Resenha: O Beijo das Sombras

|
Oi pessoal, a resenha de hoje é sobre uma série/saga que eu super amo e que eu sou viciada! A série é composta por 6 livros e todos já foram lançados aqui no Brasil! Eu vou falar só do primeiro, para não correr o risco de dar spoiler sobre o que vai acontecer nos outros e estragar a graça. Então vem comigo conhecer um pouco mais do livro “O Beijo das Sombras” da série “Academia de Vampiros” escrito pela linda da Richelle Mead.

Editora: Nova Fronteira
Autor: Richelle Mead
Ano: 2009
Avaliação: 5/5
Sinopse: O Beijo das Sombras - Lissa Dragomir é uma adolescente especial, por várias razões: ela é a princesa de uma família real muito importante na sociedade de vampiros conhecidos como Moroi. Por causa desse status, Lissa atrai a amizade dos alunos Moroi mais populares na escola em que estuda, a São Vladimir. Sua melhor amiga, no entanto, não carrega consigo o mesmo prestígio: meio vampira, meio humana, Rose Hathaway é uma Dampira cuja missão é se tornar uma guardiã e proteger Lissa dos Strigoi - os poderosos vampiros que se corromperam e precisam do sangue Moroi para manter sua imortalidade. 
         Pressentindo que algo muito ruim vai acontecer com Lissa se continuarem na São Vladimir, Rose decide que elas devem fugir dali e viver escondidas entre os humanos. O risco de um ataque dos Strigoi é maior, mas elas passam dois anos assim, aparentemente a salvo, até finalmente serem capturadas e trazidas de volta pelos guardiões da escola. 


    Mas isso é só o começo. Em O Beijo das Sombras, Lissa e Rose retomam não apenas a rotina de estudos na São Vladimir como também o convívio com a fútil hierarquia estudantil, dividida entre aqueles que pertencem e os que não pertencem às famílias reais de vampiros. São obrigadas a relembrar as causas de sua fuga e a enfrentar suas temíveis consequências. E, quem sabe, poderão encontrar um par romântico aqui e outro ali. Mais importante, Rose descobre por que Lissa é assim tão especial: que poderes se escondem por trás de seu doce e inocente olhar? 
Richelle Mead dá uma nova face à literatura vampiresca com este romance: mais ácida, apimentada e inteligente do que nunca, a saga dos Moroi e seus guardiões surpreende pelas reviravoltas e pela ousadia desses cativantes personagens.

Obs: Esse livro tem duas versões de capa, a primeira lançada no ano de 2009 (é a que eu tenho) e a segunda lançada no ano de 2010 e eu tenho que dizer que, opinião minha, as duas são lindas e a segunda edição é a que lembra mais a capa original.

A história da saga é sobre Lissa Dragomir, uma adolescente especial por diversas razões: a primeira é que ela é a princesa de uma família muito importante para sua sociedade, os Moroi (é como uma casta, os Moroi são da realeza e possui o poder de controlar o ar, fogo, água, terra ou um outro, que eu não vou contar qual é, e cada Moroi se especializa em um quando chega a idade certa.), ela é também a única ainda viva de sua família, os Dragomir, e por causa disso, recebe muita atenção dos outros Moroi da sua escola, a São Vladimir. Sua melhor amiga, é Rose Hathaway (narradora da história), no entanto, ela não pertence aos Moroi e sim aos Dampiros (meio vampira,meio humana) e sua missão é se formar na escola São Vladimir se tornando uma guardiã para proteger Lissa dos Strigoi, poderos vampiros que se corromperam e escolheram a imortalidade e que para isso precisam de sangue Moroi.
O 1º livro começa com a Rose e a Lissa fora da escola, vivendo no mundo “humano” após terem fugido do colégio há 2 anos, essa fuga se deu ao fato de um pressentimento ruim da parte de Rose e acontecimentos estranhos envolvendo a Lissa. As duas sempre conseguiram fugir antes que os guardiões as alcançassem, porém tudo muda quando o Guardião Belikov é contratado para ir buscá-las. Por ter deixado momentos antes que Lissa bebesse do seu sangue (os Moroi precisam de sangue para viver, porém diferente dos Strigoi eles só bebem de pessoas, geralmente humanos, que doam seu sangue por livre e espontânea vontade), Rose está fraca e as duas acabam sendo pegas e levadas de volta para a escola. Ao voltar e depois de uma longa conversa e de acordos feitos com a diretora Kirova, incluindo o Dimitri Belikov (Guardião Belikov) se oferecendo para ser tutor da Rose (uma vez que ela estava bastante atrasada devido ao seu afastamento de 2 anos das aulas), as duas voltam a freqüentar a escola e a conviver com uma hierarquia fútil, onde os que não são da realeza são tratados de forma diferente.
Porém, assim como na época que elas fugiram, coisas estranhas começam a acontecer com Lissa e com Rose, que acaba descobrindo o que torna sua melhor amiga Dragomir tão especial. Romances proibidos, romances que vão contra o que a hierarquia da realeza, mistérios e muitas surpresas é o que esse livro traz e faz com que você queira ler cada vez mais e mais e torcer por Lissa, Rose e Dimitri, eu não vou contar mais porque senão estrago a graça da história.

Tenho que dizer que amo essa saga e principalmente a Rose que é uma daquelas principais que fogem dos padrões: ser frágil, precisar de proteção e não fazer nada sozinha, e gosto muito do jeito que a Richelle Mead cria toda uma trama para a história fazendo tudo ser tão natural e se encaixar perfeitamente, além de ser super gostoso de ler pela forma como ela escreve. A minha parte favorita é um certo romance “proibido” que a história traz e eu nem preciso dizer que eu super recomendo esse livro né?

Comprem, leiam, porque vale muito a pena! Alguém ai já leu? Gostou ou não? Comentem e me contem!


Beijos da Brooke

Um comentário: