Resenha: O Garoto dos Olhos Azuis - Raiza Varella

|

O post de hoje é sobre um livro apaixonante, que já havia sido resenhado anteriormente aqui, mas que com a eminencia do terceiro volume eu resolvi repostar e reformar. Sabe aquela história que te faz suspirar e soltar gargalhadas ao mesmo tempo? Aquela que te encanta pela escrita, que te cativa pelo enredo e que você se apaixona pelos personagens? O Garoto dos Olhos Azuis, livro nacional escrito pela Raiza Varella e publicado pela Editora Pandorga é tão bem construído que junta diversos elementos essenciais para ser uma verdadeira obra-prima. Tão envolvente que costumo dizer que é o típico livro que, na minha opinião, deve ser lido por todos os apaixonados por romances que buscam uma história de amor que imita a realidade e que proporciona risadas durante a leitura. Confiram todos os detalhes a seguir:

Bárbara é linda, loira e bem-sucedida. Desde que assistiu a uma cerimônia de casamento pela primeira vez, ainda criança, seu sonho é apenas um: percorrer o tapete vermelho da igreja, vestida de noiva. Porém, contrariando todas as suas expectativas, ao ser abandonada no altar, a vida de Bárbara desmorona. Ela decide voltar à cidade natal e passa a viver com os irmãos e mais dois amigos. Todos homens. Com a ajuda de Vivian, uma espécie de Barbie Malibu, Bárbara tenta superar sua decepção amorosa recente e uma da adolescência, que volta com tudo à sua memória: o garoto dos olhos azuis. Será que o cavalo branco só passa uma vez? É isso que Bárbara vai descobrir com bom humor, jogo de cintura e uma pitada de neurose, em O Garoto dos Olhos Azuis, romance de estreia de Raiza Varella.

Avaliação: 5/5 – Favorito


Barbara é a caçula de sua família e é completamente apaixonada por casamentos. Desde seu primeiro contato com eles e de tanto ouvir sua avó falar sobre o príncipe em um cavalo branco, ela sonha com o dia que irá se casar e verá em seu noivo o mesmo olhar de paixão e adoração que presenciou ao assistir o primeiro casamento de sua vida. Fã de casamentos, ela não aceita nada menos que o mesmo olhar naquele a quem irá entregar o seu coração. Mas ao contrario do que muitos pensam, Babi está longe de ser uma pessoa calma, doce e angelical, ela é uma advogada determinada e nem um pouco parecida com as típicas damas que se vê por ai.
  

“Até a minha avó é culpada por minha total desolação. Desde pequena ela sempre repetiu a mesma fala quando eu começava a ladainha sobre o cara perfeito: “Querida, o cavalo branco só passa uma vez na vida, se você deixa-lo escapar não terá outra chance.” Pois é,  vovó, eu levei um coice. MUITO OBRIGADA!”

               
                Agora, prestes a se casar com aquele que conquistou seu coração em um dia de correria ao estar atrasada para sua prova na faculdade;  ela acredita que finalmente terá seu final feliz. Miguel, um rapaz lindo de olhos castanhos, também conhecido como seu noivo, é o grande responsável por fazê-la crer finalmente estar próxima de ter o seu final digno de contos de fada...

“Ele tinha cerca de um metro e noventa de altura, era magro, mas definido, tinha cabelos pretos e era dono dos olhos castanhos mais encantadores que eu já vira.”

                Barbara, mal pode conter a emoção de finalmente poder ter o momento com o qual sonhou sua vida inteira. Mas quando as coisas começam a dar errado desde cedo, como suas amigas (e madrinhas) estarem agindo de forma estranha, sem contar a falta de apoio de sua família em relação ao seu casamento por não considerarem ser ele o cara certo; já da para imaginar que algo não irá bem. No entanto, determinada a não se deixar abalar e acreditando não passar de coisa de sua cabeça pelo nervosismo, ela segue com os preparativos para o seu tão sonhado momento. Aquilo que já não parecia estar indo muito bem, só se torna ainda pior quando ao entrar na igreja Miguel não a está olhando da maneira que sempre desejou; sendo ainda pior devido ao fato de que ele não estar nem a olhando...

“ – Desculpa, padre, mas infelizmente este casamento não vai acontecer. Estou apaixonado por outra mulher. – Ele beijou Manoela delicadamente enquanto ela suspirava de alívio.”

                Humilhada ao ser deixada no altar pelo seu noivo e se sentindo completamente traída ao descobrir que aquela em quem confiava e chamava de melhor amiga foi capaz de se envolver com ele, Barbara foge da igreja e entra no primeiro taxi que avista (coitado do taxista que vê uma noiva estilo Chuck entrando no veúculo) só querendo se afastar de tudo. Sua família preocupada com ela, após dar uma bela de uma lição nos dois traidores, vai atrás dela tentando a convencer a passar um tempo junto com eles.

Humilhada e com seu sonho destruído, ela resolve que realmente está na hora de dar um tempo de tudo por ali e voltar para sua cidade nata para ficar com a sua família. Acostumada a sempre fugir para outro lugar e se esconder, ela se aloja na casa dos seus pais; Mas com sua mãe a enlouquecendo e seus irmãos determinados a leva-la para pero deles, ela vê no apartamento em que eles vivem junto a Ian, sua melhor opção. O que ela não esperava é que essa decisão fosse aproximá-la daquele que ela jamais imaginou reencontrar: seu garoto dos olhos azuis.

“– Não escuta o que ela falou. Eu sei que algum dia alguém vai notar você. – Então ele abriu o sorriso mais lindo que eu já tinha visto, o que me fez lembrar daquele noivo de muitos anos atrás, mas o sorriso daquele rapaz não chegava nem aos pés do meu garoto dos olhos azuis. Borboletas dançaram no meu estômago. – Sabe por quê? – Neguei com a cabeça. – Porque eu notei.”

                Logo no seu primeiro dia em sua nova residência, Barbara, já começa a desorganizar e fazer tudo que não deveria.  Coisas simples como não pedir permissão para comer o que se encontrava na geladeira, trancar do lado de fora o dono do apartamento e achar que seu cachorro pode acabar matando a gata que vive ali; são alguns exemplos do que ela faz em algumas horas... Ela jurou não se deixar envolver mais por ninguém, mas aos poucos e ao conhecer Ian ela irá perceber que talvez não seja tão simples assim cumprir sua promessa!  Mas isso não significa que será algo fácil, afinal é verdade o que diz o ditado: gato escaldado tem medo de água fria.

“Quando eu finalmente iria entender que na vida real a mocinha sofre o pão que o diabo amassou e nem sempre tem um final feliz?”

Com o passado ainda presente em sua vida, seguir em frente não parece ser algo que será fácil ou simples... Para recuperar o que há muito tempo foi perdido, Babi terá que se arriscar, será capaz que um certo garoto de olhos azuis a faça mudar de ideia? Quando um amor verdadeiro ressurge em sua vida, será possível escapar? A vida é uma questão de se arriscar, mas até que ponto se deve ir e até onde se proteger?

“– Que você não enxerga o que está bem na sua frente. Sim, você perdeu duas amigas, grande coisa. Se elas realmente gostassem de você, teriam sido honestas. Você perdeu um noivo, dane-se. Se ele te amasse, nunca teria cedido as investidas de ninguém, muito menos de uma das suas amigas. – Comecei a chorar novamente. – Mas você ainda têm pessoas que se preocupam. Têm pais ótimos, uma avó linda, dois irmãos que a amam e dariam a vida por você, e tem amigos, você ainda tem amigos, Bárbara.”

O Garoto dos Olhos Azuis é uma história com personagens apaixonantes e um enredo real e encantador. Em alguns momentos eu me peguei sentindo raiva pela forma como Barbara lidava com algumas situações e como ela não conseguia enxergar algo que era tão óbvio... Ao mesmo tempo, Ian, por outro lado, era um completo cavalheiro tornando impossível não se encantar com ele. Misturando amor, diversão e uma boa dose de confusão, essa obra veio para encantar a todos que curtem um bom romance e enredos bem construídos. É impossível, não apreciar a diagramação e o carinho que tanto a editora, quanto a autora Raiza Varella, tiveram ao diagramar e produzir uma obra desse calibre.



Com detalhes bem construídos e uma história complexa e sem pontas soltas, essa é uma obra que irá conquistar o público de todas as idades, mostrando que apesar dos contos de fada e finais felizes só existirem nos desenhos e em filmes, ainda é possível que se encontre o e viveram felizes para sempre na vida real!

                Essa é mais uma obra nacional e uma autora a se ficar de olho, afinal com uma escrita bem construída, gostosa e envolvente tem tudo para vir se tornar um best-seller.

Um beijo

Um comentário:

  1. Olá Bruna,

    Amei a resenha! Adoro o livro e a escrita da autora que é divertida e apaixonante <3

    ResponderExcluir