Resenha: "Golfinhos e Tubarões - O outro Mundo" - Tais Cortez

|
Falar sobre um livro que te conquistou profundamente nunca é fácil. Hoje eu venho falar sobre o segundo livro que eu li em forma de Book Tour e tenho que falar que eu consegui me apaixonar e me encantar ainda mais que o primeiro livro que li da autora. A Tais Cortez conseguiu criar uma verdadeira obra prima em sua primeira obra, “Golfinhos e Tubarões” é o típico livro que ao se começar a ler não se consegue mais parar até terminar (e é claro, desejar mais).


Aos cinco anos, Victoria foi adotada por Ana, presidente de uma indústria de cosméticos, e Greg, um bem-sucedido advogado. Ela não entende por que não se lembra dos verdadeiros pais e não acredita na suposta causa da morte deles.Ao completar quinze anos, estranhas mudanças começam a acontecer. Seus cabelos ruivos escurecem, ela se torna cada vez mais forte e rápida, seus sentidos ficam aguçados e alguns dos seus sonhos passam a ser premonições.
Após a visita de um casal peculiar, ela é levada para um mundo desconhecido e único, onde terá que aprender a controlar suas habilidades, freqüentando aulas diferentes de tudo o que já viu.
Após a visita de um casal peculiar, ela é levada para um mundo desconhecido e único, onde terá que aprender a controlar suas habilidades, freqüentando aulas diferentes de tudo o que já viu.
Lá ela conhece Alex. A atração entre os dois é imediata, mas ele se recusa a se aproximar de Victoria e de qualquer outro aluno. Ainda assim, o destino se encarrega de uni-los e Alex passa a protegê-la e ajudá-la.
O que Victoria não sabe é que ele esconde um segredo que mudará sua vida, e que o passado pode estar mais perto do que eles imaginam...

Ano de lançamento: 2013

Avaliação: 6/5 – Favorito <3 <3 <3


Bom, acho que a nota que dei para o livro não é nenhuma novidade depois do que eu falei. Mas para que você possa entender o que de tão apaixonante tem nesse livro eu preciso te contar um pouco dessa história e mesmo sabendo que jamais conseguirei colocar em palavras o quão encantador e mágico é essa história eu irei tentar o meu melhor.



Victoria poderia ser considerada uma menina de sorte, afinal ser adotada por duas pessoas que possuem uma situação financeira boa é algo ótimo, certo? Bom, nem sempre. Apesar de nunca ter lhe faltado nada material, sua vida poderia ser resumida de forma bastante simples: festas que ela odiava ir, uma vida de aparências, ausência de carinho por parte de seus pais e criação realizada por empregados (com constantes trocas para que ela não se apegasse mais a eles do que a seus pais).

Apesar de não ser a mais perfeita vida, era uma vida boa, ainda mais por ela não se lembrar de nada do que aconteceu anteriormente em sua vida. Suas lembranças se resumiam ao momento que Ana e Greg a adotaram aos 5 anos de idade. Tudo ia relativamente bem até seus 15 anos de idade, que foi o momento em que tudo começaria a mudar em sua vida fazendo com que a partir desse momento ela jamais fosse a mesma. E olha que ela nem fazia ideia do quanto sua vida começara a mudar de forma irreversível.  

Pequenas mudanças eram perceptíveis ao longo dos anos, como seu cabelo ruivo escurecer, sua força aumentar cada vez mais, mas o que ela jamais imaginara é que havia algo maior vindo. Algo que os outros eram capazes de notar mesmo que naturalmente, como no caso de seus amigos que se afastaram dela, mas que nem ela nem seus pais adotivos estavam prontos para conhecer.

Contra a minha vontade, minha vida tinha mudado. E eu estava convicta de que nunca mais seria a mesma.
                Era um dia aparentemente normal, a única diferença é que por milagre a família se encontrava toda junta na sala, mas esse dia iria marcar de vez a vida de todos. Um dom ou uma maldição era revelado, sem saber o que estava acontecendo ela conseguiu destruir a sua casa, levitar seus pais quase os machucando seriamente... A partir de então sua vida que até aquele momento era “perfeita” se transformou.

Imagine viver em uma casa onde as pessoas que te criaram te temem, onde o carinho que antes não existia, agora mesmo é que não era demonstrado. Imagine se sentir um monstro em seu lar, era assim que ela passou a ser vista e tratada depois do incidente que mostrou que existiam bem mais coisas que ela desconhecia sobre o quão diferente e especial ela era. Cada vez mais se sentindo indesejada ela não sabia o que fazer, não havia para onde ir, mas ela sabia que seus pais não a queriam mais por perto o que foi confirmado com a chegada de dois estranhos (Lisa e Vitor) que sabiam mais sobre ela do que ela mesma.

Um novo mundo foi mostrado para ela, um mundo desconhecido para os humanos, um mundo onde ela não era considerada uma aberração. Um lugar onde a ensinariam a controlar e onde as respostas acerca de sua vida antes de ser adotada estavam, mas ela estaria preparada para deixar tudo para trás e ir em frente? Tomar decisões nunca é fácil, ainda mais quando o que se propõe é que se deixe para trás tudo aquilo que se conhece.

Ana e Greg não me queriam ali e eu não tinha para onde ir. Além disso, eu queria e precisava descobrir como Lisa e Vitor conheciam meus verdadeiros pais e o que sabiam sobre eles, entender o que estava acontecendo comigo e aprender a me controlar para não machucar mais ninguém. E, por mais que essas fossem as razões que eu enumerava, havia outra que eu resistia admitir para mim mesma.

Se você ai pudesse imaginar uma outra razão, qual seria? Bom, se você pensou em um garoto lindo (que me faria ir aonde fosse, admito) pode comemorar porque você acertou. Apesar de nunca o ter visto pessoalmente, além de uma visão, havia alguma coisa nele que a atraia mesmo que não conseguisse entender ou explicar o motivo.

Alguma coisa nele me atraía. Queria tocar sua pele clara que, mesmo de longe, parecia ser muito macia. Acima de tudo, queria ver seus olhos. “Olhe para mim!”, ordenei, frustrada por pensar que aquilo também não adiantaria. Entretanto, antes que eu perdesse o último resquício de esperança, o garoto se moveu.

Mas nem tudo é fácil, se encontrar em um local completamente novo onde não se conhece nada e nem ninguém não é fácil e digamos que em sua primeira aula você quase ser gravemente ferida não é começar com o pé direito. Mas ser salvo pelo lindo garoto até que faz valer a pena, certo? Isso é claro, se ele não demonstrasse um grande ódio e um desejo de manter a maior distância possível!

 “Procurei seu olhar para sorrir em agradecimento, mas o que fitei, para meu pavor e surpresa, foram dois olhos negros e furiosos em minha direção. Seu rosto estava próximo ao meu, a boca parcialmente aberta, os dentes levemente expostos, os caninos afiados e o maxilar travado.

Digamos que as coisas para Victoria não eram as mais fáceis, mas aos poucos começaram a melhorar. As aulas despertavam nela o desejo de aprender e saber mais, coisas que ela jamais imaginaria que fosse capaz de realizar se mostraram possíveis, logo ela já possuía amigos e ela começava finalmente a se sentir em casa... Mas sabemos que a vida não é um mar de rosas e ainda havia muito coisa por vir, coisas que poderiam muda-la de vez.

 “Eu sabia que novos obstáculos viriam. A ninguém era permitido ser tão feliz sem que fosse cobrado um preço por essa felicidade.

Apesar de ser um mundo completamente diferente do nosso é ao mesmo tempo parecido. Perigos presentes a todo o momento, muitos desafios e sentimentos incontroláveis. Será que ela é capaz de lidar com tudo que está por vir? Ela está mais para golfinho ou tubarão? Um tubarão e um golfinho são capazes de viver uma história? Ela é mais forte do que os perigos que a cercam? Capaz de superar e seguir em frente mesmo com segredos do passado?  Vicky sabia que não teria como fugir, a única questão é ela é capaz de lutar por aquilo que me ama e é capaz de fazê-la feliz? É isso que vocês, leitores, irão descobrir ao embarcarem nessa aventura.

Tentava me convencer de que nada aconteceria, ignorando um temor crescente em meu coração. Talvez fosse normal ter medo de perder algo que significa tudo.

Uma história que mostrará a força de um amor, um mundo repleto de magia e segredos decisivos para traçar todo um destino . Isso é o que se encontra presente em “GET”, a obra de estreia da autora Tais Cortez que conquistou meu coração de forma única e inesquecível. Todos precisam ler, é mais do que uma simples história, é uma lição de vida, uma lição do bem e do mal, de certo e errado e de sentimentos verdadeiros.

