Resenha: A Poção Secreta - Amy Alward

|

                Com uma capa encantadora e que tem tudo haver com a história, o livro A Poção Secreta escrita por Amy Alward e publicada pela Jangada Editora chama atenção desde o momento em que nos vemos de frente com ela. Com uma trama que beira o juvenil, mas sem perder a essência de um bom livro, essa é uma história que você acha que irá gostar e quando se vê em meio às páginas acaba por se encontrar completamente apaixonado! Magia, amor e aventura se misturam em um enredo que irá te arrancar suspiros e leva-lo a se perder em meio a muitas emoções. Confiram mais sobre a obra a seguir:



A Princesa do Reino de Nova toma acidentalmente uma poção do amor, e se apaixona por si mesma! Para encontrar o antídoto que possa curá-la, o rei mobiliza todos numa expedição chamada Caçada Selvagem. Competidores do mundo todo saem em busca dos mais raros ingredientes em florestas mágicas e montanhas geladas, enfrentando perigos e encarando a morte para encontrar a fórmula da poção secreta. Dentre eles, está Samantha, uma garota comum que herdou dos seus ancestrais alquimistas o talento para preparar poções. Esta pode ser a oportunidade para reerguer a decadente loja de poções da família, afinal o mundo todo estará acompanhando a Caçada nas mídias sociais. Será que ela conseguirá descobrir a cura e salvar a Princesa?

Informações técnicas:
Obra:  A Poção Secreta Autor(a):  Amy Alward Páginas: 368 Ano de Lançamento: 2017 Cortesia:  Editora Jangada Avaliação: 5/5 estrelas Onde comprar: Amazon Saraiva 


Tem algumas coisas que são tão fortes quanto - não - mais fortes ainda do que uma poção de amor. Como a coisa real.

                No Reino de Nova todos estão ansiosos e se preparando para acompanhar a grande festa de aniversario de 18 anos da Princesa Evelyn. Fotos estão sendo postadas em redes sociais, e todos não vêm à hora de acompanhar, nem que seja pelo grande telão instalado, essa grande comemoração. No entanto, a Princesa tem algo mais importante a realizar antes que ela se inicie, com a poção do amor finalmente pronta, ela se prepara para dá-la a seu amigo, Zain Aster – o único com que ela se vê cumprindo o que todos esperam dela: seu casamento. Mas quando na hora de entregar a bebida a ele, Evelyn acaba por toma-la e se apaixona por si mesma, um grande perigo passa a existir. Diante do perigo, o Chifre de Auden se manifesta anunciando o que há muito tempo não acontecia; uma Caçada Selvagem é convocada e todos os alquimistas e seus aprendizes devem ser convocados.  

"As Caçadas Selvagens eram competições acirradas entre os alquimistas, criadas pelo primeiro monarca de Nova, o rei Auden, com a finalidade de encontrar a melhor proteção para um membro da família real, quando este se encontrava em perigo mortal."

                O torneio é uma competição que há muitos anos ninguém via acontecendo, onde os melhores alquimistas devem se apresentar e – caso aceitem – ir à busca da melhor poção para solucionar o perigo que o reino se encontra. O ganhador, além de uma grande quantia em dinheiro, fica responsável por cuidar da família real pelo tempo que não houver uma nova ameaça e uma nova caçada. Há anos a ZA Corp, uma organização que vem inovando ao usar medicamentos sintéticos, é a responsável por cuidar da família real e vem levando os alquimistas naturais à falência pelo uso de seus sintéticos. Mas com o “envenenamento” da princesa, sua posição está em risco e eles se verãos obrigados a ir atrás dos ingredientes naturais se quiserem manter sua posição. A Família Kemi, por muitas gerações foi a responsável por cuidar da realeza; porém, desde que perdeu a ultima Caçada Selvagem, acabou se tornando um dos alquimistas prejudicados por essa nova empresa e vem lutando para manter seu pequeno negocio aberto.

E poções do amor nem são sobre amor, né? São sobre a ilusão disso: a fantasia. Elas são sobre a luxúria, a paixão. Eu vi amor de verdade. (...)  É sobre duas pessoas concordando em enfrentarem o mundo -- juntos, não importa os desafios. É sobre respeito. É pessoal.

