Resenha: A Menina que Não Acredita em Milagres - Wendy Wunder

|

Campbell está doente, o câncer havia se espalhado por todo seu corpo e já não havia mais nada a se fazer; a única coisa que poderia ajudá-la agora era um milagre... Mas há um problema, ela não acredita em milagres! A obra de hoje é um dos lançamentos de Janeiro da Editora Novo Conceito que traz uma história triste e bela ao mesmo tempo e que possuí uma capa encantadora. Confiram mais sobre A Menina que Não Acredita em Milagres da autora Wendy Wunder a seguir:


Campbell tem 17 anos.
Ela não acredita em Deus.
Muito menos em milagres.
Cam sabe que tem pouco tempo de vida, por isso quer viver intensamente e fazer tudo o que nunca fez, no tempo que lhe resta. Mas a mãe de Cam não aceita o fato de perder a filha, assim, ela a convence a fazer uma viagem com ela e a irmã para Promise um lugar conhecido por seus acontecimentos miraculosos.
Em Promise, Cam se depara com eventos inacreditáveis, e, também, com o primeiro amor. Lá encontra, finalmente, o que estava procurando mesmo sem saber.
Será que ela mudará de ideia em relação à probabilidade de milagres? 

A Menina que não Acredita em Milagres vai fazer você rir, chorar e repensar sua conduta de vida.

Avaliação: 4/5 estrelas

                O que fazer quando jovem você descobre que sua vida não será como a de outras pessoas? Quando a coisa que você mais conhece são hospitais, suas paredes brancas e tratamentos dos mais variados tipos existentes. O que fazer quando depois de tanta medicação, quimioterapia, radioterapia você deixou de ser a menina gordinha e saudável para se tornar a menina que veste manequim 32 e tem o cabelo curto? Para Campbell, ou Cam, só restou se conformar e aproveitar ao máximo o resto dos seus poucos dias.

                Campbell é uma garota que desde cedo lida com a perspectiva que não chegará aos 18 anos, que não poderá cursar uma faculdade no futuro e que jamais verá a sua irmã mais nova crescer.  Ela não tem fé nas pessoas e acredita que tudo tem uma explicação científica e perfeitamente lógica, o resto é só bobagem. Ela não acredita em Deus ou nos sentimentos verdadeiros, afinal as pessoas são inconstantes assim como a vida. Ela sabe como as coisas e as pessoas são, afinal, foi assim quando seus pais se separaram,  foi assim quando de repente ela perdeu o pai para as mãos da morte e foi assim quando veio a noticia do câncer!

Não que acreditasse em céu ou em um deus (especialmente um homem) ou em Adão e Eva, como metade dos otários que moravam na Flórida. Ela acreditava na evolução: peixes adquiriram pés, sapos adquiriram pulmões, lagartos adquiriram pelos e os macacos tinham de andar eretos para percorrer a savana. Fim da história.

                Então quando anos depois de tratamentos variados, de hospitais diferentes e de medicações infinitas, ela saiu de sua consulta no Children’s Hospital com a notícia que não havia mais nada a ser feito e que só um milagre poderia salvá-la ela não chorou ou se lamentou. Ela na verdade só desejava comer sem parar ou até fumar um cigarro, mas nada disso estava ao seu alcance no momento em seu carro, Cumulus. Ao contrário, ela achou algo que não via desde que tinha 12 anos e esteve em um acampamento com sua melhor – e única – amiga, Lilly; a Lista do Flamingo, uma lista que ela havia sido obrigada a escrever e que continham seus desejos se pudesse se dar ao luxo de ser uma adolescente normal.

                Com seu tempo cada vez mais curto, Cam decide que já é hora de dar uma ajudinha para o universo e começa a riscar alguns itens de sua lista, algo que era fácil e possível no momento, algo como roubar alguma coisa. Ao fazer isso ela pode se permitir sentir um pouco de alegria e animação; algo que não fazia parte de sua vida há muito tempo. No entanto, ela não esperava a reação de sua mãe, Alicia, que estava determinada a fazer algo para impedir que sua filhinha deixasse de existir antes dela.  E apesar de Cam saber que era inútil e que não queria mais experimentar nenhum tratamento, que só a fazia piorar cada vez mais, ela deixou que Alicia fosse atrás de algo para se sentir melhor diante da impotência de ver o câncer tirar sua vida lentamente.

Se você acreditava que os pensamentos eram energia e energia é matéria (E=mc²), e a matéria aparece, então uma pessoa nunca pode realmente deixar você, a menos que você pare de pensar nela.

