Vinte Garotos no Verão – Sara Ockler

|
Editora: Novo Conceito
Autora: Sarah Ockler
Ano: 2014
Avaliação: 4/5
Sinopse: Quando alguém que você ama morre, as pessoas perguntam como você está, mas não querem saber de verdade. Elas buscam a afirmação de que você está bem, de que você aprecia a preocupação delas, de que a vida continua. Em segredo, elas se perguntam quando a obrigação de perguntar terminará (depois de três meses, por sinal. Escrito ou não escrito, é esse o tempo que as pessoas levam para esquecer algo que você jamais esquecerá).
As pessoas não querem saber que você jamais comerá bolo de aniversário de novo porque não quer apagar o sabor mágico de cobertura nos lábios beijados por ele. Que você acorda todos os dias se perguntando por que você está viva e ele não. Que na primeira tarde de suas férias de verdade você se senta diante do mar, o rosto quente sob o sol, desejando que ele lhe dê um sinal de que está tudo bem.

            Vinte Garotos no Verão não é uma história simples e leve ou como uma temática “boba” com o objetivo de ficar com 20 garotos durante o verão, essa história é bem mais complexa e bonita e com alguma parte com certeza você irá se identificar ou identificar a situação de alguém.

“Muito bem escrito e emocionalmente honesto, este é um romance de estréia, que explora o que realmente significa amar alguém e o que significa luto e, finalmente, como tirar o máximo proveito de cada momento único que este mundo tem a oferecer.”

            
            Vamos supor que você seja apaixonada(o) pelo seu(sua) melhor amigo(a), e irmão(ã) de sua melhor amiga(o), desde que você tinha 10 anos e que em cada aniversário o seu desejo fosse que finalmente recebesse um beijo dessa pessoa? Imagine então que depois de 5 anos esse desejo seja realizado e você finalmente comece a ter um relacionamento (apesar de ser escondido de sua melhor amiga, porque ele quer contar de um jeito que ela entenda e apóie) com essa pessoa e então apenas alguns meses depois isso seja tirado de você de repente, como você ficaria ou superaria? Bom, é mais ou menos isso que Anna tem que passar, só que um pouco pior.

“Frankie Perino e eu tivemos sorte naquele dia. Sorte de estar vivas. Isso é o que todos dizem.(...) Antes, todos tínhamos sorte. Depois, só Frankie e eu. Isso é o que todos dizem.”

             A história gira em torno de 3 melhores amigos desde sempre; Anna, Frankie e Matt, eram inseparáveis e estavam sempre juntos até que um dia as coisas mudaram. Narrado em 1ª pessoa pela Anna, o livro começa com esse trecho logo acima, onde você já pode perceber que algo não muito bom aconteceu e que provavelmente alguém morreu. Muito bem organizado, após isso vem a explicação de quem elas são e o que aconteceu e para isso o livro começa em sua festa de aniversário de 15 anos que está sendo comemorada no quintal de sua casa junto as pessoas mais próximas: seus pais, Frankie e Matt Perino e os pais deles.
            Apaixonada desde os seus 10 anos por Matt, ela quase não acredita quando ele finalmente toma uma atitude e a beija na sua cozinha em plena festa (apesar de longe dos olhares de todos) e quando ele demonstra que não quer só curtir com ela e sim ter um relacionamento ela fica nas nuvens. Porém, eles nunca tiveram um segredo que não pudessem ou tivessem contado para Frankie e como ela é a irmã dele e sua melhor amiga ela quer contar para ela em vez de ficar escondida com ele, o que é lógico. Matt por outro lado, apesar de não querer esconder isso dela também quer contar de uma forma que Frankie possa entender que isso não muda nada na relação de amizades dos 3 e para tal situação acha melhor conversar quando estiverem os dois sozinhos na casa de praia para onde a família sempre vai no verão.
Entendendo o lado dele e por concordar com isso, Anna, faz a promessa de que não ira contar nada para Frankie, sendo ele o único que irá contar. Os dois só não esperavam que um contratempo no meio do caminho mudasse tudo isso e a prendesse em uma situação onde a melhor amiga não entendesse o porque do tamanho do seu luto e o porque de se envolver com outros garotos seja tão complicado para ela...
Como ela não tem como explicar o porque de não querer se apaixonar por ninguém, o que para ela seria como se ela estivesse esquecendo o Matt, e ao mesmo tempo querendo ajudar a animar o humor de Frankie ela aceita a proposta que ela lhe faz para as duas cumprirem juntas na praia no verão (lugar onde os Perino’s sempre vão, porém sem o Matt pela primeira vez):

“- Vinte dias, - eu digo, radiante com a duração de seu entusiasmo. – Vinte garotos. Estou dentro”

            Olhando apenas superficialmente, pode parecer apenas uma historia adolescente e rasa, mas garanto que ao longo das paginas o livro mostra verdadeiros valores de amizade e amor e de como seguir em frente mesmo quando isso parece impossível. Eu super recomendo a história, garanto que ela tem muito mais a oferecer do que você supõe e que o livro te surpreende e passa lições valiosas que valem realmente a pena, além de ser super divertido.

            Por isso dêem uma chance e leiam, o livro tem a capacidade de abordar temas pesados ao mesmo tempo em que deixa isso de uma forma mais leve ao mesmo tempo sem tirar a gravidade da situação, a única ressalva que eu tenho é com o final que na minha opinião foi fraco perto do livro o que me impediu de dar a classificação máxima para ele. Mas ainda sim recomendo o livro além do fato que a capa e a diagramação são lindas, mais um super livro da editora e um super livro de Sara.

E vocês já leram? Curtiram? Gostaram da sinopse? Tem alguma sugestão? Deixa aqui seu comentário, é super importante. E acompanhem o blog e as nossas redes sociais, tem sempre novidades para vocês!


Beijos da Brooke <3
            @cancontrolme

2 comentários:

  1. Quando vi a capa desse livro e até o título não me interessei e não fui atrás porque achava que era só mais um romance bobo, mas vim conhecer o seu blog e já que tinha resenha dele decidi ler. E olha, realmente não devo julgar nada pela capa, né? Hahaha.
    A história parece ser muito profunda e como você falou abordar temas pesados, eu fiquei bastante curiosa e agora quero ler!
    Amei o blog e já estou seguindo!
    Bjs
    Kami
    http://gostoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cometemos muitas vezes o equívoco de julgar um livro pela capa ou por apenas uma parte que vemos sobre ele. Porém, as vezes, perdemos grandes oportunidades de ler histórias incríveis. Fico feliz que tenha gostado e bem vinda ao blog, espero que aproveite a leitura e depois me conte o que achou, ok?
      Beijos da Brooke

      Excluir