premiado será lançado em versões digital e impressa por editora escocesa


PORTO ALEGRE, 30 de julho de 2018 - A Bandeira do Elefante e da Arara, de Christopher Kastensmidt,  é a aquisição mais recente da “Guardbridge Books”, editora escocesa de fantasia, ficção científica e não-ficção. Seu catálogo inclui autores cujas obras ultrapassam os ambientes e clichês típicos do gênero, como o escritor  argentino Gustavo Bondoni e o norte-americano Daniel Ausema.

A Bandeira do Elefante e da Arara traz uma série de histórias de fantasia ambientada no Brasil Colônia. As obras já receberam nomeações para o Prêmio Nebula e outros internacionais. E foram adaptadas para graphic novel (HQ) e RPG de mesa, com um jogo digital em produção. Guardbridge Books vai publicar o romance, uma compilação de onze histórias deste universo, em formatos digital e impresso, para distribuição mundial.

David Stokes, fundador e editor-chefe da Guardbridge Books, escreve: “Estou animado em poder expandir o alcance de A Bandeira do Elefante e da Arara para uma audiência em língua inglesa. Estas histórias premiadas já receberam reconhecimento internacional, e finalmente podemos apresentar a saga completa em um único volume. Guardbridge Books tem o compromisso de publicar fantasia internacional e multicultural, obras que buscam inspiração em culturas e mitologias do mundo inteiro. A Bandeira do Elefante e da Arara cabe perfeitamente dentro deste nicho. Quero ajudar uma nova audiência a descobrir estas histórias maravilhosas de aventura e mitologia, ambientadas em uma região do mundo que provavelmente nunca experimentaram antes.”


Christopher Kastensmidt, autor da série, diz: “Guardbridge Books é conhecida por publicar livros que fogem dos ambientes medievais europeus tão comuns no mercado de fantasia. Em vez disso, eles buscam obras inspiradas em lugares como a Índia e o Japão. Por isso, acho que a editora é a parceira ideal para A Bandeira do Elefante e da Arara e seu ambiente brasileiro, que deve ter um grande apelo para seus leitores. É uma honra poder trabalhar com eles.”


A parceria com a Guardbridge Books também é um marco, sendo a quarta editora a colocar a série à venda, ao lado de Douban Read (China), Sportula (Espanha) Devir Livraria (Brasil). Estas quatro empresas juntas podem ter um alcance potencial de 2 bilhões de leitores.

Citações sobre o romance:

“Com A Bandeira do Elefante e da Arara, o Christopher Kastensmidt elevou a qualidade da literatura infanto-juvenil brasileira a novos patamares. O livro é divertido e emocionante e consegue ser fiel à história do Brasil e ao folclore brasileiro sem ceder à tentação das obviedades.”
Suely Fragoso, professora e pesquisadora dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação e Informação e em Design da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).


“Mais do que original, uma obra indispensável na nossa literatura, sustentada com solidez na pesquisa histórica, na fluência da linguagem e no ritmo da aventura.”
–  Dilan Camargo, autor, poeta e compositor, finalista do Prêmio Jabuti  e vencedor do prêmios Açorianos e Associação Gaúcha de Escritores.

“Uma aventura fantástica em plena época colonial, com batalhas épicas, criaturas arrepiantes e sequências magníficas.”
Aliette de Bodard, autora francesa, duas vezes vencedora do prêmio Nebula, e três vezes vencedora do prêmio British Science Fiction Association.

Sobre Guardbridge Books
Guardbridge Books é uma editora localizada próximo a cidade  de St. Andrews, região de Fife, costa leste da Escócia. Suas especialidades incluem ficção especulativa inovadora e não-ficção rigorosamente pesquisada, porém ainda acessível. Desde sua primeira publicação, a antologia multicultural Myriad Lands, seu  compromisso em relação a ficção firmou-se ao  publicar fantasia que busque fontes nas tradições e culturas externas a  Europa.


Sobre A Bandeira do Elefante e da Arara
A Bandeira do Elefante e da Arara é uma série de fantasia brasileira internacionalmente premiada. As histórias contam  aventuras do holandês Gerard van Oost e do iorubano Oludara, uma dupla de heróis que se encontra em Salvador no século XVI.  No Brasil, sua versão com em quadrinhos vem sendo adotada por escolas de vários estados. 
Notícias, arte e referências culturais podem ser encontradas no site www.abandeira.org.
Sobre Christopher Kastensmidt
Christopher é norte-americano, radicado em Porto Alegre desde 2001. Antigo diretor da Southlogic Studios e da Ubisoft, é roteirista de games, quadrinhos e tem livros publicados ao redor do mundo.

