Resenha: Puro Êxtase - Josy Stoque

|
Quem acompanha o blog deve estar sabendo que a autora Josy está com um novo livro, certo? Hoje, no entanto, eu venho aqui para falar sobre uma das obras antigas dela e já digo que não recomendo para todo mundo e que nem todos irão gostar. Entenda e conheça mais sobre “Puro Êxtase” a seguir.

Autora: Josy Stoque
Editora: Independente
Ano: 2014
Avaliação: 3,5/5
Sinopse: "O vazio é uma nova oportunidade de se preencher"
Como você se sentiria se seu relacionamento acabasse depois de dez anos?
Sara Mello precisa recomeçar, recuperando o emprego como advogada e os sonhos perdidos. E como se não bastasse a mudança, a vida lhe faz mais uma surpresa através de um estranho em um bar, um convite irrecusável e uma noite inesquecível. Ela vai descobrir que é sexy, sentindo na pele o significado mais profundo do amor próprio.
Abra sua mente, liberte suas fantasias mais ousadas e realize tudo o que tiver vontade.
Saiba mais: http://www.josystoque.com.br/p/puro-extase.html
*E-book recebido em parceria com a autora;


Primeira coisa que irei dizer é que se você não tiver no mínimo 16 anos pode parar de ler agora e retomar quando for mais velho. Se você também não gosta de histórias eróticas com cenas fortes e constantes o livro também não é para você. Como eu havia dito nem todos irão gostar e nem todos irão odiar, no meu caso eu estou neutra, não amei a obra e nem odiei. Gosto de ler histórias mais hot quando elas complementam uma história e não quando elas são a maior parte e são presença constante.

Não estou dizendo que o livro é ruim, jamais porque eu gostei bastante da escrita da autora e também de seus personagens, mas para mim funcionaria melhor se tivesse tido mais história como base ao invés de muitas cenas de sexo.  Mas isso se deve ao fato do que a personagem estava passando no momento e eu entendi e confesso que estou ansiosa pela continuação da série que ao que parece será mais focada nessa parte de amor e relacionamento que é o que me atrai.

Sara é uma mulher que sempre fez de tudo para manter seu casamento, porém isso não foi o suficiente para que ele durasse. Ao ser surpreendida com o pedido de divorcio e ver sua vida mudar por ter que sair de casa e voltar a morar na casa de seus pais perdendo um pouco de sua liberdade e abalando ainda mais sua auto estima que já se encontrava baixa ela passa por um mês difícil, repleto de tristeza e depressão.

“Nenhum amor sobrevive à rotina. Ninguém e nada é perfeito como nos contos de fadas, jamais. Temos que entrar em uma relação conscientes disto, porém os dois têm que fazer sua parte para que todo mundo saia satisfeito.”

Cansada, no entanto, de sofrer por quem não merece ela resolve que precisa sair, ir para algum lugar, espairecer e se transformar. Procura alguma amiga para embarcar nessa aventura, mas por ser no meio da semana não encontra ninguém, porém nem isso é capaz de fazer que ela desista do que colocou na sua cabeça, já havia passado da hora de  deixar de aceitar todas as coisas ruins que diziam sobre ela. Havia chegado a hora de parar de não ser feliz e ir atrás e fazer tudo que tiver vontade, curtir e ter tudo que não teve direito e o mais importante estava na hora de se valorizar.

“Só tenho domínio sobre o que penso e o que sinto, não posso controlar os sentimentos e as vontades dos outros. Jamais!”

Ela não estava mais a procura de um amor, alias nem acreditava mais nisso. A única coisa que ela queria era aproveitar a sua vida e sua solteirice (como ela mesma diz) com qualquer um que tivesse vontade. A partir dai uma nova Sara surge, uma mulher sensual, forte, que não se apega ou se apaixona e que não se importa com o que pensem, se ela estivesse bem era o que importava. Claro que ela não é alguém sem coração, suas amizades são de extrema importância para ela, sua família são os seus amores e isso não mudou, a única coisa que havia mudado é que ela não estava a procura e nem queria um relacionamento com ninguém. Uma noite de cada vez e não necessariamente com o mesmo homem, é assim que ela passa a viver.

“Ser atraente não é ser perfeita, mas é dar evidência às minhas qualidades”.

A minha opinião e meu conselho sobre a obra é que se você não gosta de ler sobre todo tipo de coisa envolvendo esse mundo erótico, talvez essa não seja a obra indicada. A mensagem de crescimento e a forma como a personagem vai se descobrindo e tendo consciência de fatos importante para a vida é muito bom de ler, mas como eu já falei na maior parte desse tempo para chegar a tais conclusões existem muitas cenas fortes que muitos não gostarão.

