Resenha: Kitty - Elle S.

|
                Oi, meus amores. Vamos começar a semana bem? Hoje eu trago para vocês a resenha de um livro que me encantou e que eu não conseguia parar de ler além de torcer e suspirar durante a história. Convido vocês a conhecerem a gata mais linda e metida, Kitty, você irá se apaixonar por ela.


Autora: Elle S.
Editora: Arwen
Ano: 2014
Avaliação: 6/5 - Favorito
Sinopse: Kitty é uma gata sarcástica e cheia de mistérios que aprendeu a viver nas ruas há mais de quatrocentos anos. Independente e esperta, ela foge de qualquer contato humano, já que deixar-se ser adotada é o seu pior pesadelo. O grande medo dessa felina é que alguém desperte dentro dela o seu maior segredo. 
Vivendo nos becos da cidade de São Paulo, Kitty conquista o coração de Eduardo e, contra sua vontade, vira um animal de estimação. Tudo o que essa gata não queria que acontecesse.
Entre as diversas tentativas de fuga, ela se vê cercada de afeto e carinho pelo seu novo dono e começa a ser cativada. Então, é Eduardo, seu dono ruivo e charmoso, que desperta o que Kitty tem de pior. Quando ele deseja que sua amada amiga de estimação seja mais do que ela realmente é, a gata precisa correr contra seu próprio instinto. 
Ser quem ela foi condenada a ser, ou viver como quem ela verdadeiramente é? Dividida entre duas espécies, Kitty precisa decidir o destino de sua vida para viver um grande romance.

*E-book recebido em parceria com a editora Arwen.


                Para mim escrever uma resenha sobre uma obra que conquistou nunca é fácil, afinal é difícil traduzir para palavras realmente tudo que ela merece. Nessa história a principal nesse caso foge ao tradicional, Kitty não é uma humana, pelo menos não na maior parte, e sim uma felina cheia de posse e atitude, como qualquer gato. Para quem já teve contato com gatos sabe bem como eles são: cheios de atitudes, altivos e incontroláveis ao mesmo tempo em que são extremamente fofos e leais ao serem conquistados.

Ao longo de seus 400 anos de vida Kitty já passou por muita coisa e já conhece os lugares de São Paulo como a palma de sua mão ou nesse caso, pata, mas não pensem que ela é a típica gata de rua. Ela não gosta de carne e nem é muita fã de atum, uma gata de classe como ela tem um gosto alto e é conquistada apenas com salmão.  

“Conheci como a palma de minha pata cada espaço, cada calçamento, cada aroma e cada novidade. E, em mais de quatrocentos anos, nunca pude dizer que tinha realmente vivido até aquele dia. Afinal, eu jamais havia o meu coração bater tão forte. Jamais me sentira tão humana e tão eu.”

                Após conseguir um pouco de comida em seu restaurante favorito ela volta para sua casa, uma caixa em um beco onde não havia muito movimento. Bom, pelo menos até aquele dia, porém o que começou com uma noite tranquila acabou se transformando ao chegar uma presença no beco. Ao ver aquele homem passando mal, com um cheiro extremamente forte de bebida e com o rosto de choro ela não imaginava o quanto sua vida estava prestes a mudar. Incomodada com o barulho ela sai para afugentar quem ousa atrapalhar seu descanso. Porém ela vê seu plano indo embora quando Eduardo ao invés de se afastar a pega e promete que ela não estará mais sozinha, mas o que a deixa ainda mais furiosa é que ele a confunde com um macho.

                Sem chance de escapar no momento devido a diversas técnicas de distração (um carinho extremamente agradável na cabeça) e com o calor que o carro proporcionava a ela, resistir se tornou extremamente difícil e não havia como fugir naquele momento, por isso ela resolve esperar até chegar à casa de Duda e poder escapar. No entanto, o destino estava decidido a evitar que isso acontecesse.

“Aquilo não tinha nada a ver com o aperto que eu sentira ao vê-lo chorar. Nem como eu achava os olhos dele realmente cativantes e hipnóticos. Nem seus cabelos ruivos que eram tão brilhantes e atraentes. Não tinha nada a ver com Eduardo. Tinha a ver com manter uma palavra.”