Em breve iremos resenhar esse livro por aqui.
Até a próxima!

Resenha: Mais Forte que o Sol - Julia Quinn

07 junho 2018


Enquanto em Mais Lindo que a Lua Julia Quinn acabou por seguir um caminho novo que não se mostrou capaz de agradar a todos, em Mais Forte que o Sol - o segundo livro das irmãs Lyndon - ela se redimiu com classe criando uma estória que segue aquele padrão romântico, divertido e completamente apaixonante que é só dela. Completamente oposto ao seu primeiro livro, aqui o amor não acontece à primeira vista, nem quando a pessoa literalmente cai dos céus. Misturando um lorde cuja fama de libertino o acompanha e uma jovem dama que está longe de querer viver à custa do marido, essa é uma obra que promete muitas risadas e suspiros e garante cada uma deles! Confiram mais sobre o mais novo lançamento dessa rainha dos romances de época pela Editora Arqueiro na resenha a seguir:

Resenha: Nada Escapa a Lady Whistledown - Julia Quinn, Suzanne Enoch, Karen Hawkins e Mia Ryan

04 junho 2018


Acredito que é algo de conhecimento público o quanto a Editora Arqueiro consegue se mostrar perfeita em suas escolhas quando o assunto é Romance de época, por isso não deveria ser nenhuma surpresa que quando ela se juntasse a uma das rainhas do gênero nada menos que perfeição fosse o resultado... e se uma já é sinônimo de perfeição imagine só quando se trata não apenas de uma, e sim quatro autoras que dão show quando o assunto é escreverem juntas. Para quem ainda não conhece, Lady Whistledown Contra-ataca, primeiro livro dessa duologia, acabou por se mostrar uma tremenda surpresa á todos que - assim como eu - não são fãs de contos; com um jeito ímpar de escrever, rapidamente sua escrita e trama acabar por se mostrarem completamente encantadores, algo que continua presente mesmo se tratando de seu segundo volume. Continuando a mostrar uma sintonia enorme na escrita, Júlia Quinn, Suzanne Enoch, Karen Hawkins e Mia Ryan não decepcionam ao criar mais um enredo narrado pela divertida e aclamado fofoqueira da sociedade Londrina: Lady Whistledown enquanto novos casais se formam e se reencontram em meio a muito alvoroço. Confiram mais detalhes a seguir:

Resenha: A Outra Sra. Parrish - Liv Constantine

03 junho 2018


Ultimamente tem chegado ao mercado diversos Thrillers que prometem muitas emoções e reviravoltas surpreendes, no entanto, apesar de que alguns não sejam realmente tão bons quanto prometem, A Outra Sra.Parrish, escrito por Liv Constantine e publicado pela editora Harper Collins, se mostra muito bem eloquente em cumprir aquilo que promete. Indo para o lado mais psicológico, esse é um enredo que irá tratar sobre ganância, luxúria, inveja e principalmente sobre manipulação. Com uma capa que logo chama atenção pela sua beleza, essa é uma daquelas obras que é bela de uma maneira sombria e maravilhosa na mesma intensidade! Até onde uma pessoa é capaz para alcançar aquilo que deseja? Confiram mais na resenha a seguir:

Resenha: Uma Proposta & Nada Mais - Mary Balogh

30 abril 2018


Uma Proposta & Nada Mais é um daqueles livros que promete ser leve, divertido, romântico e cumpre o que se propõe a fazer. No entanto, para os que buscam algo mais intenso, regado de emoção, com reviravoltas e aquele amor de tirar o folego, essa pode não ser a obra recomendada. Muito bem escrita por Mary Balogh, essa autora chega com essa nova proposta com a série O Clube dos Sobreviventes pela Editora Arqueiro trazendo uma proposta bem diferente da série anteriormente dela Os Bedwyns também lançada pela editora. Rápida e fluida para leitura, essa é aquela obra que você busca para ler em momentos em que está a procura de leituras despretensiosas e regadas a um romance bonito e maduro de se ver – mas que nem por isso será fácil. Confiram mais detalhes na resenha a seguir:

Rampage - Destruição Total

12 abril 2018



A natureza está em constante mutação - ocorrendo de forma lenta e gradual; a intervenção humana tem como resultado o aceleramento deste processo, muitas vezes por motivos de que alguém tentou "brincar de Deus" e isso pode vir a trazer consequências catastróficas para o planeta. O resultado é visível em Rampage - Destruição Total que chegará aos cinemas a partir do dia 12 de abril, mas corra se deseja assistir pois vai que um deles destrói - sem querer - os cinemas...