Resenha: Para Sempre Minha Garota - Heide McLaughlin

|

Pra Sempre Minha Garota é aquele livro que desperta o interesse de vários dos leitores em seu primeiro contato. Com uma capa linda, uma sinopse intrigante, e sua promessa cinematografia ela se mostra o começo ideal para uma série completamente apaixonante... No entanto, sua falta de aprofundamento e conquista entre os protagonistas fazem com que ela não cumpra o que promete. Gostoso de ler, esse é um livro que se mostra uma boa pedida para passar o tempo, mas passou longe de se tornar um favorito por tudo aquilo que poderia ter sido e não foi. Confiram mais sobre esse livro publicado pela Editora Charme a seguir:
  
Não era para eu ser um rock star. Minha vida já tinha sido toda planejada para mim. Jogar futebol americano na faculdade. Entrar para a NFL. Me casar com minha namorada do colégio e viver feliz para sempre com ela.

Parti o coração de nós dois quando falei que estava indo embora. Eu era jovem. Tomei a decisão certa para mim, mas a decisão errada para nós. Coloquei toda a minha alma na minha música, mas nunca a esqueci. Seu cheiro, seu sorriso.

E agora eu vou voltar.

Depois de dez anos.

Espero que possa explicar tudo isso, depois de tanto tempo.
Ainda quero que ela seja para sempre minha garota.

Informações técnicas:
Obra:  Para Sempre Minha Garota  Autor(a):  Heidi MCLaughlin Páginas: 272 Ano de Lançamento: 2017 Editora: Charme  Avaliação: 4/5 estrelas Onde comprar: Amazon / Saraiva 


"Aquela garota mexeu com o meu mundo.
E estou disposto a apostar que ela ainda mexe."

Liam Page é um astro da música de grande sucesso; com uma garota diferente a cada noite, ele vive cada dia em LA ao máximo. No entanto, nem sempre sua vida foi assim... Sendo considerado o menino de ouro de sua cidade e com a promessa de uma carreira promissora no futebol americano, seus planos eram simples: ir para a faculdade com seu melhor amigo, Mason, se casar com a garota que tinha seu coração e viver uma vida feliz ao seu lado. Mas quando os planos começam a mudar e ele se vê longe de todos, sozinho e fazendo algo que já não o agrada como antes, novos sentimentos passam a aflorar. Com surpresas inesperadas e conselhos errados ele pensa estar fazendo o certo ao ir embora sem olhar pra trás. Seu medo da rejeição fez com que ele largasse até mesmo a única coisa certa em sua vida, Josie, a garota que até hoje assombra seus pensamentos e a quem seu coração pertence.

"Eu sabia que tinha tomado a melhor decisão para mim, mesmo que isso significasse destruir nós dois."

Rejeitada e deixada para trás, Josie ainda tentou entrar em contato com Liam diversas vezes. Sem sucesso ao conseguir falar com ele, ela toma a única decisão que lhe resta: seguir em frente com o apoio dos seus amigos. Agora, 10 anos depois, ela ainda não esqueceu de Liam, mas está feliz em um novo relacionamento com Nick. Mas quando Mason acaba por morrer em um acidente, Josie, vê sua vida mudar ao perder um de seus melhores amigos de sempre. Amparando sua melhor amiga, ela se prepara para ajudá-la a seguir em frente com suas filhas após perdê-las... Ela só não esperava que ele fosse reaparecer por lá trazendo segredos do passado à tona. 

"O amor da minha vida não morreu, ele só decidiu que eu já não era o que ele precisava na vida então foi embora. Não tive que enterrá-lo ou limpar seu escritório. Ele levou meu coração com ele quando fechou a porta."

Para Liam, ignorar as ligações de Josie no início foi difícil, mas a mudança de número o ajudou a se manter fiel e focado na carreira, o que o levou até onde esta agora: uma vida de sucessos e mulheres vazias apenas para o prazer.  Mas quando a morte de seu grande amigo, ao qual ele deixou para trás em Beaumont há mais de 10 anos, chega a seu conhecimento ele sabe que terá que enfrentar seu passado para dar a merecida despedida que Mason merece. Só que voltar não é algo fácil, principalmente quando isso significa reencontrar a dona de seus pensamentos desde que fugiu: aquela que sempre foi a sua garota!  

