Resenha: Aos Olhos de Zoe - Camila Pelegrini

|

Qual seria a história que seu animal de estimação contaria sobre você se pudesse? Dizem que eles são capazes de amar de uma forma que nenhum ser humano jamais será capaz, mas isso seria verdade? Em Aos Olhos de Zoe nos é dada a oportunidade conhecer uma história de amor incondicional pelos olhos de um dos seres mais puros que lidamos; prepare-se para ter suas emoções reviradas por essa história emocionante e encantadora que te fará ver o mundo de outra forma através das palavras de Zoe, uma cachorrinha apaixonante que vem nos contar sua trajetória através nesse livro da autora Camila Pelegrini.



O que você acha que seu cachorro diria sobre a sua vida? Como ele contaria sua história? 
Bem, a sua eu não sei, mas a de Melissa,Zoe revelou perfeitamente.
Após ser resgatada da rua, a cachorrinha mais sábia de todos os tempos acompanha a trajetória de sua nova família, relatando a história do fim de um amor e do começo de outro, apontando suas dúvidas sobre os erros humanos e fazendo das menores coisas do dia a dia a sua felicidade infinita. 
É mais do que um romance. É um ensaio sobre a amizade, a fidelidade e o amor em sua forma mais pura. É Zoe salvando aqueles que um dia a resgataram.
Seja bem vindo à história de uma vida retratada "Aos olhos de Zoe".

Avaliação: 5/5 


Zoe tinha tudo para odiar os humanos e não confiar em nenhum deles; abandonada quando ainda era um filhote por seus antigos donos e tendo que se virar para não morrer de fome, de frio e sem carinho era mais do que natural que ela pensasse o pior da nossa espécie... No entanto, ela insiste em acreditar que o ser humano é bom e jamais faria algo tão terrível assim propositalmente, o que infelizmente nós sabemos que não é verdade.

Aposto que ficaram tão machucados quanto eu. Da mesma forma que eu nunca os abandonaria, tenho certeza de que eles também não. Na verdade, por que qualquer um escolheria fazer algo tão triste e egoísta?

Ao invés de ficar se lamentando por aquilo que não tem, Zoe, sempre tenta aproveitar o que a vida oferece e agradece todos os dias por ter um espaço nas escadas do mercado que são capazes de protegê-la de levar chuva constante, passar um frio ainda maior e ainda receber uns carinhos às vezes. Mas mesmo acreditando no melhor de todos, ela tem bastante receio de se aproximar de alguém, uma vez que já foi maltratada sem haver feito nada... então quando uma jovem moça aparece no dia de ano-novo oferecendo carinho a ela e a convidando para entrar em seu carro, a reação dela é só uma: desconfiança. 

Vencida pela jovem que ela viria a descobrir se chamar Melissa, ela passa a ter uma nova casa, comida e o mais importante: uma família. E é exatamente por amar tanto os seus novos donos - Melissa era casada -, mas principalmente o anjo que a resgatou, Zoe passa a nos contar a história dela de seu jeito, ou seja, a forma como um cachorro vê o que acontece e os interpreta.

Estão tão acostumados a falar, que se esquecem de que as palavras têm valor. Acho, em minha humilde opinião canina, que deveriam escutar mais, falar menos e prometer menos ainda.

Não sabemos ao certo para quem ela escreve ou o que a levou a escrever; a única coisa que acompanhamos é a rotina de sua casa, suas demonstrações de afeto de forma canina, suas interpretações e dúvidas sobre atitudes tomadas pelos humanos e o amor incondicional que existe dentro dela (e, acredito eu, de todos os outros animais) por aqueles a quem ela aprendeu a ver como mais do que seus donos, seus companheiros.

Se um humano escutasse o que estou dizendo a vocês, talvez achasse se tratar de uma comparação estupida, mas tenho certeza de que vocês, queridos, entendem.

Através de um olhar mais ingênuo que o de uma criança, vamos vendo como é a "nossa" rotina através de outro olhar; vamos aprendendo um pouco sobre as coisas que são realmente importantes e que quando se realmente gosta de algo, não se desiste por nada. 

Senti-me, então, extremamente diferente do ser humano que Lucca era. Quando minha bolinha preferida sumia, eu não desistia de procurá-la enquanto ela não estivesse de volta para mim. Eu não desistia. Não poderia, quando ela era de fundamental importância em minha vida. Todavia, mais do que isso, jamais a perderia de propósito daquela forma.

Diversos questionamentos são postos para nós sobre atitude que temos e muitas vezes nunca paramos para realmente pensar sobre. Tudo que se achava saber será posto em duvido ao observar o dia a dia aos olhos de Zoe; prepare-se para descobrir o que realmente significa amar, a importância de ter alguém ao seu lado mesmo que não diga nenhuma palavra e que algo ruim não é o fim de tudo, e sim, apenas uma oportunidade para um recomeço.

Gabriel tinha razão. O sentimento é forte, quente e incontrolável, embora quem o sinta seja o último a notá-lo. Dica estampado em todo o seu rosto, seus olhos, seu cheiro e voz. E é somente depois que todo mundo conhece, que todo mundo já sabe, que o tal do apaixonado entende o que lhe acomete. Mas então é tarde demais.

Me diverti como nunca havia feito lendo as confusões e o jeito maluco de ser de Zoe, me emocionei como nunca havia feito antes porque jamais tinha tido a oportunidade de conhecer um sentimento tão puro quanto o vindo de um ser de 4 patas, me apaixonei e tive minhas esperanças renovadas que existe sim ainda pessoas de bom coração. Mas o mais importante; aprendi que muitas vezes os anjos aparecem em nossas vidas com pelos nos lugares de asas.

Com uma história simples e encantadora, Camila Pelegrini é capaz de transmitir a pureza que não estamos acostumados a ver, mas que deveríamos. É impossível ler essa obra e não ser modificado por ela de forma profunda e ser tocado de forma intensa; o simples muitas vezes é o mais difícil de enxergar, mas em cada página e palavra de Aos olhos de Zoe ele está presente de forma permanente e impossível de não se enxergar!

Não recomendo a leitura a todos, e sim, somente aqueles que estão preparados para entregar seu coração para sempre a Zoe e a história que ela tem a contar! E podem ter a plena certeza que ela estará para sempre no meu! Mais do que favorito e apaixonante, esse livro é uma lição que todos deveriam tomar em algum momento de sua vida... 

E antes de encerrar, fica a pergunta para aqueles que têm bichinhos de estimação: Se eles fossem contar a sua história, como seria? O que será que ele falaria sobre você? Eu sei que o meu me agradeceria por ter o resgatado e o dado um lar, seguido de um me solta estilo Zoe com Alegra (só quem já leu entende o porque) ;)


Um beijo 

3 comentários:

  1. Sua linda!!!! Conseguiu me emocionar de novo! Mais uma resenha sua que faz com que eu me sinta extremamente feliz, grata e abençoada.
    Obrigada por todo o cuidado que tvee com a leitua e com seu texto, e mais ainda, por ter aberto seu coração para a Zoe <3

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Que resenha mais querida. É difícil colocar em palavras tudo o que essa leitura me proporcionou. Eu quero a Zoe pra mim, quero que meu filho se torne tão feliz quanto a alegra, quero ser leve e calma como a Melissa... Um dos livros mais incríveis de toda minha vida, com certeza.
    Beijinhos

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  3. Esse livro é o Máximo :)
    Estou louca para ler essa história.
    Beijos,
    Juliana.
    Fabulônica
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir