A vida de Clémentine e Adele

|
Sumi um pouco, mas estou aqui, vamos lá gente! Primeira vez que eu falo de livro, espero que gostem. 


Hoje irei comparar o livro Azul é a cor mais quente com o filme. Livro foi lançado em março de 2010 e o filme em outubro de 2013. O resumo do livro e filme são basicamente a mesma coisa, embora o nome de suas personagens principais não são os mesmos. No filme, seu nome é Adèle , que antes no livro seu nome era Clémentine. Eu gostei muito do filme, gostei mesmo, por isso me deu muita vontade de ler. Achei, inocentemente, que a história seria a mesma só que com mais detalhes. Estava meio errada, mas não se irrite porque é diferente, mas ao mesmo tempo você nota semelhanças. Se nunca viu um nem outro, veja o filme primeiro e depois leia o livro.


Eu estava com uma amiga minha e a ela falou que deveríamos ver o filme porque parece ser legal  (a propósito, foi com ela que eu assisti Ninfomaníaca), eu falei que tudo bem, vimos só os primeiros 40 minutos juntas, depois eu terminei sozinha. Eu amei o filme, amei tanto que vi mais duas vezes. Eu sei, eu sei, o filme tem três horas de duração, mas eu me encantei com a história, embora tenha achado que tudo aconteceu muito rápido, cheguei até a me deparar com o seguinte pensamento: "Nossa, mas as coisas lá na França são bem rápidas, ninguém perde tempo". Quem já viu o filme, sabe que o final é tipo: VAI TOMAR BEM NO OLHO DO SEU **!!!! Eu nunca fiquei tão brava com um final de um filme, ah mas eu xinguei, xinguei muito.


O livro eu li porque uma amiga me mandou, porque eu cacei, cacei, mas não achei pra comprar, ela mora em outro estado, achou e me mandou. OBRIGADA! Comecei a ler o livro e me deparei com algo que já não gostei, mas continuei lendo. Ah gente, o livro é um HQ, sim, quadrinhos <3 amei, mas tem desenhos que não pode ler em casa porque se não mamãe bate! Comecei a ler e me apaixonei, mas um caso onde o livro é melhor que o filme.

Tanto o livro quanto o filme, retratam a história de uma menina de 15 anos que procura um amor, mas infelizmente, não acha isso em um homem, e sim numa mulher que vê passando na rua, aparentemente é só uma mulher, como é que ela ia se lembrar dessa mulher? Ela tinha o cabelo azul, tão azul como seus próprios olhos.  Adele (ou Clémentine) não queria e nem podia acreditar que podia estava apaixonada por uma mulher que só vira uma vez na vida, até ela sonhar com essa menina tão impactante. Cheia de dúvidas sobre ela mesma, começa a se isolar, uma amiga lhe dá um selinho e ela fica encantada com isso, no outro dia vai atrás dessa amiga, mas leva um fora. Cheia de vergonha ela se isola. Valentin, seu melhor amigo, vai ver se está tudo bem, vê o estado da amiga e leva ela a um bar gay, onde ela não se sente confortável, resolve sair para andar e acaba entrando num bar lésbico, ONDE ENCONTRA QUEM? AEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE MEU SHIPP PORRA, ta parei, onde ela encontra a menina de seus sonhos, literalmente, mas descobre que seu nome é Emma e conhece um pouco dela.

No filme, elas logo saem e ficam juntas enquanto no livro, elas demoram meses para se beijarem pela primeira vez. Não me entendam mal, mas o livro deu de mil a zero no filme, eu curti uma coisa que os focos do filme e do livro são os mesmos. Como o bar, a escola então eu achei bem legal. Peguei o depoimento de uma amiga minha, a Alice sobre o que ela achou sobre cada um:
"Opinião do filme: até hoje sou super frustrada com o final, mas como uma amante no cinema francês eu posso dizer que esse filme faz jus à França.  Como todo filme francês eles não se prendem a um romance bonitinho irreal e hollywoodiano. As personagens são profundas e tem personalidade.  Você as odeia em um minuto e no outro já ama de novo, Pq elas não são perfeitas que nem na maioria dos filmes clichés de hoje em dia. Sem falar no final. Quem não tá acostumado acha uma merda Pq não é tudo no felizes para sempre e isso foi uma sacada genial no filme.
Opinião do livro: achei legal de eles terem "enrolado" mais para o começo do relacionamento das duas. Deu mais tempo pra paixão delas, que era tão intensa, se Desenvolver. No filme isso meio que acontece de uma vez. Eles terem alterado o final, mudado toda a forma de narrativa da história também deu um toque bastante dramático e mudou todo o conceito, apesar de ser a mesma história e ter a mesma essência.  Apesar de que um dos maiores charmes do filme não estar presente: a relação de amor e ódio com o cabelo da adele kkkkkkkk"

Bom, e vocês gostaram mais do livro ou do filme? Se não leram o livro, apoio que vocês leiam logo, pois, o livro é pequeno e combinemos é um HQ. 
Espero que tenham gostado do post, se vocês leram me falem ai o que acharam, e espero que você goste!
-Belle











7 comentários:

  1. Cara, esse filme <3 não tem como descrever esse filme então fica aqui relatado meu amor por ele. Quanto ao livro, eu procuro esse livro para comprar e não acho nas livrarias e na internet só tá indisponível. Mas quando eu soube do livro e que era HQ ainda, fiquei louca para ler. Assim que eu achar ele e ler eu volto aqui para dar minha opinião.

    Beijinhos, Kamila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kamila. Já olhou na Amazon? Aproveita que está na promoção ;)
      Beijos da Brooke

      Excluir
  2. Eu nunca assisti o filme e nem li o livro, me julgue u.u Uma das piores coisas que tem é você ficar com raiva no final do filme hahahah O que eu achei mais estranho entre os dois, é que mudaram o nome da personagem principal, tipo (?)(?)(?). Confesso que o HQ não me atraiu, mas irei assistir o filme para saber se vale a pena comprá-lo ou não!

    ResponderExcluir
  3. Bom, o filme eu achei um pouco longo demais, mas gostei ..
    eu tenho muita vontade de ter esse HQ para mim, parece ser muito bonito.

    naovaiternome.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Nunca assisti ao filme e nem li o livro, confesso que ate agora eu não conhecia. Porque sera que o nome é diferente? O que mais me interessou foi pela HQ, vou dar uma procurada e ver se eu encontro, tambem irei assistir ao filme. obrigado pela dica

    ResponderExcluir
  5. Sobre o livro eu já tinha visto algo a respeito, mas não sabia que tinha o filme.
    Gostei de saber que é em formato HQ, tem muito tempo que quero começar a ler HQ, principalmente sobre heróis, mas este também parece ser uma ótima opção. Sobre o "cinema francês" não posso dizer nada, pois acho que nunca vi uma obra francesa, mas deve ser bem legal, justamente por eles não se prenderem muito no romance frufru kk
    Recomendação anotadíssima!

    ResponderExcluir
  6. Nunca vi o filme ou li o livro. Já assisti poucos filmes franceses e gostei bastante. Realmente, são bem diferentes dos clichês norte americanos.

    ResponderExcluir