Samantha Kemi possui um sobrenome que carrega poder, história e magia ao longo dos séculos. Conhecidos por serem os melhores alquimistas do Reino, suas poções eram famosas por serem as melhores já encontradas, o que só mudou após Zoroaster, trapacear com o uso de sintético na última caçada. Aos 16 anos, ela é a filha mais velha da família e, portanto, a herdeira e responsável por aprender a preparar poções e a arte que isso envolve; além de também ter para si a missão de ajudar no que puder para manter a loja da sua família aberta. Com um talento natural para a preparação de poções, junto ao seu avô, ela se luta para manter o legado da família, mas conhecendo bem o poder da tecnologia e de seus concorrentes, ela sabe que se a situação financeira não vir a melhorar, eles acabarão por ter que fechar suas portas. Apenas um milagre poderia salvar a situações deles...

O que torna a família Kemi especial é a nossa incomparável vocação para as artes alquímicas - saber intuitivamente a receita de qualquer poção, discernir as propriedades de cada ingrediente e entender os mistérios por trás do processo de cura."

Então, quando Sam é convocado ao reino para participar da grande Caçada, mesmo contra a vontade de seu avô, ela vê a chance perfeita para reerguer o nome e a fama de família e manter o legado vivo. Os Kemi sempre foram conhecidos por saberem bem o que fazem, mas como ela conseguirá criar o antídoto para uma poção que só existe na cabeça da princesa? Poções do amor há muito foram proibidas de existir e todos os dados sobre ela foram terminantemente apagados, não há ajuda para descobri-los e nem ideia de como consegui-los... Em uma competição acirrada que determinará o futuro não só dos negócios de sua família, mas de todo o reino, Samantha se verá lutando contra um forte inimigo da coroa que não deseja a cura da princesa e uma organização que não medirá esforços para manter seu lugar. Será ela capaz de aprender a confiar em si mesmo o suficiente para encontrar a formula da Poção Secreta?  

Não há lugar para mim nessa fórmula. Sou um ingrediente de reposição, não a poção final.


                A Poção Secreta é um livro que chama atenção através de uma capa forte, atrativa e romântica. Remetendo a uma história de contos de fadas, nos vemos envolvido com uma trama que mistura princesas envenenadas, poções, magia e amor. Com direito a muita aventura, nos encontramos envolvidos em uma história que é juvenil sem ser infantil e que encanta com seus detalhes e mensagens presentes a cada página. Apesar de apresentar um romance atrelado ao seu enredo, o foco da obra não é voltado a ele; ideal para aqueles que gostam de ação, é impossível ao leitor não desejar saber o que irá acontecer a seguir, principalmente ao envolver uma protagonista completamente determinada, mas atrapalhada na mesma intensidade. Risadas são garantidas em meio a personagens construídos de forma a encantar e divertir o leitor, que procura uma obra leve e divertida para momentos em que se busca relaxar ao lado de uma boa leitura.

                Samantha ou Sam é definitivamente o personagem que mais agrada e que rouba a cena em diversos momentos com sua personalidade encantadora, determinada, leal e corajosa. Fugindo dos padrões de adolescente cheia de dramas e mimimi, ela surpreende ao ser astuta e inteligente e por se preocupar com as condições de sua família acima de si mesma. Em momento algum ela teme por sua vida ou hesita diante de algum perigo que ameaça a sua família, pelo contrário, em diversos momentos nos deparamos com ela se sacrificando – incluindo seus sonhos – em prol daqueles que ama. Ela não teme arriscar sua vida para salvar os outros, mesmo possuindo um grande dom para alquimia em nenhum momento a vemos se “achar” superior a alguém ou querer prejudicar o outro apenas para que possa se dar bem. Tudo que ela deseja é poder ajudar a sua família a se reerguer e permitir que sua irmã receba a educação que como uma talentosa ela necessita. Mesmo com pouco ela ainda consegue se destacar, surpreendendo com seu conhecimento e atitudes que vão além de uma simples adolescente de 16 anos.

                Zain, por outro lado, é um personagem que me irritou em diversos momentos. Não conseguimos nos sentir ligados por completo a ele, apesar dele ter tudo para que isso acontecesse. Ele é o galã da história, bonito e perfeito, amigo de todos e possuidor de uma vida confortável; ou seja, quase que o oposto de Sam. Em diversos momentos o vemos cometendo erros sem se desculpar ou achando que suas atitudes podem ser perdoadas com justificativas fracas. Ele não se mostra alguém que se preocupa profundamente com o outro e está disposto a fazer o necessário para que seu pai tenha o que quer. A única parte boa é vermos o quanto Sam se torna mais confiante e aprende mais sobre si ao se relacionar com ele. A relação deles é construída aos poucos e tem como base um companheirismo e uma confiança, e ao vê-lo com ela conseguimos ter uns momentos de um Zain mais humano e que nos possibilita até gostar dele.