                Quanto mais ela tenta fugir para se proteger e proteger aqueles a sua volta, afinal ela sabia que no instante que seu segredo fosse revelado tudo iria mudar para pior, mais o destino teimava em junta-los. Será que dessa vez seria diferente? Será que ela seria capaz de salvar Eduardo de um amor cruel? Será que ela conseguiria proteger seus sentimentos? Suas duas metades finalmente poderiam ser completas?

                Para descobrir o que essa história promete eu convido vocês a lerem e a se apaixonarem. Essa é a primeira vez que eu posso dizer que me apaixonei por todos os personagens, mesmo aquele que eu não acho que combina com a Kitty, e só odiei uma pessoa, mas essa é impossível de não se fazer e quem ler vai saber de quem eu estou falando.

Arthur é o típico amigo que todos merecem ter, Eduardo é o tipo de cara que realmente é apaixonante, até Marvin com seu jeito esnobe e altivo me conquistou e me fez gostar dele e torcer pelo seu final feliz. Eu só posso dizer que é uma história diferente de todas que já li  e extremamente cativante. Não é apenas um romance, é uma história que mostra o valor da amizade, o verdadeiro amor e o que cada um tem dentro de si.

Definitivamente entrou para minha lista de favoritos e eu convido a todos a se darem essa oportunidade e se apaixonarem e se envolverem com esses personagens.  A diagramação é cheia de detalhes que complementam ainda mais a história e sem falar da capa que é linda, leiam um capítulo, descubram um pouco mais dessa obra e ai sim se decidam. Quem não ler estará perdendo uma grande aventura ;) Mas eu quero saber de vocês, o que acharam?


Beijos da Brooke.

8 comentários:

  1. Tenho muita curiosidade em ler esse livro. Deve ser super interessante uma narrativa com a visão de um bichinho, e ainda mais desse animalzinho fofo que todos amamos não é rsrs?

    comiumlivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. A capa é bem chamativa, por ter esse indo olhar <3 Eu adorei conhecer esse livro! Eu gostei dele, porque ele é um livro bem diferente e com uma personagem bem disposta quanto a de um felino. Por ele ter me interessado, irei saber mais um pouco do livro para saber se lerei ou não!

    ResponderExcluir
  3. Nossa só pela a premissa já deu para nota que esse livro e bem diferente , me deixou curiosa O.o porque realmente nuca vir nada parecido com uma gata de quatrocentos anos, e eu aqui achando que nada me surpreendia , aaahhhh também adorei a sua resenha ,parabéns, obrigada pela dica, mais um que vai entra na fila !!!

    ResponderExcluir
  4. Eu vi esse livro no Skoob e já coloquei na minha lista de desejados na hora. E aí eu vi aqui no blog e pensei: Finalmente vou ler uma resenha e ver se é tão bom quanto a sinopse promete. e é. A resenha sempre tem mais detalhes que a sinopse e me pareceu ainda melhor. Fantasia sempre vai ser meu gênero favorito de história e esse livro descreve bem o que eu espero de um livo de fantasia. Adoro livros que inovam. Ultimamente, só vemos distopias, aí quando aparece um tema bem original eu vibro.

    Beijinhos, Kamila

    ResponderExcluir
  5. A capa é realmente convidativa, mas apesar de amar gatos e fantasia confesso que li um capítulo e não me interessei pela história, mas acima disso, parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  6. A autora merece um enorme parabéns pela originalidade de sua história. Eu amei o livro desde que vi que era narrado por uma gata, e a premissa é realmente muito instigante. Fiquei com muita vontade de saber sobre o que, como e porquê a Kitty acabou sendo transformada em gata. E o Eduardo deve ser aquele personagem cativante *-*

    ResponderExcluir
  7. Eu li Kitty a apenas alguns dias atras e fiquei apaixonada por essa gata. O livro é incrivel e engraçado ouve varias partes em que eu ri, principalmente na hora em que ela conhece Arthur, foi muito engraçado, e impossivel de não gosto desse livro. Tambem gostei muito da capa

    ResponderExcluir
  8. Já faz um tempo que vi esse livro e fiquei super curiosa, pois tem duas coisas que eu amo: felinos, e pessoas ruivas. Acho que preciso desse livro urgentemente...rsrs

    http://www.bookstante.tk

    ResponderExcluir