Não foi uma das minhas leituras marcantes e que me conquistaram de forma extrema, mas também não considerei como uma perda de tempo. Posso dizer que foi agradável e que as reflexões me ajudaram a pensar em diversas coisas enquanto as outras partes não mudaram em nada minha vida. Acredito que irei gostar mais do segundo volume da série pelo que já falei anteriormente e é claro que assim que eu fizer isso eu venho contar se estava certa ou não.

Para aqueles que estão em duvida sobre a leitura o meu conselho é que pegue o primeiro capítulo para ler, isso é possível através do site da amazona ao se pedir a amostra. Leia e veja se pode te agradar ou se não irá te chamar a atenção. Se sabe que não é o tipo de obra que irá te agradar não leia apenas para julgar depois, certo?

Por enquanto é só, espero que me digam o que acharam e tenham certeza que sempre leio todos os comentários se arranjar um tempo responderei a eles. Mas gosto muito de conhecer vocês cada vez mais pelo que me dizem! Espero que a resenha tenha agradado.


Beijos da Brooke.

9 comentários:

  1. Concordo com você na parte que cenas eróticas é bom quando complementam a história e não quando é A história. Confesso que criei um certo preconceito com contos eróticos depois da decepção de 50 tons de cinza. Eu lembro que eu adorava aqueles romance de banca que eram intitulados como Sabrina Bianca e Júlia, se não me engano, que eram bem eróticos, mas acho que passei dessa fase.

    Beijinhos, kamila

    ResponderExcluir
  2. Oieeeeeeeeeeeeee, poxa vida, fico feliz que as lições tenham ficado com você. A parte sexual realmente eh forte e intensa, considero 50% do livro porque não tem como desassociar autoestima de sexo, no caso da mulher. Também usei do sexo para quebrar um pouco o tabu sobre a sexualidade, principalmente entre as mulheres. Por isso abordei o sexo de maneira libertadora, sem limites e preconceitos. Não estou dizendo para que todas as mulheres passem a agir como a Sara, ateh porque os motivos que a levaram a agir assim não são la muito saudáveis, neh! Mas foi o jeito que ela encontrou para se sentir melhor e de quebra ainda abriu a cabeça para outra perspectiva sobre sua própria sexualidade. Eh o que faz Megan Maxwell ao tratar de swing e jogos eróticos em seus livros, por exemplo. Mas você tem razão, quem espera um romance picante não vai curtir essa historia que eh bem diferente das convencionais. Espero que realmente goste do livro 2. No primeiro foco na autoestima e no próximo na confiança no sexo masculino para ter um novo relacionamento, de maneira realista e intensa. E no desfecho, falo de comprometimento, como fazer um relacionamento a dois dar certo. Qual será o segredo? Obrigada pela resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Confesso que não sou adepto a romance erótico, mas li o post para conhecer um pouco da obra, que, até então, eu ainda não conhecia. O livro parece conter uma personagem que, após ter que se divorciar, ela dá a volta por cima e mostra que tem uma grande personalidade, e personagens com personalidade forte são os que mais me atraem. Além disso, eu achei a capa bem marcante, principalmente por conter esse efeito avermelhado!

    ResponderExcluir
  4. Como já andei comentando por aqui esse tipo de romance não faz o meu gênero, mas como tive contato com a escrita da autora em Não Espere pelo Amanhã e estou gostando , acho que deve ser uma boa leitura para quem gosta do gênero. Ainda assim goste da sua resenha retrata a personalidade e a historia de em volta da personagem , demostrando a sua opinião sem preconceitos e condenações...Parabéns ♛♛♛

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito de romances eróticos, Brooke, mas da forma que você falou, quando as cenas hots complementam a história, quando tem um significado elas estarem ali, mas não curto quando a maioria do livro é com cenas hots, acaba que deixa de ter um sentido para elas, como se o livro fosse só aquilo. Fiquei meio desinteressada pelo livro por conta disso.

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto de leituras hots, mas andei dando um tempo, pois as que eu vinha lendo eram parecidas, mais do mesmo, sabe?
    Sei que a Josy tem livros ótimos e não duvido que Puro Extase seja bom, mas no momento eu não leria. Só porque estou dando um tempo mesmo.

    ResponderExcluir
  7. Eu ate que gosto de livros hot, mas parece que esse tem mais parte hot do que a história acho que isso deixa o livro ruim quando exageram nas cenas quente e esquecem do resto, então acho que por isso não me interessei.

    ResponderExcluir
  8. Eu ate que gosto de livros hot, mas parece que esse tem mais parte hot do que a história acho que isso deixa o livro ruim quando exageram nas cenas quente e esquecem do resto, então acho que por isso não me interessei.

    ResponderExcluir
  9. Não sou fã desse tipo de livro. Principalmente se tem mais cenas hot que o restante da historia. Eu saio pulando tudo, acho cansativo.

    ResponderExcluir