Em relação à Princesa Evelyn, eu acredito que sua existência era sim importante para a história, mas alguns capítulos narrados por ela eram completamente desnecessários e só serviram para mostrar uma princesinha mimada que não se importava com nada e nem ninguém e que ao se apaixonar por si só aflorou ainda mais esse jeito chato e insuportável dela! Quanto aos personagens secundários, nos deparamos com muitos que se mostraram muito mais fortes e determinados que muitos protagonistas. Eles ajudaram a construir uma história envolvente e a ensinarem lições sobre amizade, companheirismo e confiança. Muitos que estavam ali tinham realmente um papel essencial na história e não apenas ocupavam espaço. Adoraria ver histórias onde eles fossem os protagonistas, acredito que eles possuem muito que falar e dariam ótimas histórias.


Já quanto ao enredo e sua construção, sem dúvidas é uma obra que surpreende ao não se ligar a padrões já estabelecidos e por ser inovadora mesmo utilizando elementos tão conhecidos, e até de certa forma clichês, de uma forma totalmente inovadora. Extremamente bem desenvolvido e com uma escrita cativante, esse é um livro que quase nem notamos conforme vamos avançando em sua trama; o que acaba por nos surpreender ao nos depararmos com seu desfecho tão rapidamente. Um outro ponto bem interessante é como a autora utiliza elementos atuais em sua trama, chegando até a brincar em determinado momento que as vezes a água falta por ali, mas a internet nunca. A autora é capaz de unir duas realidades que geralmente são vistas de forma separadas em uma só, e isso sem torna-la forçada ou enfadonha. Seres mágicos, vilãs malvadas, princesas em perigo, tudo isso se mistura sem cair no clichê e se voltar para um tempo medieval. Amy conseguiu inserir os elementos no tempo certo e explica-los de forma que não nos vemos questionando o porquê das coisas serem assim, suas explicações também não são cansativas ou repetitivas, deixando a história acontecer de forma fluída sem adentrar o irreal. A narração em primeira pessoa também nos permite um maior contato com os personagens e seus pensamentos, o que complementou ainda mais a leitura que nos permite entender um pouco mais sobre cada um.

Seus elementos gráficos são muito bem explorados e combinam de forma única com a obra. A Editora Jangada não poderia ter acertado mais na hora de manter a versão original dessa capa que encanta e chama atenção em meio a tantas, é impossível olhar para ela e não se encantar com o toque romântico e as possibilidades que ela apresenta. Suas paginas amareladas e fonte em um tamanho ideal, também contribuem para que a leitura ocorra de forma fluída e agradável. É possível ler por horas sem se cansar e isso é algo que importa muito aos que amam ler sem prejudicar ou ter que forçar sua visão. A preocupação aos detalhes na hora de informar quem está a narrar também é lindo de se ver, os capítulos que são feitos pela Princesa Evelyn contam com o detalhe de uma coroa em cima de seu número e mesmo sendo algo sutil, não deixa de cativar e demonstrar uma dedicação. Erros também não foram encontrados por mim durante a leitura, revelando uma houve uma boa tradução e revisão por parte deles ao entregarem uma obra cujo esmero é notável.

Em síntese, A Poção Secreta, obra de estreia da autora Amy Alward, é um livro que agrada muito pela sua simplicidade e pela entrega de uma boa história mesmo que com elementos batidos por terem sido utilizados diversas vezes antes. Com um romance que não é o foco, essa obra é capaz de agradar até mesmo os que detestam esse gênero, atraindo-os através de um enredo que esbanja ação e aventura e que não se torna monótono ou tedioso em nenhum momento. Sendo o primeiro de uma trilogia, é uma obra que abre portas e incentiva o leitor a querer conferir mais de seu trabalho que já teve seus direitos adquiridos pela Jangada e que em breve estará nas livrarias do país. Mesmo sendo uma série, não é uma obra que deixa pontos abertos ou que nos faça sofrer até que o próximo volume seja lançado. Essa é uma leitura recomendada para quem gosta de uma boa fantasia com elementos na medida certa para envolver e te trazer uma sensação agradável ao termino. Se você gosta do estilo da obra, leia, porque com toda a certeza ela irá te agradar!

Um beijo

Post válido para o Top Comentarista

12 comentários:

  1. Vi várias resenhas positivas sobre o livro e estou com muita vontade de ler.
    Adoro essa junção de fantasia com contos de fadas e gostei dessa separação de alquimistas e dos não alquimistas.
    A Evelyn parece ser muito engraçada e a Sam bem determinada e madura pra idade.
    A capa é linda e bem elaborada. Espero ler logo *-*
    Abc

    ResponderExcluir
  2. Oláá, tudo bem?
    Menina, que livro mais amorzinho. O design é maravilhoso e só pela capa já dá vontade de ler. Sua resenha foi ótima, e o que eu mais gostei é que você deixou tudo explícito, até o sofrimento da ansiedade do lançamento do próximo volume! HAHAHAHAHA ♥
    Beijão! ♥♥♥

    http://delineandomundos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Como não tenho uma boa área voltada pra esse universo de aventura e magia, ainda não li nada nessa linha, eu fiquei curioso pela história e procurei outras resenhas no skoob e vi positividade! E como vc gostou muito do livro, espero que breve eu embarque nesse universo pouco explorado por mim!
    Parabéns pela resenha :)

    ResponderExcluir
  4. Olá, apesar de não ser muito original, a autora faz uso dos clichês para nos entregar algo interessante, com personagens bem caracterizados que nos encantam desde o primeiro momento. Espero ler a obra em breve, beijos.

    ResponderExcluir
  5. Adorei a ideia da história porque esse tipo de trama, com uma coisa de contos de fadas, magia e romance assim me chama atenção. É jovem, mas parece ter ficado uma trama muito envolvente e gostosa de ler. A garota que se importa com a família e não tem muito daqueles mimimis que a gente tanto vê já ganhou minha simpatia. Ela prece bem legal. Forte, destemida...gostei dessas coisas que disse dela.
    Mas pelo jeito tem outros personagens que não são as melhores pessoas. Algumas coisas soam irritantes mesmo. Essa princesa aí já me deixou pé atrás, viu...
    Mas no geral parece uma boa história. Algumas coisas bem clichês ela tem, mas parece legal de ler.

    ResponderExcluir
  6. A capa é linda mesmo e super condiz com a história. Adorei esse capricho todo <3
    Achei super diferente a premissa desse livro!
    Olha só... a princesa se apaixonar por ela mesma... Achei demais haha
    Fiquei curiosa pra saber se a Samantha vai conseguir achar essa cura e de como será o desfecho desses personagens e história em geral.
    Parece ser uma leitura bem envolvente e rápida mesmo! E espero conferir em breve.
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  7. Achei a capa desse livro um amorzinho!! E a premissa da estória é sem dúvida bem original!! Imagine um princesa que acaba apaixonando-se por si mesma!! Adorei a ideia de organizar um Caçada para achar a cura para o "envenenamento da princesa" sem dúvida esse livro é bem interessante!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    A capa é realmente muito linda!
    Não me interessei pelo enredo. Achei um pouco infanto juvenil para mim. Acho que iria me irritar muito com a mimimi da princesa.
    A única personagem que parece ser mais interessante é a Samantha!
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Este livro tem feito bastante sucesso entre os leitores, e mesmo que tenha algumas características clichês, ainda sim me pareceu surpreender o leitor, ainda mais por ter uma mistura de princesa, porção, magia, tudo que me chama a atenção para esta leitura. Outro ponto e esta edição que esta maravilhosa, que os cativa ainda mais a adquirir este exemplar.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Que graça! A capa é linda mas me deu uma ideia de que ia ser um romancezinho sem graça, mas a ideia da caçada e toda a tecnologia em contraste com isso (redes sociais, alô), deram um toque bem diferente pra história. Adorei adorei e já quero ler!

    ResponderExcluir
  11. Oi, é a primeira resenha que eu leia desse livro e me apaixonei ♡ Sou suspeita quando o assunto é fantasia, principalmente se for linda assim!
    Eu amo química - e amei a tabela periódica na foto - e por mais que eu estude medicamentos, me interesso bastante pelo natural.
    Quero muito ler!!!

    ResponderExcluir
  12. Oii ;)
    Estou super ansiosa pra ler A Poção Secreta, e sou apaixonada por essa capa!
    Adoro livros com temáticas diferentes. A história não é o que eu pensava ao ver só a capa, mas adorei *-*
    Acho que vou amar os personagens, principalmente a Princesa Evelyn, que parece ser engraçada, e a Sam, que parece ser bem inteligente.
    E adoro livros que tem vilãs malvadas e princesas em perigo, e com esse toque de romantismo, ai que tem tudo para se tornar um dos favoritos!
    Obrigada pela indicação, e adorei a resenha ;)
    Bjos

    ResponderExcluir