Resenha: Inverso - Karen Alvares

|
           

          Confesso que iniciei a leitura imaginando que seria uma história completamente diferente da que eu encontrei, no entanto, gostei bastante do que eu li apesar de não ter me apaixonado pela história. Confira o que eu achei de Inverso da autora Karen Alvares publicado pela Editora Draco.

E se do outro lado do espelho estivesse a vida que você sempre desejou?

Lá no fundo, Megan não quer ser quem é e nem viver essa vida triste, exatamente o inverso daquela que sempre sonhou para si. Tudo começa com a morte de sua mãe. A sensação terrível de que algo nunca mais vai ser como antes. E não será mesmo. O seu único alento é o carinho da irmã, que a vê como o que gostaria de ser quando crescer.


Mas há um novo mundo do outro lado dos espelhos. Um mundo igual ao seu, só que ao contrário. Um mundo perfeito onde as pessoas que morreram estão vivas e Megan é exatamente a garota que deveria ser.

Entrando nessa realidade pelo avesso, Megan começa uma perigosa busca por si mesma onde o reflexo de tudo que há de ruim tentará detê-la. Enquanto segue em frente ela deverá garantir a segurança das pessoas que mais ama.


Inverso é um romance cheio de suspense de Karen Alvares, autora de Alameda dos Pesadelos. Em um labirinto de escolhas sem poder sequer distinguir a própria imagem, Megan deverá lidar com a perda enquanto descobre quem é a garota que a encara no espelho.

Ano de Lançamento: 2015
Avaliação: 4/5

A vida de Megan não poderia ser considerada nem perto de ser perfeita. Depois da perda de sua mãe para o câncer, os três – ela, seu pai e sua irmã mais nova – estão em busca de um jeito de seguir em frente deixando para trás esses fantasmas que insistem em persegui-los. Para isso seu pai, Renato, decide procurar um novo apartamento e é exatamente quando ele está apresentando esse novo local para saber a opinião das filhas que a história começa.

A escola, a família, todos achavam Megan uma desajustada que só queria chamar atenção.
               
Apesar de não querer se mudar, Megan sabe que isso é importante para seu pai. Afinal a casa onde eles vivem é repleta de memorias e lembranças de sua mãe e portanto superar é ainda mais difícil do que geralmente. Mesmo que eles não vão mudar de cidade, um dos motivos dela não querer se mudar é que Daniel, seu melhor e único amigo, mora extremamente perto e o outro é claro que é que mesmo sendo dolorosa as lembranças ainda sim é uma das poucas coisas que restou de sua mãe.

                Decidida a não atrapalhar a vida de ninguém ela se mostra feliz com o novo local, uma mentira que seu pai por mais que se esforce cada vez mais para dar o melhor para as duas não consegue notar pequenas coisas. Mina é uma menina doce e que apesar de ser extremamente manhosa não dá muito trabalho e o pouco que dá Megan tenta contornar dando a atenção que ela precisa.

                Quando seu pai pede sua ajuda para limpar as coisas da sua mãe é que ela tem uma surpresa, no meio das coisas estava um diário com a caligrafia de sua mãe que ela nunca havia visto com ela. Levada pela curiosidade ela abre o diário e se depara com os seguintes dizeres:  Não Leia Essas Páginas, mesmo curiosa ela resolve guardar e deixar para ver depois por não querer que ninguém descubra sua existência... Ela só não imaginava que nesse meio tempo ela fosse se deparar com um reviravolta em sua vida capaz de mostra-la totalmente inversa.

O espelho antes tão sólido, agora borbulhava ao seu redor, brilhando tanto que seus olhos estavam ofuscados pela luz. E Megan foi forçada a mergulhar em suas profundezas brilhantes e desconhecidas.

No quarto dos seus pais, ao se deparar frente a frente com o espelho ela se vê refletida nele de um modo completamente diferente: seu cabelos antes pretos com mechas roxas agora estão loiros natural, suas roupas sempre folgadas agora são saias e extremamente coloridas, mas não é só isso ao ser puxada para dentro do espelho pela Megan (Megami) que estava ali ela se vê em uma vida muito parecida e ao mesmo completamente diferente da sua. Nessa outra “dimensão” sua amizade com Daniel é praticamente inexistente, sua relação com a irmã é horrível, seu pai mal para em casa e sua mãe está viva.

Megami não era ela, era outra pessoa. E Megan não gostava dessa pessoa.

                Quanto mais tempo ela passa como mera espectadora dentro da cabeça de Megami, mais ela vê o quanto sua vida mesmo com a presença de sua mãe não seria nada perfeita. Ela tem tudo que poderia sonhar e, no entanto, também não é feliz. Mas será que isso se deve só ao fato do comportamento dela? E se elas trocassem de lugar as coisas poderiam melhorar? Entre diversas dúvidas ela terá que decidir e escolher qual é a sua vida e onde ela quer ficar, mas uma coisa é certa como diz aquele ditado: Não se pode ter tudo. E ela terá que descobrir o que está disposta a deixar para trás...

Mas ela tinha uma família esperando do outro lado também. Seu pai, Mina e Daniel, o seu amigo, um amigo que ela não tinha magoado.
A sua família, o seu amigo, a sua vida. Do outro lado...
Do espelho.

                Confesso que não fui muito fã das protagonistas, a Megan é extremamente boazinha e sempre tenta se colocar em segundo plano em prol dos outros, a Megami é uma menina mimada e superficial que acha que pode fazer tudo o que quer na hora que quer... Então eu meio que me irritava com as duas, uma por ser extremamente lerda e a outra por ser extremamente sem limites. O fato de ser narrado em terceira pessoa também não colaborou para que se pudesse conhecer mais a fundo cada uma, e ao mesmo tempo foi excelente para ter noção de tudo que acontecia! No geral foi uma leitura extremamente agradável com inclusive citações a obras famosas como Harry Potter, o que com certeza foi um ponto positivo para mim (afinal sou Potterhead).

                É uma obra nacional que vale a pena se conferir uma vez que é totalmente diferente de muitas histórias que se vê por ai e tem uma escrita fluida. Então para aqueles que se interessaram pelo que encontraram por aqui e através da sinopse deem uma chance e leiam, vocês podem ser surpreendidos!

                Um beijo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário