Resenha: 8 segundos - Camila Moreira

|
Confesso que grande parte do motivo de eu ter lido essa obra é a frase que está escrita nele. Mas leiam e vejam, tem como não ficar curioso sobre a história? Eu acredito que não, por isso me rendi e me aventurei por essa trama e gostei, mas assim como a anterior não entrou para minha lista de favoritos. Venham comigo saber todos os detalhes sobre 8 segundos da autora Camila Moreira.

Autora: Camila Moreira
Editora: Suma de Letras
Ano: 2015
Avaliação: 4/5
Sinopse: O que fazer, quando dois mundos totalmente diferentes se chocam em uma realidade não esperada?Pietra sempre teve tudo o que desejava, mas após ser obrigada a passar trinta dias isolada em uma das fazendas da família, ela vai descobrir que nem tudo está ao alcance de suas mãos. Um peão de olhos azuis está tirando o sono da princesa da cidade.Lucas Ranger é um homem ligado às coisas mais simples da vida. Suas maiores paixões são o rodeio, o campo e os animais. Lucas não se deixa levar pelos lindos olhos verdes de Pietra, ele sabe que ela significa problema. Mas será que o cowboy indomável, irá se deixar laçar por uma menina de cristal?Oito segundos... uma história de amor e paixão superando as diferenças. 

               
A primeira coisa que eu tenho a falar é que assim que iniciei a leitura eu já imaginava o que iria acontecer e tudo isso devido a um único fato: a história é praticamente um Hannah Montana – O filme, só que para maiores de 18 anos. Quem já viu o filme irá entender o motivo de eu estar falando isso, então vamos lá.

                Pietra é a típica menina da cidade, mimada e fútil ela não tem respeito com as outras pessoas, seu único interesse é pelo dinheiro e aprontar tudo que pode. Em partes isso se justifica pelo fato de ela ter sido criada sem a mãe, que morreu muito cedo, e por um pai que nunca foi um exemplo de carinho.

“Nem uma viva alma para ouvir minhas lamúrias ou me ajudar a carregar minhas malas Louis Vuitton. Tirei os óculos escuros para enxergar melhor, mas não via a casa. Mais uma vez amaldiçoei meu pai por me fazer andar tanto. Ele ia me pagar com cada centavo do limite do meu cartão de crédito. Ah, se ia!”

Em uma medida desesperada, Roberto, pai de Pietra, faz uma proposta para a filha, se ela passar 30 dias na fazenda poderá ter o apartamento que tanto deseja em Paris, o que é claro que ela aceita. Não contente por ter que passar tanto tempo longe de tudo que ela ama, seu pai a deixa no meio do caminho o que a obriga a ir a pé até a fazenda, onde lá já começa demonstrando todo o seu gênio nada fácil o que a leva a receber de Lucas, o veterinário da fazendo, o apelido de Cristal.

Como pode uma pessoa mexer com tantos sentimentos em tão pouco tempo? Juro que eu estava tentando ser o mais racional possível, mas Lucas me tirava do sério. Suas provocações, desde o momento em que nos conhecemos, me deixavam com muita raiva.”

Sabemos que nos livros aquele ditado o Amor e Ódio andam lado a lado é verdade, e nesse não seria diferente. Entre diversas provocações, entre palavras de ódio e pensamentos nada inocentes esse dois irão viver momentos que prometem risadas e bastante diversão aos leitores. Será que eles irão conseguir permanecer dessa forma por muito tempo? Ou eles irão se entregar ao desejo que sentem um pelo outro? E com mundos totalmente opostos eles serão capazes de achar um jeito de fazer dar certo? Isso é o que você irá descobrir ao longo da leitura.

“ – Temos um ditado aqui no campo. – Ele se afastou um pouco e pude ver o desejo em seus olhos. – Nunca provoque um peão: ele só precisa de oito segundos para te enlouquecer.”

A história não será aquela de surpresas e com um grande ensinamento de vida, não irá fugir ao clichê das histórias nesse estilo, mas é uma boa leitura e eu gostei bastante e não tive vontade de largar a leitura até o seu final.  A narração é intercalada entre o ponto de vista de Pietra e de Lucas, o que nos permite um maior envolvimento e conhecimento a cerca deles e de seus sentimos, o que eu gosto muito. Recomendo a obra para quem gosta de histórias românticas e clichês com uma pitada hot! É uma ótima opção para quem procura uma leitura leve e agradável sem querer profundos ensinamentos.

Eu espero que tenham gostado e quero saber de vocês, gostam desse tipo de leitura? Não gostam? Já leram? Conhecem as outras obras da autora? Conversem comigo e me digam! Eu espero vocês ;) Ah e tem promoção no blog, não deixem de conferir!


Beijos  da Brooke.

6 comentários:

  1. Realmente, pela resenha o livro me pareceu bastante clichê. Eu particularmente não gosto de livros desse tipo, e ainda mais hot!
    Ótima resenha.

    http://www.bookstante.tk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei o teu Blog Kézia ...Desejo-lhe muito sucesso . Com dedicação vai conseguir escrever o teu livro. George Hoffman

      Excluir
  2. Se eu estivesse numa livraria e visse esse livro, eu nem chegaria a abri-lo, pois a capa dele não é nada atraente! Eu tenho receio de ler livros como esse exatamente pela quantidade de clichês que nesse gênero de leitura contém, então eu não prefiro me arriscar. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  3. Minha relação com romances é meio complicada. Estou começando a me aventurar agora nesse gênero e não tenho gostado muito dos livros que leio. A história me interessou, mas parece ser bem clichê. Ódio a primeira vista e final feliz com o mocinho fazendo a mocinha repensar seus valores. Mas como gosto menos ainda de romances hot, acho que eu não daria uma chance pra ele nesse momento.

    Beijinhos, Kamy

    ResponderExcluir
  4. Eu no momentos estou tentando evitar romances, mas parece que eles não conseguem me evitar porque sempre aparece um que eu quero ler. A hitória me interessou, mesmo que parece ser um pouco cliche ele com certeza vai para a minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  5. To rindo até agora de você ter colocado que "a história é praticamente um Hannah Montana" ahaha
    Brooke, sua resenha ficou muito boa. Se fosse levar em conta a sua opinião, eu certamente teria me interessado pelo livro, mas acontece que não me senti atraída pela estória desde que a editora ainda estava divulgando o livro. Sabe quando o santo não bate? Foi o que aconteceu rç
    Mas que bom que você gostou da leitura!

    ResponderExcluir