Determinada a não desistir, sua mãe procurou todo o tipo de coisa, desde a xamãs até os tratamentos mais sofisticados; mas de nada adiantou. No entanto, quando parecia que não havia mais nada a se fazer, sua mãe ouviu sobre uma cidade mágica, capaz de proporcionar o milagre que ela tanto necessitava. Cam sabia que não existia nada de mágia nesse mundo, no entanto, a perspectiva de conhecer uma nova cidade e passar para ver sua amiga no caminho a incentivou a aceitar.

Deixando para trás toda sua vida e imaginando que provavelmente não voltaria mais para o que ela sempre chamou de casa, em Orlando, na Disney; ela, Alicia e Perry – sua irmã mais nova – partem em uma viagem com destino a Promise – isso se elas conseguissem encontra-la, uma vez que havia boatos de que assim como ela era mágica, ela também só se revelava para algumas pessoas. Ela só não esperava que fosse acabar brigando com Lily e que fosse tão fácil cumprir algumas coisas de sua lista, e que eram realmente ruins.

As ligações entre as pessoas eram temporárias. Egoístas. Oportunistas. Destinadas a perpetuar a espécie. “Amor”, o amor romântico, era apenas uma fantasia  que se permitiam porque, caso contrário, a vida seria chata demais para suportar.

Coincidência ou não, aos poucos, conforme vai passando mais tempo na cidade ela vai se sentindo melhor; as manchas em seu corpo passam a desaparecer sem explicação, seu apetite volta a possibilitando comer de tudo sem enjoar, e sua cor passa a voltar para o tom saudável de antes. Mas será isso realmente influência da cidade ou apenas algo cientificamente “explicado” como a melhora antes da morte? Será que Asher, um rapaz que ela conheceu ao chegar na cidade e que havia emprestado uma casa a sua família, poderia fazê-la mudar de ideia sobre a existência do amor? Seria possível realmente haver algo maior do que ela mesma?  Campbell não sabia, mas ela iria descobrir um pouco mais a cada dia em seu verão cheio de probabilidades em Promise!

As relações permanecem. Porque os pensamentos são energia, energia é matéria, e a matéria nunca desaparece.

A Menina que Não Acredita em Milagres, aborda assuntos bastante polêmicos e sérios. Misturando a descrença em qualquer coisa que não fora comprovada cientificamente, e uma doença tão cruel e desgastante, Cam vai mostrando a batalha diária de alguém obrigado a ver o corpo se entregar cada vez mais sem poder fazer nada. Ela não pode – ou não quer - acreditar em algo maior, uma vez que isso seria acreditar que alguém realmente a odeia lá em cima; além disso, ela não tem razões para crer em sentimentos descritos para crianças apenas com o intuito de fazê-las acreditar em coisas boas na vida – o que para ela não pode estar mais longe da verdade.

As vezes, por mais que tentemos entender jamais seremos capazes de compreender tudo o que uma pessoa que passa por isso realmente se sente. Ela é amada pela família e as ama, mas apenas encontra compreensão em sua amiga Lily cuja doença é igual a sua. Mais do que apenas uma obra, a autora quis que nós percebêssemos como lidamos com a vida de forma leviana e sem dar importância, enquanto existem pessoas que não se podem dar a esse luxo por não ter tempo.

Belo, devastador, reflexivo... são apenas alguns dos adjetivos que se encaixam nessa obra. Não espere finais felizes, não ache que as coisas irão se resolver como mágica, apenas se permita e se deixe envolver pela história e sua mensagem. A autora Wendy me ensinou diversas coisas durante essa obra, mas o mais importante foi que ela me ensinou a realmente viver! Mesmo que a vida não seja um conto de fadas...

Um beijo

29 comentários:

  1. Olá
    Adorei poder conferir suas impressões a respeito desse livro, especialmente porque é a primeira vez que leio algo da trama. Não sabia que seria uma obra tão marcante, com temática série e reflexões também. Ainda assim, é um título que já esta na minha lista de desejados, desde que soube do seu lançamento, e depois porque só leio bons comentários, assim como na sua resenha, que me deixou ainda mais motivada e instigada para conhecer essa trama, que parece ser bem envolvente, heim?! Acho que irei adorar e não vejo a hora de ter meu exemplar em mãos!
    Boas leituras :)
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bom? Eu não ando acompanhando muitos lançamentos por motivos de que a aba “quero ler” do meu perfil no skoob esta com mais de 500 livros, porém essa resenha me deixou bem interessada na história, com certeza mais um livro adicionado aos “quero ler”.
    Abraços :)

