Primeiras Impressões - Novo Conceito

|
Booooa tarde, meus amores. Para quem nos acompanha no instagram, viram que esses dias recebemos um pacote da editora Novo Conceito \o/ Primeiramente eu tenho que falar que sou apaixonada pelo carinho que a editora tem por todos, mesmo quem não foi selecionado na parceria recebeu um presente. E essa é a mais pura verdade.

Brincadeiras a parte e para vocês já irem entrando no clima do livro que será lançado pela editora no dia 23, eu estou aqui para apresentar a vocês as minhas primeiras impressões do livro “A mais pura verdade – Dan Gemeinhart”.


Editora: Novo Conceito
            Autor: Dan Gemeinhart
           Ano: 2015
           Sinopse: A mais pura verdade - NUNCA É TARDE DEMAIS PARA VIVER A MAIOR AVENTURA DA NOSSA VIDA.
Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.
        Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
        Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
        Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. 



 “ – Essa será a maior caminhada de todas; Essa é a mais pura verdade.”


Vou começar pela primeira coisa que chama atenção ao pegá-lo para ler, a capa. A parte da frente não tem muitos detalhes e ao mesmo tempo é a imagem perfeita para descrever o livro, vocês vão entender o porque quando eu falar um pouco mais da história. E a contra-capa é rica em detalhes e é uma lista com coisas a serem levadas para uma viagem e coisas que se deve deixar para trás. Eu reconheço que é algo que me chamaria atenção na livraria, então eu com certeza iria atrás para saber do que se trata.


 Logo que se abre, você nota os detalhes que contribuem para a história, tornando-o  ainda mais agradavel e atraente. (Vou deixar a imagem aqui para vocês entenderem). Eu gosto quando tem detalhes visuais no livro que tem haver com a história, me leva a sentir ainda mais próxima da história, como se você estivesse junto.




A história é narrada em 1ª pessoa por Mark, uma criança cuja saúde não anda nada bem. Determinado a não passar seus dias nos hospitais e afim de realizar seu sonho ele foge de casa quando seus pais não estão, levando como companhia apenas seu maior companheiro e cachorro, Beau. Com um plano muito bem organizado, ao sair de casa ele vai até a estação de ônibus e compra duas passagens, uma que diz ser para ele e outra para seu pai, mas ele nunca chega a embarcar nesse ônibus. Na verdade, ele fazer isso era só um jeito de despistar a polícia quando fossem procurados, se livrando das roupas com ele foi visto ele parte em um trem para Seattle com seu único acompanhante escondido dentro de sua mochila. A viagem é tranqüila, porém ao longo do caminho e por causa do peso de carregar a mochila com Beau, ele vai ficando cada vez mais cansado,com dor e sem conseguir falar direito, o que faz parte da doença.
O mais interessante do livro é que ao mesmo tempo que você está com Mark o acompanhando nessa jornada em busca de chegar ao topo do Monte Rainer, existem os capítulos ½, que mostram o que os pais, parentes e amigos estão passando enquanto tentam encontrá-lo.
Essa viagem acaba se mostrando nada fácil, não apenas pelos problemas de saúde que ele em que enfrentar, mas sim pelos outros problemas que o encontram. Afinal uma criança andando sozinha em uma cidade grande e perigosa pode se tornar alvo fácil para encrenqueiros e ladrões. Cada vez que você vê toda a dor, toda a dificuldade que ele tem que passar a única coisa que você quer é abraçar e ajudá-lo e ao mesmo tempo ele te mostra que quando se quer algo, você não pode desistir por mais que seja difícil. A história me conquistou e eu já estou ansiosa para ler o resto e como essa viagem irá terminar. E mesmo tentando pensar no que pode acontecer para frente, você não consegue, pois se acaba dividido entre o otimismo ou o pessimismo. Mark irá realizar e superar todas as dificuldades e alcançar seu objetivo? Essa é a pergunta que fica. E se ele conseguir, qual será o preço pago para isso? Será que vale a pena?
Essa são apenas algumas perguntas que surgem durante a leitura, e olha que é apenas uma pequena parte a que tive acesso, imagina com ele completo?

Eu amei a pequena prova do livro recebido e não vejo a hora de poder ler ela por completo! Eu realmente estou torcendo por Mark, mas isso depende do preço que ele tem a pagar e ao mesmo tempo mesmo se o preço for alto quando vale a realização de um sonho? Como eu disse, ainda não consegui entrar em um acordo sobre para o que eu devo torcer, mas de qualquer forma quero estar ao lado dele e seu fiel cão Beau.

Já está na minha wishlist de março e espero poder estar lendo a história logo, quero muito poder estar pertinho dele quando sabemos que a jornada não será fácil. E eu só posso dizer que mais uma vez a editora acertou com o livro, porque é incrível a historia porque ela nos passa vários ensinamentos.

Mesmo a muitos quilômetros de distância, um amigo ainda pode segurar sua mão e estar ao seu lado” – Página 27

          E vocês gostaram da história? Deixem para o que vocês estão torcendo para acontecer na história, quem sabe alguém não consegue me levar a escolher um lado. K

Beijos da Brooke

Nenhum comentário:

Postar um comentário