Resenha: Ecos: O Mar é a Nova Lua - Béatrice t. Dupuy

|


Lançado em Abril pela Editora Arwen, Ecos: O Mar é a Nova Lua, da autora Béatrice T. Dupuy, é uma obra que conquistou a milhares fazendo com que sua primeira tiragem se esgotasse rapidamente apenas 2 meses após o seu lançamento. Diversos fatores influenciaram essa conquista; um deles é uma temática reflexiva que leva o leitor a refletir e embarcar junto com os protagonistas em suas aventuras.  Até aqueles que não gostam muito da narração em terceira pessoa (eu)  não resistiram aos encantos da escrita dessa autora.  


Sinopse: Alexandre volta à casa em que morou quando adolescente e revive muitas lembranças ligadas ao misterioso desaparecimento de seu pai. “Ecos - o Mar é a nova Lua” traz duas histórias vinculadas aos valiosos tesouros submarinos e à existência dos seres que vivem nas águas dos oceanos.
Interesses econômicos impedem que pesquisas importantes sejam reveladas, nem que para isso seja necessário eliminar os cientistas e pesquisadores envolvidos, que dispõem de ricos dados sobre o assunto.
       Alexandre relata as peripécias de seu pai, Alfred, que durante suas investigações começa a desconfiar de perigos advindos dos sonares da marinha que estão causando a morte de baleias. O fato mais perturbador é a existência de criaturas fantásticas e cativantes, vivendo nas abissais profundezas e as buscas para poder contatar com esses seres, cuja existência é negada e escondida pelos que se consideram os donos da ciência. 
Tudo isso é mostrado na fascinante narração feita por Béatrice T. Dupuy, que tem como personagem principal Alfred, o pai de Alexandre. Quem lê a obra descobre que há um mundo paralelo onde Alexandre precisará fazer uma escolha que norteará toda a sua vida.

Avaliação: 4/5
Ano de lançamento: 2016

Até que ponto você acredita conhecer todos os seres que existem no oceano? E se as lendas sobre sereias, que crescemos escutando, fossem verdade? Até onde você iria para proteger um segredo e salvar toda uma espécie? Mas será que sua resposta continuaria sendo essa mesmo que isso pudesse custar a sua vida e daquele a quem você mais ama? Em Ecos: O Mar é a Nova Lua, você se verá envolvido em uma história repleta de emoção, superação, perigos, obstáculos, encruzilhadas e romances. Prepare-se para ir até as profundezas do oceano e descobrir a força de um amor capaz de ir contra tudo e ultrapassar as barreiras do impossível. E o mais importante, prepare-se para se apaixonar!

– O homem, considerado animal racional, é um dos poucos capazes de atitudes irracionais com seres da própria espécie.

Alfred, biólogo pesquisador da vida marinha, sempre fez de tudo para conhecer os segredos do oceano; dedicando inclusive sua vida para isso. No entanto, suas descobertas – muitas vezes além do que deveria saber – o levaram a desaparecer misteriosamente deixando seu filho pequeno, Alexandre, para trás.

Alexandre, após o sumiço de seu pai, teve que se adaptar a toda uma nova vida. Deixando para trás tudo que conhecia, ele foi morar com seus tios sempre fazendo de tudo para não dar trabalho ou incomoda-los. Mesmo com o tempo passando constantemente, ele não conseguia tirar da cabeça a história de seu pai ter desaparecido sem deixar pistas, e persistia com a ideia de descobrir todas as respostas para suas dúvidas um dia.

Existe um mundo desconhecido na escuridão das profundezas do mar. Uma sociedade mais civilizada, que respeita a vida e ao próximo.” 

Agora já mais velho e prestes a cursas a universidade ele decide seguir os caminhos de seu pai entrando para o curso de Biologia Marinha. O que ele não imaginava era o que iria descobrir ao longo dessa trajetória. Quando acontecimentos inusitados insistem em acontecer com Alexandre, ele passa a ter a certeza de ter traçado o caminho certo. Só que as suas descobertas, assim como seu pai, trazem uma atenção indesejado e especulações demais. O que só se torna ainda maior quando ele se deparar frente a frente com a sua maior descoberta, a linda sereia, Pandora.

De uma forma incomum, ele encontrou em Pandora todos os atributos e qualidades raras na humanidade. Ela, por sua vez, já estava apaixonada dede que o viu pela primeira vez. Duas espécies deferentes compartilham do mesmo sentimento.” 

Pandora, é a única filha do soberano das Sereias, Nereu, e extremamente curiosa. Vive harmoniosamente com todos a sua volta, mas seu desejo por aventuras junto a sua curiosidade faz com que ela se veja envolvida na grande cilada do amor. Agora ela terá que confiar em seus instintos apostando tudo em um amor que tem tudo para ser impossível.
Quanto mais Alexandre se vê envolvido com os mistérios e com Pandora, mais gente aparece atrás dele querendo por as mãos em suas descobertas. Aos poucos os mistérios envolvendo seu pai deixam de ser tão enigmáticos e ele se vê envolvido tanto quanto ele...  Alexandre só tem uma chance para fazer a escolha “certa”, mas será que ele será capaz de descobrir qual é ela?  

(...) Quando amamos queremos fazer o outro feliz. Por amor somos capazes de fazer loucuras. Por amor, desejamos o bem e doamos o melhor de nós para o outro. É a grande riqueza da vida. É o que movimenta a vida.

Bom, talvez vocês não saibam, mas eu não sou muito fã de leituras em terceira pessoa. No entanto, em Ecos: O Mar é a Nova Lua, essa escrita não me incomodou tanto quanto em outros livros que já li. Com uma escrita envolvente e uma visão mais ampla, proporcionada pela narração, nós nos vemos envolvidos com a trajetória de Alexandre e o desaparecimento de seu pai ao mesmo tempo em que nos perguntamos até que ponto realmente conhecemos os mistérios que os mares guardam.

Surpresas e novas emoções são o que o leitor deve esperar a cada página lida. Muitos mistérios os envolvem, resta saber se descobriremos tudo a respeito antes que o livro acabe nos deixando apenas saudades e o gostinho por quero mais!

Obs: A segunda edição já foi anunciada e sairá pela Editora Coerência, então fiquem ligados.


Um beijo

Nenhum comentário:

Postar um comentário