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu vi e de lançamento ano passado e adorei a proposta, mas fiquei triste em saber que era só em ebook, mas adorei que a Novo Conceito público pem físico e pretendo fazer a resenha em breve. Eu conheço muita gente que confina com a proposta desse livro. Que bom que esse livro trás muitas misturas de sentimentos, outra cosia que eu gosto é essa capa pois é muito linda. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. O titulo do livor já me chama a atenção de imediato, porque eu sou uma pessoa que não acredito em milagres e tudo aquilo que acontece fora do que a ciência explica, é porque ainda não pesquisaram direito. Acho que me identificarei muito com a protagonista.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Preciso dizer uma coisa : eu sou míope e tenho astigmatismo e estou em fase de adaptação de novo grau, deste modo, a fonte que você utilizou na sua resenha, eu infelizmente não consegui ler. Se não fosse pedir muito, será que seria possível pensar em aumentar um pouquinho a fonte ? Assim posso vir aqui e comentar de forma adequada e imagino que essa dificuldade possa ter surgido para outras pessoas também.
    Posso dizer que gostei muito dos quotes.
    Beijos
    www.estilo-gisele.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie! Infelizmente dessa vez o livro não me chamou a atenção, não sei se foi pela temática que aborda nele, ou que só sei que passo a dica dessa vez, mas fico feliz que tenha gostado da leitura!
    BJss

    ResponderExcluir
  7. Oi!!

    Tudo bem? Então, "A Menina que Não Acredita em Milagres" parece ser uma dessas obras que realmente tocam as pessoas, tem tudo pra deixar o leitor reflexivo durante e até depois de terminar o livro. Uma adolescente lidando com o fato de que jamais chegará aos 18 anos e que não possui qualquer fé nas pessoas é uma carga dramática que, se bem explorada, prende a gente e parece que neste caso a obra foi muito bem escrita.

    Beijinhos
    Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Campbell parece ser uma garota sofrida, passar por tanta coisa ainda tão nova. Parece ser um livro bem reflexivo e mágico.
    Apesar disso, não sei se leria o livro. A protagonista acabou parecendo inconsequente, ate entendo as circunstâncias, mas ainda assim nem tudo é justificável.
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá,

    Não conhecia o livro, mas me pareceu ser uma história bastante intensa. De fato alguns assuntos tratados são polêmicos e acho que questionaria a descrença de Cam, por mais difícil que seja estar em uma situação dessas. Fiquei curiosa para ler o livro, adorei a resenha!

    http://www.virandoamor.com

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia o livro e me interessei bastante. Parece uma história realmente bem desenvolvida! Fiquei curiosa e vai entrar na minha lista de próximas leituras!

    bjos
    www.causoseprosas.com.br

    ResponderExcluir
  11. Esse deve ser um livro bem intenso. Afinal, lidar com a morte não deve ser fácil quando se é apenas uma adolescente.
    E claro há também as questões familiares. Eu tenho dois filhos e se um deles se encontrasse na situação de Cam, eu também não me veria desitindo e iria tentar de tudo, por mais que ele já tivesse aceitado.
    É um livro que eu fiquei interessada, mas não é uma leitura para a qual eu esteja preparada, pois sei que vai mexer muito com o meu psicológico.

    ResponderExcluir
  12. Oi!

    O tema desse livro é bem pesado né? Uma leitura dessas pode mesmo abalar uma pessoa, porque mostra que lidar com a morte iminente não é fácil, mas é mais difícil ainda ter que viver uma vida sem esperança e juntando a isso o fato de que ela é apenas uma adolescente, bem imagino que a carga dramática só possa ser definida como intensa e que esse tipo de obra provoque uma reflexão no leitor, não apenas por causa do drama da personagem central, mas também de todos que a cercam. Enfim, parece ser um livro interessante e essencial e que provocará algumas reflexões durante e depois da leitura.

    Beijos
    Aninha
    www.paraisoliterário.com

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Esse livro não faz muito o meu gênero de leitura, acho sempre muito triste. Mas tenho certeza que a leitura traz bastante reflexões e aprendizados, e isso ótimo, pois torna o livro inesquecível.
    Não é fácil o que a protagonista está passando, e isso acaba deixando a leitura mais envolvente para saber como terminará, né?
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Mas que capa mais linda a desse livro!

    A descrição da Campbell me fez lembrar da Sammie, de O livro de memórias, da autora Lara Avery. O que Sammie ansiava por seu futuro, lutando para que a doença não a atrapalhasse... Campbell parece fazer o contrário. Não pensou em futuro, no que fazer, nem nada.

    Mas ainda assim, fiquei com vontade de ler, a história me parece bastante intrigante... Desde que não digam que foi Deus que a salvou or something like.

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  15. Oi.

    Eu ainda não tinha visto esse livro da Novo Conceito. Gostei muito da sua resenha. Tenhe certeza que é uma leitura incrível pelas mensagens e reflexões que ele traz. Vou adicionar o livro a minha lista e ler ainda esse ano. Obrigada pela dica!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Olá,

    Não conhecia esse livro, mas achei a premissa bem construída e interessante. Fiquei curiosa por esse questionamento científico e imagino se envolve mais questões relacionadas a fé. A protagonista parece ser bem intrigante e essa doença realmente é de partir o coração. A edição parece estar linda e carregada de reflexões. Vou anotar a dica e futuramente pretendo ler.


    Abraços,
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  17. Uma capa linda, um tema clichê como a quimioterapia e tudo que envolve o câncer e um enredo pelo visto original. É difícil, ou melhor nunca vi um livro sobre a busca por opções não tão conhecidas pela medicina e esperança de cura ao mesmo tempo o medo de ser vencido pela doença. Geralmente os livros abordam ou a cura ou a morte por ela, nunca o meio termo e acredito que esse possa ser o diferencial desse livro e o que me fez querer lê-lo. Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oii!
    Imagino o quanto deve ser dificil para alguém ter que lutar contra essa doença horrível que é o câncer. Sendo uma adolescente então, é muito complicado. Gosto de livros desse tipo, pois me fazem pensar que a vida que eu tenho é maravilhosa, existem muitas pessoas com problemas piores que o meu e que não reclamam. Essa parte do tratamento alternativo , achei um diferencial muito legal na história, mesmo a Cam não acreditando muito. Não sei nem o que pensar do final do livro, mas acho que deve ser incrível.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Simplesmente adorei a sua resenha! E de certa forma entendo completamente esse fator de a protagonista não querer acreditar em algo maior, porque isso é de alguma maneira criar esperanças e criando esperanças a decepção pode ser maior. Fiquei muito curiosa com essa trama e acho que vou realizar a leitura em breve.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Nossa que livro devastador, que história avassaladora. Gosto da carga de sentimentos envolvendo toda a história, do sofrimento da garota tentando superar algo que a abala tanto. Realmente gostei da reflexão trazida por você nesta resenha, e como você conseguiu absorver tudo isso através da saga dessa garota em busca da superação. Já quero ler esse livro e o quanto antes melhor.

    ResponderExcluir
  21. Oi, tudo bem?
    Histórias fortes e com temas intensos assim sempre nos trazem reflexões a cerca dá vida e tenho certeza que a história desse livro faz exatamente isso e que deve ser realmente devastadora e render muitas lágrimas. Deve. Ser um livro lindo e eu quero ler em breve.
    Bj

    ResponderExcluir
  22. Oie, tudo bom? Adorei saber sua opinião sobre essa obra! Adoro dramas, e se são protagonizados por adolescentes então... Tenho muita vontade de ler esse livro e estou mega ansiosa pela chegada do meu exemplar. Espero gostar bastante também :D A capa é um amor!
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Olá! Eu não tinha conhecimento a respeito dessa obra, na verdade, sobre a autora também, rs. Porém, devo dizer que simplesmente me apaixonei pelo livro só pela permissão e suas impressões a respeito mesmo. Tenho uma queda por livros que trazem assuntos reflexivos e que fazem parte do cotidiano de muitos - como nesse caso o câncer. Sem dúvidas, ele vai entrar para a minha lista de desejados. Dica anotada!

    Beijos,
    Blog Anne & Cia.

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Adorei saber sobre a reflexão que o livro traz e a forma como a autora aborda um tema tão pesado, é o tipo de livro que eu devoro em uma tarde hahaha adorei a resenha, vou colocar na minha lista.
    Beijos,

    Luana

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Além de abordar temas complexos, esse livro parece ser extremamente reflexivo, não é? Gostei de conhecer suas impressões sobre ele e achei bem legal a autora querer mostrar a forma leviana como tratamos a vida, pois é assim que me sinto em muitas ocasiões. Não poderia terminar esse comentário sem dizer que quero muito ler esse livro.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  26. Olá
    muito legal sua resenha, eu vi poucas sobre o livro e olha que quero ler esse desde que lançou pois parece ser muito legal, e super reflexivo, parabéns pela sua resenha, foi ótimo saber mais sobre o livro

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    Que livro lindo. Me apaixonei pela capa.
    Adorei a premissa do livro, fiquei com bastante vontade de ler. E imagino que quando isso acontecer, vou chorar litros.
    Obrigada pela ótima recomendação.

    ResponderExcluir
  28. Olá! Que capa linda *-*

    A premissa do livro é encantadora e logo me remeteu a obra "o menino que acreditava em milagres".

    Livros que nos emocionam e nos levam à refletir são essenciais neste caminho literário e creio que todos deveriam ter pelo menos uma história assim na estante e no coração.

    Dica anotada (:

    ResponderExcluir
  29. Olá,
    Essa é a primeira resenha que leio sobre a obra e já fiquei extremamente interessada em fazer a leitura pelo fato de a personagem não acreditar em nada que não seja comprovado e não tendo fé. Estou intrigada para saber como tudo isso é abordado e o que acontece no desfecho.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir