Resenha: Magia - Jéssica Macedo

|
                Para os amantes de magia essa obra é altamente recomendada, mas cuidado o risco de se viciar é extremamente alto. Brincadeiras a parte, a obra de hoje realmente é a ideal para aqueles que gostam de mundo magico e tudo que o envolve e sem falar que não é apenas uma história simples e muito menos boba sobre o assunto. O livro de hoje é o primeiro volume da Trilogia Mística e é incrível! A escrita da autora Jessica Macedo me conquistou de um jeito que estou louca para saber quando sai os próximos volumes, quer saber o motivo de eu dizer tudo isso? Então confira a resenha ;)

Autora: Jéssica Macedo
Editora: Highlands
Ano: 2015
Avaliação: 6/5 – Favorito
Sinopse: As pessoas desprezam aquilo que
não conseguem entender...
Ela não era normal, e todos sabiam disso... 
Chorar, rir, sofrer por um amor platônico não correspondido pelo vizinho e amigo de infância é normal entre adolescentes de 16 anos. Mas ter olhos lilases, não. Já pensou em como seria ter uma vida assim, sendo uma aberração?
No entanto, a vida de Annabelle está prestes a mudar no momento em que seu pai diz quem ela verdadeiramente é. Será que ela estará preparada para aceitar o que lhe disseram a vida toda, que ela não era normal?
* Livro cedido em parceria com a autora. 

                Primeira coisa que eu tenho a dizer é que não se preocupem, por mais que eu tenha amado a história não serei tendenciosa e irei dizer exatamente o que o livro traz e porque ele é altamente apaixonante, tenho certeza que você poderá chegar à mesma conclusão que eu.

                A história é narrada em primeira pessoa pela Anabelle, ou como é conhecida Belle (e sim eu amei porque como vocês sabem é como eu chamo minha amiga), uma típica adolescente que está atualmente no segundo ano do ensino médio e que não é nada popular por um único motivo: seus olhos são lilás. Como tudo que foge aos padrões é taxado como esquisito e motivo para bullying (e muitos de vocês com certeza sabem disso por já terem visto ou até mesmo passado por isso) com ela não seria diferente.

                Não é para menos que ela não se sinta bem na escola e consequentemente não seja a garota mais popular da escola, todos preferem permanecer afastados da ET. O único que não liga para isso é Richard, seu melhor amigo e conhecido desde infância, que sempre a defende e está quase sempre perto dela. Os dois são extremamente unidos devidos a diversos fatores, dentre eles: o tempo que se conhecem, o fato de um morar na frente do outro, suas famílias com pais ausentes e o amor de Anabelle por ele. Mas é claro que esse último fator ele não sabe, uma vez que ele sempre demonstrou que para ele ela é apenas sua grande amiga e que seu grande amor é Linda, uma garota mesquinha e irritante que é sua namorada.

“Até o nome da garota dizia que ela era bonita. Como competir com alguém assim?”

                Mais um motivo de identificação, quem nunca sofreu ou viu alguém sofrer por amar alguém que o considera apenas um amigo? Acredito que são poucos os que não sabem como é isso. Como se já não bastasse todas as coisas que ela tem que enfrentar fora de casa, ela ainda tem que lidar com um pai ausente devido a seu “trabalho” e com a tristeza de sua mãe pela falta dele. Sem falar em um amor que ela sabe que nunca será correspondido porque a enxerga apenas como uma amiga. Vocês devem estar pensando que poderia ser pior, que existem coisas muito piores, certo? E eu concordo plenamente, mas junte isso ao fato de que você realmente parece não ter sorte e irá notar que é difícil achar que sua vida é boa.

“Disse que meu dia já estava ruim? Pois é, ficou pior. Eu estava completamente ensopada e meu cabelo chegava a pingar com a água suja da rua. Juro que, se pudesse, mataria o filho da mãe que fez aquilo comigo.”

