TODO FILME DE TRÊS HORAS TEM UM FINAL LIXO

|
Bom esse foi meu primeiro post Filme vs. Filme que eu pretendo fazer bem mais, vocês vão notar uma linguagem diferente da sinopse para opinião, mas eu tento ser o mais profissional possível na hora de escrever uma sinopse, e como é a minha opinião eu escrevo como eu falaria. Escolhi dois filmes premiados. Espero que gostem desse post, foi muito divertido escrever ele, comentem o que vocês acharam do final desses filmes que eu estou postando aqui. Não briguem comigo, é só minha opinião, se eu xingar muito me perdoem, é que eu me empolgo. Então vamos começar, me indiquem filmes, pois, não tenho mais nenhum na minha lista. Aproveite a leitura.










Vamos começar com detalhes sobre O Lobo de Wall Street:
Diretor: Martin Scorsese, segundo meu melhor amigo, Lincoln, só "um dos melhores diretores que existem"
Gênero: Comédia, Crime e Comédia (segundo a Wiki)
Nota para o filme: É A DIVA QUE TODO MUNDO QUER COPIAR
Sinopse: Jordan Belfort, um cara extremamente ambicioso que tem um forte desejo de se tornar um milionário, ele mesmo diz isso a sua mulher, Teresa, no filme. Ele consegue, posso me arriscar a dizer, um estágio para ser um corretor de valores. O seu suposto chefe lhe avisa que é melhor adotar uma vida com drogas e prostitutas, pois só assim ira sobreviver a uma vida daquelas. Logo ele consegue um emprego e vira de fato um corretor, dá um problema sério na bolsa e ele acaba perdendo o emprego que acabara de conseguir. Sem desistir de ser um milionário, recorre ao jornal em buscar de emprego. Teresa mostra a ele um emprego de corretor em Long Island, afinal não era muito longe dali, ele levemente inseguro vai e acaba se surpreendendo com o valor de sua comissão por venda, que era nada mais nada menos de 50%. Surpreso e animado com a novidade que tem pela frente, consegue desembolsar 70 mil em um mês. Sua vida está melhorando, está muito boa na verdade, mas podia ser melhor, e ele queria mais, muito mais. Abriu sua própria empresa para vender ações. Ele fui crescendo muito rápido, sua empresa só subia, cada vez mais e mais. Não havia menos no vocabulário de Jordan. Festas, drogas, mulheres gostosas, sexo e dinheiro, muito dinheiro, essa era a péssima vida de Belfort. Em uma de suas grandes festas, conheceu Noami, uma duquesa (muito gostosa) que despertou um desejo intenso no cara. Ele acabou seu casamento por ela, mas ele acabara se casando com Naomi depois. Estava tudo perfeito, dinheiro e uma linda mulher em casa. Mas o FBI entrou na história, e começou uma investigação em cima dele, talvez esse seria o final de sua vida perfeita.

Agora, vamos para azul é a cor mais quente
Diretor: Abdellatif Kechiche, meu amigo Mateus disse "Abdelif Kechiche é um diretor tunísio, mas erradicado na França, ele já dirigiu outros filmes aclamados pela crítica como O Segredo do Grão de 2007 e Vênus Negra de 2009"
Gênero: Romance
Nota para o filme: É A DIVA QUE TODO MUNDO QUER COPIAR
Sinopse: Adele, menina francesa comum de apenas 15 anos, está em busca de um relacionamento. Do seu grupo de amigas, ela é a única que nunca teve nenhum tipo de relação. Se sentia mal, por não ter uma atração muito forte por homens. Assim que teve um cara que se interessou por ela, não se obstruiu, tomou coragem e teve iniciativa, o que normalmente mulheres não tem. Tentou mesmo investi naquela relação, mas não deu. Tiveram uma relação sexual, mas pela feição dela não se via prazer. Estava andando a pé para ir a um encontro com Thomas, ao atravessar a faixa de pedestre, percebe uma menina com o cabelo pintado de azul, com pose e vestes meio masculinas, aquela pessoa provoca sensações desconhecidas no corpo de Adele. Ao cruzarem a faixa, seus olhares se encontram. A menina de cabelos azuis estava abraçada com outra menina. Adele não tira aquela menina da cabeça, chega até o ponto de ter um sonho muito 'estranho' com a desconhecida. Ela acaba descobrindo por um acaso que se interessa por mulheres, encabulada e até mesmo meio frustrada com isso, não sabe como lidar. Seu amigo, Valentin, a leva numa boate gay. Não se sentindo muito confortável lá, sai em busca de outro lugar para ir e esfriar a cabeça. A garota acaba entrando num bar lésbico, senta no bar como quem não quer nada e pede uma bebida, uma mulher vem e começa a dar em cima de Adele. A garota, visivelmente, não se sentia confortável com a aproximação da mulher. Quem vem para ajudar ela? Emma, a menina de cabelos azuis. Afirma que elas são primas para afastar a mulher. Nessa cena, elas se conhecem oficialmente. Adele  descobre que Emma é bem mais velha que ela, mas isso não era uma coisa tão ruim assim. Emma está sendo 'arrastada' por suas amigas para ir à outra festa, mas antes de sair Emma perguntou qual a escola que Adele estudava. Dias depois, Adele estava na frente da escola com os amigos, quando vê Emma encostada num poste fumando e esperando ela. Dali em diante, Adele se sentia cada vez mais atraída pela aquela menina de cabelos azuis. Seus olhos cheios de vida, de sensualidade, de vontade de viver, eram extremamente apaixonantes. Como uma droga, eram viciantes. Seu sorriso sacana, o jeito meio masculino que ela tinha. Claro que não foi fácil, o filme retrata bem o preconceito pelos pais da Adele e pelos amigos dela. Emma e Adele tiveram várias brigas, mas nunca deixou de ser intenso e cheio de amor o romance delas.

