Resenha: Mais Uma Chance - Abbi Glines

|

                Oi, meus amores . O livro de hoje é uma continuação, por isso recomendo aqueles que não leram A Primeira Chance a pularem essa resenha e lerem a anterior AQUI. Para quem já conhece e já leu, é só aproveitar a leitura e se surpreender com que Abbi Glines preparou para os leitores nessa continuação. Grant Carter desperdiçou sua primeira chance, mas a vida resolveu deixa-lo ter Mais Uma Chance. Confira todos os detalhes na resenha a seguir:

Grant Carter fez tudo em seu poder para convencer Harlow Manning que ele era um bom rapaz. Mais do que uma fala mansa e alguém em quem pudesse confiar. Ele teve de superar sua reputação como um playboy, e sua história com a meia-irmã de Harlow, Nan, uma mulher que é puro veneno. Harlow tinha agarrado a chance, caindo duro e rápido nos braços do cara que emocionou com o seu desejo que tudo consome. Depois de uma vida de evitar bad boys como Grant, ela abriu-se para as possibilidades de amor ... Mas um segredo rasgou-os, e agora Grant e Harlow devem decidir se eles podem lutar o suficiente para fazê-lo funcionar - ou se a dor da traição tem destruído permanentemente o seu futuro.

Ano de Lançamento: 2016
Avaliação: 6/5 – Favorito

            Grant estragou suas chances com Harlow na ultima vez que a viu, o medo foi mais forte e fez com que ele fizesse o que não deveria ou até queria e o arrependimento bateu forte. Depois de 48 dias sem saber onde ela está e sem ter noticias suas a não ser através de seu melhor amigo, Rush, ele está um lixo (e não vou dizer que não foi merecido). Seus dias são uma provação, ele vive para trabalhar até que a noite chegue e ele possa finalmente ouvir a voz de sua amada, nem que seja por apenas alguns segundos através da caixa postal onde toda noite ele deixa uma nova mensagem com a esperança de que seja a última e ela o atenda da próxima vez.

É possível odiar a si mesmo? Porque eu estou bastante certo de que me odeio. Porque eu não controlei toda a merda que saía da minha boca na última vez em que vi Harlow? Eu estraguei tudo. Eu a machuquei.

            Com toda a intenção indesejada da mídia que recebeu desde que descobriram toda a história de seu pai e sua mãe, Harlow não tinha paz em Rosemary Beach e depois que Grant a machucou profundamente também não tinha motivos para permanecer ali; precisando de um tempo para si ela vai embora para o Texas com seu irmão, não deixando ninguém saber de seu paradeiro, a não ser Rush, um amigo com quem ela cresceu pelo seu pai e o pai dele fazerem parte da mesma banda: os Slacker Demon.  

No fundo, eu não acreditava que ele teria força suficiente para continuar comigo. Eu não conseguia me esquecer do que ele havia me falado na última vez em que o vi. Tínhamos desperdiçado nossa chance.

            Certa de que Grant não aguentaria permanecer ao seu lado na situação em que se encontra, ela resisti a ouvir suas mensagens e ir atrás dele; por mais difícil que isso seja. No entanto, como ela poderia força-lo a encarar o medo de perde-la agora que havia se tornado mais real do que nunca? Ela não poderia abrir mão da nova vida que descobriu estar dentro dela, mesmo que isso pudesse a matar, ela jamais poderia matar uma parte dos dois. Essa decisão, no entanto, não é nada fácil de ser aceita por aqueles que a amam, começando por seu irmão Mase e tendo a absoluta certeza que todos os outros homens de sua vida manteriam a mesma postura querendo que ela acabasse com aquela vida que ela já amava.

– Se quer este bebê, eu acredito que você pode tê-lo. Acredito que você é forte o bastante. Eu vi esta força ao longo da sua vida, e acho que você consegue, mas precisa abraçar isso. Não deixe a dor e o medo a controlarem, ou você perderá.

            Mas manter um segredo não é nada fácil, principalmente não quando o que está em risco é o objeto de nosso amor. Por isso, mesmo contra a vontade da irmã, Mase liga para Rush pedindo reforço, afinal se alguém era responsável pela situação e poderia muda-la seria Grant. Quando ele recebe a noticia de onde ela esta e de tudo que está acontecendo, ele não sabe o que fazer, não pode perder a mulher que ama e tem certeza que convence-la a desistir não será nada fácil. Grant não pretende obrigar ela a fazer algo, por mais que isso o mate, por mais que não queira pagar o preço de correr o risco de perder Harlow, ela é quem irá decidir.

            E se ele não poderia impedi-la de prosseguir com a loucura, o mínimo que poderia fazer era ajudar e cuidar dela da melhor forma possível. Claro que Harlow tem medo, mas aquela parte dos dois dentro dela é mais importante que tudo e por mais que Grant não entenda e implore para que ela não faça isso, ela já tomou sua decisão e uma vez decidido ela não irá desistir. O incerto é se ela conseguirá cumprir o que fala de sobreviver (devido a sua doença + a gravidez) ou se o que Grant mais temia irá se realizar e ele a perderá para sempre, sem ter mais chance alguma.

 “ O amor não deveria fazer as escolhas por nós. Deveria deixá-las mais importante. Eu não sabia como explicar isso a Grant e a meu irmão.

            Em Mais Uma Chance reencontraremos os personagens que já havíamos visto anteriormente e também conheceremos novos. Harlow e Grant estão mais maduros e enfrentam novos obstáculos, são postos frente a frente a seus maiores medos e precisarão provar que confiam um no outro mais do que nunca. O desfecho desse casal e se realmente valeu a pena todas as chances dadas você descobrirá durante a leitura de mais uma super obra de Abbi Glines. Prepare seu coração, serão fortes emoções durante a leitura!

            Espero que gostem e adquiram, o livro é bem fininho e super rápido de ler, assim como a maioria dos livros da Abbi. Apaixone-se, suspire, sofra e torça por esse lindo casal em Mais Uma Chance. Afinal pode ser a última chance que eles terão ;)


            Um beijo.                                                

Nenhum comentário:

Postar um comentário