Resenha: Tudo e Todas As Coisas - Nicola Yoon

|

                Oi, meus amores. Domingo é dia de postagem aqui no blog e nada melhor que começarmos a semana com uma ótima dica de leitura, certo? Então a minha recomendação é sobre o lançamento do mês de Abril da Editora Novo Conceito que trouxe uma história apaixonante e diferente. “Tudo e Todas as Coisas” é aquele típico livro que você cria um carinho todo especial e não vê a hora de terminar ao mesmo tempo que quer ter ele para sempre ali com vocês, além de ensinar uma valiosa lição para seus leitores. Confiram mais detalhes tanto na resenha em vídeo quanto na escrita (vocês escolhem a forma que preferem, mas o importante é não sair sem saber sobre o livro)!

"Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."

Avaliação: 4,9/5
Ano de lançamento: 2015



Resenha em vídeo:





Resenha escrita:


Madeline não é a típica adolescente de histórias, sem jamais ter sentido o toque do vento não filtrado em seu rosto, o calor do sol em sua pele e o contato de uma primeira vez com um desconhecido, sua vida pode ser definida de diversas formas, mas sem jamais poder ser considerada normal. Quando ainda bebê perdeu seus pai e seu irmão, ela jamais imaginaria que sua vida poderia piorar ainda mais... Até o momento em que foi diagnosticada com uma doença extremamente rara que a excluiria do mundo exterior e a colocaria dentro de uma redoma ao qual ela passaria a chamar de lar!

MINHA DOENÇA É TÃO RARA quanto famosa. É um tipo de Imunodeficiência Combinada Grave, mas você a conhece como “doença da criança na bolha”.

Tendo contato com apenas sua mãe/médica e com sua enfermeira, Carla a lista de pessoas ao qual ela interage é extremamente restrita; as duas são as únicas as quais ela já pode tocar e se comunicar através de algo que não possuísse uma tela ou um vidro qualquer, um preço a ser pago quando o mundo te quer morta.


Ser alérgico a determinadas coisas já é uma situação extremamente incomoda, mas ser alérgica a tudo e todas as coisas já é uma sacanagem do universo. Sem possuir amigos e tendo apenas seu quarto branco e livros que jamais carregariam em suas páginas lembranças de outras história, Madelline é alguém que é sozinha, mas cuja solidão só volta a se manifestar novamente de forma mais intensa quando o barulho de um caminhão de mudanças surge para desarmonizar  não só o som da natureza quanto à rotina de sua vida.

Mas o motor é desligado. As portas são abertas e fechadas novamente. Um momento se passa e depois outro , até que uma voz de uma mulher grita:

- Bem-vindos à nossa nova casa, pessoal!

Carla olha fixamente para mim por alguns segundos. Sei o que ela está pensando.
Está acontecendo de novo.

                Quando uma nova família chega para morar na casa da frente, só existe uma certeza: as coisas poderiam ficar feias novamente. Mesmo sabendo do resultado desastroso da ultima vez em que ela tentou contato com alguém fora de seu mundo, Maddy volta a observar a família da casa da frente e seus hábitos, principalmente o de uma pessoa em especifico: Olly! Ela tem certeza absoluta que se envolver com esse menino novo, dos olhos azuis mais intensos que ela já observou, é encrenca, mas quanto mais tenta se manter a distancia mais ele tenta se aproximar e como ela já não tinha tanta força de vontade de mantê-lo longe... o inevitável ocorre e os dois vão se aproximando.

“ OLLY: queria que a gente pudesse se conhecer

MADELINE: Eu também.

                Quanto mais se conhecem mais os dois desejam por mais, Olly passa a conhecê-la melhor através de noites de conversas e Madeline passa a descobrir que a vida do jeito que está já não é mais suficiente para ela. Até então durante todos os anos em que viveu presa ela jamais sentiu que estava perdendo muitas coisas, mas agora tudo que ela deseja é tudo que não deveria querer!

Talvez não possamos prever tudo, mas podemos prever algumas coisas. Por exemplo, com toda a certeza eu vou me apaixonar pelo Olly.

E é quase certo que isso será um desastre.

              Até que ponto vale a pena viver uma vida segura sem realmente estar vivendo? Essa dúvida irá atormenta-la por um bom tempo até que ela possa decidir o que realmente vale a pena e o que ela deseja... E se fosse você em seu lugar, o que escolheria? Uma vida segura e sem nada conhecer ou conhecer o máximo de coisas por completo por apenas alguns momentos?

A verdade é que na vida, até então, Madeline só aprendeu a não aprender. Mas será que tudo continuará assim?

Em Tudo e Todas as Coisas vamos embarcar nessa história onde uma decisão é definitiva para o resto de sua vida. Prepare-se para ser surpreendido, cativado e emocionalmente abalado a cada página lida... Nicola Yoon não brincou nessa história e irá te mostrar mais do que nunca que uma escolha muda tudo!


Um beijo

Nenhum comentário:

Postar um comentário