Resenha: Senhorita Aurora - Babi A. Sette

|

Já há algum tempo possuo em minha estante dois dos três livros físicos publicados da autora Babi A. Sette, no entanto, apenas com o lançamento do e-book do quarto livro dela foi que eu finalmente furei todas as filas e iniciei a leitura... O resultado? A vontade de passar a noite inteira acordada lendo Senhorita Aurora - algo que não acontecia desde Um caso Perdido da autora Colleen Hoover. Então vem comigo conhecer essa história que em pouco mais de 9 dias já se tornou Best-Seller da Amazon! <3



Nicole é uma jovem bailarina brasileira e está prestes a realizar seu sonho: Estrear no papel principal em uma peça na Companhia de Ballet de Londres. Tudo estaria perfeito se não fosse pela presença de um dos seus diretores: o temido Sr. Daniel Hunt. Um maestro prodígio de temperamento difícil, com um humor sombrio e que desperta em Nicole sentimentos contraditórios.
Porém, quando uma tempestade de neve os isolam em uma mansão centenária, eles terão que encarar de frente não apenas os segredos que atormentam Daniel, como uma paixão proibida que nasce entre os dois. 
Uma história sobre amor e superação. Um romance intenso, tocante e perturbador que mostra que todos merecem uma segunda chance, até mesmo alguém com fama de monstro.

Avaliação: 5/5 – Favorito.



Nicole sempre quis ser um anjo, mas não no estilo com asas e auroras, e sim, no sentido de voar sem sair do chão através da dança em cima de uma sapatilha de pontas. E é exatamente enquanto ela está a ir atrás de realizar o seu sonho de ser uma bailarina profissional que nós – leitores – a conhecemos.

Com uma história de vida difícil, uma vez que seus pais são separados e o pai dela não ajudava em nada além de pagar sua escola, onde ela tinha que ver sua mãe diariamente lutando e virando noites para garantir o melhor que dava para ela – e para que ela pudesse dançar ballet –, se tornar uma profissional nessa arte era mais do que uma vontade, era um desejo que envolvia mais do que ela e que beirava quase a uma necessidade.

Por que será que dizer “eu te amo” para as pessoas que mais amamos na vida pode parecer difícil, ou até mesmo desnecessário?

Perfeita, chegar ao topo, ser incrível, se entregar, ser um anjo, mais ensaios, mais horas a dançar... Todos esses eram pensamentos que Nicole levava dentro dela todos os dias.  Sua recompensa? Dentre milhares de candidatos, ela é aprovada para entrar em uma super escola de ballet em Londres, tornando o seu sonho ainda mais próximo.

No entanto, nessa ida dela até Londres, a vida resolve dar a ela a oportunidade de conhecer um certo rapaz carrancudo e barbudo (ah, e claro, lindo), que viria a ser de extrema importância mais para frente em sua jornada – o que obviamente ela não fazia ideia e consequentemente nem ele, pelo menos não por algumas horas.  É então que durante essas horas juntos, ela e o motoqueiro (como ela o apelidou pela sua aparência) acabam metidos em situações inusitadas, com direito a brigas e risadas.

Anos depois nos deparamos com Nicole agora já mais velha e em busca de realizar um dos seus grandes sonhos, ser a principal em uma peça de ballet, a Aurora de A Bela Adormecida.  É então com o coração na mão e com a voz de sua mãe em sua mente que ela se apresenta para os produtores e para um convidado especial – que a estaria a dirigir junto com o diretor (Sr.Evans) – Daniel, ou como ele é mais conhecido, o Maestro.

“Rótulos não são coisas idiotas? Eles deviam vir apenas em garrafas e potes de geleias, não em seres humanos.”

Rude, arrogante, metido, grosso... Esses são apenas alguns dos adjetivos dado por todos a ele. Sem nunca sorrir, cumprimentar ninguém ao chegar nos ensaiors e sempre a tratar a todos apenas pelo nome de seus personagens, o Maestro, é uma pessoa extremamente difícil de lidar e ainda pior em questão de exigir! O que logo, Nicole, ou melhor, a Senhorita Aurora descobre...

Hoje é o dia que a morte se apaixonou por mim, mais uma vez. O que ele quis dizer com isso?
Determinada a ser sempre a melhor ela dá seu máximo, assim como todos ali, em cada ensaio... O que obviamente não é o suficiente na opinião do Maestro, mas mesmo com toda a grosseria, e distancia que ele impõe a todos, algo nele a atrai. Quanto mais ela tenta deixar de lado, mais parece que a vida faz para que ela se aproxime.

Às vezes as dores e magoas de um passado é algo impossível de ser superado, mas será que isso é o suficiente para separar o que está destinado a ser?  A verdade é que muitas vezes a vida consegue dar o que tem de pior, resta a cada um saber lidar e escolher o que fará a seguir... Mas será o amor o suficiente para unir uma bailarina e um maestro?

Brincando de ser madrasta, a vida pode ser muito, muito, muito filha da puta.

Em uma história profunda, comovente, surpreendente e apaixonante. A autora Babi A. Sette nos ensina sobre dores profundas, vivência de casais soro-diferentes, e recomeços. De uma forma incomum ela nos faz sentir na pele de cada um dos personagens e nos deixa com aquele gostinho de quero mais junto a saudades de amigos queridos... Não é atoa que em pouco mais de 10 dias, Senhorita Aurora, já é considerado um Best-Seller e o que mais se encontra por ai são mulheres apaixonadas atrás de um maestro.

Imprevisível, intrigante, envolvente, aconchegante...  Senhorita Aurora é o YA que todos procuram! Entre risos e choros vamos nos sentindo em casa e aprendendo o que realmente significa amar e o verdadeiro significado de lar. Não deixe para amanhã, compre o seu e-book ou pegue-o para ler. Fure filas, vire a noite, mas leia, pois, Senhorita Aurora tem uma importante lição e mensagem para lhe dar!

Um beijo

2 comentários:

  1. Oiii! Eu ainda não li esse, mas adoro a narrativa da Babi A. Sette, não duvido que Senhorita Aurora nos faça rir e chorar, isso é cara das autora! Adoooro rs E adorei os quotes!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Lindo, lindo, lindo! Palmas pra essa resenha espetacular. Obrigada!

    ResponderExcluir