                É então que sua vida que já era complicada se torna ainda mais ao acontecer coisas inexplicáveis apenas pelo fato de ela desejar, não que isso seja algo ruim, afinal quem não gostaria de poder dar uma lição na garota mais insuportável da escola ou se livrar de uma situação nojenta, certo? O único problema é que tudo isso estava acontecendo apenas pelo fato de ela pensar e querer o que só poderia ser uma grande coincidência ou ela estar louca.

                Só posso dizer que a Annabelle te conquista em poucas páginas e te faz desejar matar ou ensinar uma lição a todos que fazem tudo que fazem com ela. Ela é diferente sim, mas tem mais caráter e dignidade que muitos por ai e de acordo com a menina da capa eu não sei como podem chama-la de esquisita e feia, porque serio ela é linda e eu amaria ser como ela é!

“ – O diferente nem sempre é aceito, Annabelle. Mas isso não quer dizer que ele seja feio. E, particularmente, os seus olhos são lindos. – Ele passou a mão no meu rosto, retirando os óculos. – Não acho que você deva escondê-los.”

                Antes de continuar a falar eu precisa frisar quem fala isso para ela porque eu tive um ataque e derreti e fiquei pensando porque na minha escola não havia essas coisas. O professor mais lindo do colégio é quem chega perto dela e fala isso para ela na frente de todos e eu preciso dizer que tenho uma queda por romance aluna professor então shippei na hora eles.

                Mesmo sabendo ser diferente por causa de seus olhos puxados aos de seu pai, ela não imaginava o quanto isso era verdade e é nesse dia que ela finalmente descobre a verdade sobre quem é e as coisas começam a fazer um pouco mais de sentido. Todos que diziam que ela não pertencia aquele lugar estavam realmente certos, ela realmente não era igual a eles e sim algo maior e mais poderoso: uma bruxa.

 Claro que não foi nada fácil convence-la que é uma bruxa, mas ao finalmente aceitar ela descobre que não está sozinha e que existe um lugar onde ela pode ser quem é sem medo ou discriminação. E é a partir dai que a história se torna ainda mais interessante.

“Eu era normal! Tem ideia do que é ser normal? Sem olhares tortos, sem pessoas caçoando da minha cara. Ninguém estava a fim de me pregar em uma cruz ou tacar pedras em mim.”

Embarcamos junto a ela em sua jornada de aprendizado com a ajuda de sua mentora, nada parecido com o esperado, Liza, que tem o dever de ensina-la e aconselha-la durante essa transição. E para aqueles que acham que se tornar uma bruxo e controlar todos os poderes é fácil irão notar que pode ser bem mais complicado e perigoso do que se parece, essa é a maior diferença dos outros livros de magia, ela será exposta ao perigo real, nada é brincadeira ou um sonho se tornar uma bruxa, é extremamente perigoso e pode ser mortal.  

Não irei falar muito mais para não estragar a graça do livro e acabar revelando algo que é melhor ver ao ir lendo, mas irei dizer que eu me diverti, sofri, me surpreendi, aprendi e me apaixonei muito por cada personagem, cada folha e cada situação. Confesso que ainda não fui plenamente conquistada pelo pai dela e acho que a relação da rainha com ele é meio suspeita, mas eu pude perceber que ele realmente se importa com ela e pude aprender varias lições. Mais do que um livro é um ensinamento, é um constante aprendizado e é possível aprender mais sobre a mitologia com ela, a autora está de parabéns pelas pesquisas e os mínimos detalhes que se encontram na trama. Quem gosta de um livro envolvendo a mitologia e magia com certeza irá se apaixonar por essa trilogia, eu já não vejo a hora do próximo volume ser lançado e poder conferir.



Você não vai perder essa oportunidade ou vai? Para aqueles que não lerem só posso falar que não sabe a trama e a viagem incrível que estão perdendo e para quem embarcar junto comigo nessa viagem espero que aprecie e se junte a mim nesse incrível mundo e saiba que precisando de alguém para conversar sobre o livro estou aqui para isso ;) Eu espero que tenham gostado e que eu tenha despertado um pouco da curiosidade de vocês. Para adquirir o seu exemplar autografado é só falar com a autora e aproveitar a leitura. Recomendo muito e digo para não perderem a oportunidade. Me digam o que acharam, certo? Ah e não deixem de adquirir o seu aqui.