Poderia viver uma vida inteira com outra pessoa... morrer com 100 anos... mas não teria um milésimo da felicidade que tive nos poucos meses que ficamos juntos... e eu não trocaria nosso amor por nada...

A única coisa que tenho a dizer é que comprem, leiam, embarquem e se apaixonem. Não sou nem capaz de descrever o quão tocante essa história foi para mim. Amei, é só que eu posso falar. Desejo que Golfinhos e Tubarões – O outro Mundo possa conquista-los tanto quando a mim e realmente espero que tenham gostado da resenha que ficou um pouco (muito) maior do que o normal, mas não poderia escrever menos acerca dessa história.

Um beijo da Brooke.


10 comentários:

  1. Bruuuuu
    Aiiiii...assim vc mata meu coração!!!! Não faz isso, não, menina!!! rsss
    Mais uma resenha perfeitaaaa!
    Já tinha amado a sua sobre O último homem do mundo, e essa ficou à altura!!!
    Amei todos seus comentários e foi notável perceber o quanto a história foi tocante para vc!
    Fiquei super feliz por meus dois bbs terem conquistado seu carinho e admiração, e isso me deixou ainda mais ansiosa para saber o q achará de Acima de Nós!
    Bjssss
    e sucesso ao blog!

    ResponderExcluir
  2. Oi Brooke!!!
    Adoro livros com uma temática mais sobrenatural ou com personagens com habilidades especiais kkk
    Sempre acabo lembrando de X-Man, aleatoriamente mesmo...
    Já conhecia o livro mas não tinha lido a sinopse (me arrependo muito kk) e agora com certeza já coloquei nos desejados...
    Se tem mundos mágicos envolvidos já gosto..
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Que livro incrível hahaha Já tinha ouvido falar dessa autora, mas não lembro de ter visto a resenha desse livro! Eu amo livros como esse, que contém um poder ou uma maldição nos personagens. Pela resenha, pude perceber que o livro é bem intenso. Adorei!

    ResponderExcluir
  4. Brooke, é uma pena que um livro tão bom quanto Golfinhos e Tubarões não seja tão reconhecido como outros que nem chegam à lombada do queridinho. Meu interesse foi despertado pela mesclagem de amor e magia deste. Estou extremamente curioso para mergulhar nesse imenso mar de letras de Golfinhos e Tubarões.

    ResponderExcluir
  5. Sou mega curiosa com esse livro Golfinhos e Tubarões!
    Já tinha visto a capa dele e nao tinha me chamado a atenção, mas pela sinopse eu acho que é a minha cara.
    Historia com ação, um enredo diferente e pelo que vi depois dos inumeros elogios que realmente é um livro que todo mundo deveria ler.
    Ameiii saber que a protagonista tem poderes e que ao longo do livro irá mostrar como ela ira aperfeiçoar tudo.
    Com certeza vou ler e a resenha está mto boa, parabéns.
    Bjus

    ResponderExcluir
  6. Nossa, já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais curiosa em conferi essa história que parece ótima, super emocionante!

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito dessa pegada sobrenatural com habilidades especiais, e com essa resenha me deu muito animo e curiosidade para ler esse livro.
    Apesar de já ter visto esse livro em algum lugar, eu não sabia a sua historia e agora que sei já o adicionei a minha lista de leitura.
    Ótima indicação!

    ResponderExcluir
  8. Já conhecia o livro, mas nunca havia me interessado. Depois de ler sua resenha fiquei querendo muito ler, acho que também vou gostar muito, além de ter mistério, suspense, ação, ainda é nacional! Com certeza vou ler.

    ResponderExcluir
  9. Eu não conhecia o livro e fiquei interessada em saber que há seres sobrenaturais na história e sempre quando há, existe também o famoso suspense. Isso me prende ao livro de uma forma que nem eu consigo explicar.
    Adorei sua resenha e a facilidade que você aparenta ter com "organizar" as palavras, saber passar com elas o que realmente sente.

    bjs

    ResponderExcluir
  10. Nossa nada a ver com o que imaginei que era kkk,achei que era um livro cientifico sei lá. Mas ao ler a resenha gostei da estória,mas enquanto a lia fiquei me perguntando o que tinha a ver com o título,ai pensei só se tiver algo a ver com personalidade,comportamento do animal ai depois descobri,ai eu ah tá kkk,mas quero ler esse livro.Parece ser uma estória legal.

    ResponderExcluir