Primeiras Impressões: A Playlist de Hayden - Novo Conceito

|
                  Ontem ao chegar em casa eu tive uma surpresa agrádavel, um pacote da Editora Novo Conceito com os primeiros capítulos de seu próximo lançamento: A Playlist de Hayden. Logo de cara ao folhear já me interessei e agora venho contar para vocês as minhas primeiras impressões sobre essa obra que será lançada no dia 6 de abril.


Editora: Novo Conceito
 Autor: Michelle Falkoff 
 Ano: 2015
Sinopse: Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente

Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava.

A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.

                Somos introduzidos a história em um momento forte, Sam vai até a casa de seu melhor e inseparável amigo Hayden para pedir desculpas, como ele sempre faz, por uma briga que tiveram na noite anterior e o encontra deitado e enrolado em seus cobertores de star wars, como sempre. A diferença é que dessa vez seu melhor amigo apesar de parecer estar dormindo, na verdade está morto, o que ele confirma ao encontrar uma garrafa de vodka vazia junto a um vidro de compridos vazio e um pen drive junto a seguinte mensagem:



               
                    Como é possível perceber esses dois são extremamente ligados a cultura geek, o que me agradou bastante principalmente nas partes em que fala sobre o RPG, eu inclusive faço parte de uma equipe sobre isso, promovemos encontros para jogos e tudo mais. Então eu realmente fiquei curiosa para saber mais sobre como a autora irá lidar com isso.

                Existe também o mistério envolvendo alguém chamado Arquimago_Ged, basicamente Sam tem que lidar com diversas situações e nenhuma delas é fácil. O livro retrata temas fortes também como o bullying, como lidar com o fato de seu amigo ter se matado e com toda a falsidade envolvendo pessoas que dizem se importar quando na verdade não se importam.

                A diagramação como sempre está impecável e adorei o detalhe de que cada capítulo contenha uma música e como cada música está diretamente ligado e tem relação com a história, afinal cada música do livro faz parte do que gerou o nome da obra: A playlist de Hayden. Entender os significados e mensagens não será fácil, porém estou bem curiosa e louca para poder conferir a obra por completo.



               
                É bem legal tanto a temática como o jeito que a Michelle aborda os assuntos, além de ser uma leitura fluída e gostosa. É o típico livro que agrada as pessoas e que desperta a curiosidade, com toda a certeza a minha foi aguçada ;)

                Espero que tenham gostado e não deixem de comentar,  não deixem de conferir e adquirir no dia 6 de abril. Até lá, fica aquele gostinho de quero mais.


                Beijos da Brooke 

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Olá!!
    O que gosto bastante nesse tipo de romance é a humanização dos personagens, que faz com que nos simpatizemos com eles e, mais importante, desperta a famosa empatia, quando conseguimos nos colocar no lugar deles. Acredito que, principalmente por isso, e também por conquistar nosso interesse para acompanhar jornada de dois garotos, cuja realidade está bem próxima da nossa, essas histórias tem um potencial grande para sensibilizar e desencadear discussões sobre esse tipo de violência, tema que vem ganhando cada vez mais visibilidade nos tempos atuais.

    *_*

    ResponderExcluir