Ps.: Jéssica quando sai o próximo volume? Por favor, que seja rápido, amém.  

Beijos da Brooke


                

11 comentários:

  1. Se eu visse uma menina com a cor do olho lilás, eu arrancaria e colocaria em mim hahahah Adorei saber que, além do livro conter uma bruxa, como personagem principal, o livro trata de bullying, um assunto bastante discutido atualmente. Além disso, o livro parece conter uma história incrível, fazendo com que o leitor devore-o!

    ResponderExcluir
  2. Mega me empolguei para ler esse livro com a sua resenha, o enredo realmente me pareceu bom, eu também super shippo um romance aluno e professor sei lá o proibido sempre parece mais tentador ...kkkkk. eu só acho que na vida real ter olhos lilases seria motivo de fama algo único e especial , eu bem que queria ter olhos com uma cor exótica, a minha irmã mais velha tem um olho castanho e outro verde, tipo nasceu assim e eu tenho que me contentar com olhos castanhos apenas, mas beleza já me conformei, deixa sobra uma graninha que eu compro uma lente lilas kkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. No meu tempo de escola, se aparecesse alguém de olhos lilases, ela ia ser a pessoa mais popular da escola e não o contrário. Adoro quando vocês indicam livros de magia e sobrenatural. è o meu tema favorito e com esse livro não é diferente. Adorei o tema e como você, também tenho uma queda por romances aluno/professor rsrs' Já quero esse livro para ontem.

    Beijinhos, Kamila

    ResponderExcluir
  4. Toda essa coisa de não ser normal e nada popular na escola sempre me cativou. A maioria dos livros que li envolve coisas sobrenaturais e magia, adoro esse tipo de história e agora fiquei mais curiosa sobre esse livro. Acabei de acrescentá-lo em minha lista de desejos.

    ResponderExcluir
  5. Gostei da resenha, me lembrou um outro livro que eu amo também sobre bruxos. E, sinceramente, eu ia amar ter olhos da cor lilás, já pensou? Deve ser muito legal! Hahaha
    Bjokass <3

    ResponderExcluir
  6. Já havia lido a sua recomendação e ler a resenha só me deixou mais instigada em adquirir o livro, meu gênero de leitura favorito! Sou apaixonada por histórias que tratam dos costumes e rituais das bruxas ahaha.

    ResponderExcluir
  7. Tenho que dizer a mais pura verdade: Se tivesse uma menina na minha escola com os olhos lilás, eu ia querer ser tipo best friend dela, e não praticar bullying, sério! haha Quem sabe a Anabelle tem parentesco com Daniel Grigori, o anjo caído de Fallen de olhos violeta *---------*
    Enfim! Achei a premissa da estória incrível. Magia é comigo mesmo; meu gênero preferido é fantasia, então né, óbvio que fiquei louca pelo livro!

    ResponderExcluir
  8. Adorei a pagina e confesso que eu queria ter olhos lilás. Adorei a resenha e eu amo livros sobre magia e esse tipo de coisas então eu tenho certeza que eu irei gostar desse. Coloquei na minha lista e ansiosa para le-lo.

    ResponderExcluir
  9. Não costumo gostar de livros com magia, mas cara... Não é que fiquei super curiosa?! E nem li o livro ainda e já fui com a cara desse professor dela.

    http://www.bookstante.tk

    ResponderExcluir
  10. OMG! Tô louca pra ler... amei a resenha e totalmente o tipo de livro q curto, daqueles
    que tipo, ela gosta do melhor amigo só q ele só vê ela como amiga e tal... É uma fase q todos
    passam pelo menos uma vez na vida e ainda mais é romance sobrenatural! Xoneii <3

    ResponderExcluir
  11. Amei a resenha 😍😍😍😍
    Tipo , preciso ler esse livro com urgência .
    A história parecer ser fascinante sem contar essa capa que eh um bafo rsrs

    ResponderExcluir