Opinião:
São dois filmes muito fodas que eu vou ter que falar muitas coisas. São filmes com muitas informações, muitos detalhes que se você prestar atenção vai notar também. Temos em comum que os dois filmes têm três horas de duração, fortes cenas de sexo, ambos são polêmicos (não só pelo sexo explícito). Temos outra coisa em comum, o final é um lixo, dos dois. Me julguem, achei uma merda os dois finais.
Vou começar por Azul é a cor mais quente:
-QUE PORRA DE FINAL É ESSE QUE ELA SIMPLESMENTE VAI EMBORA SEM FAZER NADA? PUTA MERDA, ELA DESISTIU DA VIDA DELA PRA DEPOIS SIMPLESMENTE IR EMBORA? VAI TOMAR NO CÚ ADELE!!
Agora que desabafei posso falar normal, elas enfrentam o inferno pelo romance delas duas, para o final ser cada uma seguir para seu lado como se nada tivesse rolado? Carambolas, meus amigos!! Tivemos duas horas e trinta minutos fodas para estragar tudo na última parte. Ai que ódio, detestei. Espero que o final do HQ seja diferente, na verdade, eu sei que é, mas é que eu não li ainda.

Agora, O Lobo de Wall Street:
-PORRA O JORDAN FOI PICA O FILME TODO, PRO NO FINAL VIRAR PALESTRANTE? TOMAR NO CÚ DE NOVO, MOÇO, TÁ É LOCO!
Desabafei de novo, mas eu descobrir que é baseado numa história real e o Lincoln falou uma coisa que fez sentido, foi honesto o final, de fato foi, maaaas ainda queria um final tipo com uma frase sexy, falo mesmo.
Voltando a falar do filme em geral, os atores foram impressionantes. Eram claras as emoções que os atores sentiam, meio que faziam você sentir o que ele sentia. O Leonardo DiCaprio estava D-I-V-I-N-O nesse filme, ele atuou super bem, como se ele tivesse se entregado ao filme. Lea e Adele, você sentia o desejo delas no filme, sentia a emoção delas. Os dois tiveram a história bem contada. Ambos os filmes têm cenas de sexo muito 'pesadas', eu não tive problema nenhum com isso, mas muita gente pode considerar exagerado o fato de ter sido muito natural as cenas. Nos filmes os atores realmente tiveram que ter a relação, mas vamos combinar que se eles não quisessem, não teria. Então, vamos parar com a palhaçada de que "o diretor forçou os atores até o limite", li isso em vários blogs. Fiz uma pesquisa e vi muita gente, muita gente mesmo falando isso. Dou nota +10 para os dois filmes, se me permitem (foda-se se não permitir, vou falar assim mesmo) esses filmes lacraram o cú das inimigas!

Espero mesmo que tenham gostado, vou deixar uns links aqui de vídeos dos filmes e algumas fotos, então aproveitem.









Trailer O lobo de wall street


Trailer de azul é a cor mais quente
















-Belle





Nenhum comentário:

Postar um comentário