"Eu arruinei a vida dela. Era isso que dizia a mensagem de voz que ela mandou. A mesma que eu tenho salva há dez anos. A mensagem que transferi de celular em celular só para poder ouvir a voz dela quando estou nos meus piores momentos."

De volta ao lugar repleto de memórias, sentimentos começam a voltar com força. Em meio a segredos do passado, Liam e Josie irão se reencontrar em um momento de dor... Ele havia jurado que ela seria para sempre sua garota, mas seria tarde demais para isso? 

"Nunca pensei que veria o garoto que roubou meu coração e depois não o devolveu.
E não sei se quero que ele devolva."



Para Sempre Minha Garota é aquele tipo de livro que vem com uma promessa de história que encanta a muitos e desperta o interesse principalmente com sua promessa cinematográfica. Com amores perdidos, escolhas erradas e uma reviravolta capaz de transformar a vida de todos, sua trama prometia páginas de tirar o folego regado ao mais intenso reencontro entre duas pessoas que mesmo depois de 10 anos separados ainda nutrem sentimentos um pelo outro; no entanto, com uma pegada mais rápida e o foco voltado para outra revelação, acabamos acompanhando algo superficial e de certo modo confuso com o desenvolvimento rápido da relação entre eles sendo escassos os momentos regados a um verdadeiro romance. Não estou dizendo que seja ruim, apenas acredito que poderia ter tido muito mais do que foi apresentado de forma tão supérflua, afinal com personagens tão bem elaborados e um protagonista de tirar o folego esperava-se encontrar cenas de reconquista e luta pelo amor ainda mais diante de uma perda que vem para mostrar quão volúvel é a vida, mas o que se encontra é o oposto ainda que com uma mensagem bonita.


Liam é um personagem que eu confesso ter tido certa dificuldade para me envolver, não pelo seu jeito de ser ou aparência, porque apenas isso o tornava fácil um protagonista de derreter corações, mas sim por algumas atitudes que ele tomou e continuou a tomar ao longo da trama. Incapaz de convencer acercas de suas razões para ter abandonado aquela que diz ser seu grande amor, ele é alguém que se mostra um cara egoísta, facilmente influenciável e sem força que se esconde atrás de uma postura pacifica onde afirma não querer forçar uma relação, mas que mais parece a atitude de alguém que não sente vontade de lutar por aquela que diz amar. O fato de ele ser um rockstar e quase não explorarem esse ponto é algo que me deixou também meio assim, afinal sendo isso um grande foco e razão de todo o desenrolar da trama, era de se esperar que tivessem mais momentos com ele no palco. Apesar disso, Liam aos poucos consegue cativar os leitores que se veem torcendo pelo seu recomeço conforme vão conhecendo sua personalidade e sua motivação de querer mudar por Josie e por alguém que ele nem imaginava conhecer.

Josie por outro lado se mostra uma protagonista que apesar de ser uma mãe excelente, uma boa amiga e companheira, é alguém extremamente suscetível quando se trata de Liam. Todos seus planos, metas, até mesmo seu relacionamento são colocados de lado a partir do momento em que ele volta a sua vida. Se mostrando alguém muito indecisa, além de extremamente egoísta, ela acaba por manter a relação com o Nick, mesmo demonstrando nitidamente que ama Liam – algo que me irritou profundamente. Ainda que algumas de suas atitudes pudessem ser justificadas, ela é uma personagem que não convence, além de encarnar a típica postura de garota indefesa, algo que nem mesmo os livros de época tem adotado mais. No entanto, mesmo apresentando uma serie de defeitos, ela é alguém real, que não se mostra perfeita e nem tenta fingir ser; interessante, mas longe de ser uma protagonista que surpreende, Josie é uma protagonista que quase não ganha destaque ao longo da narrativa, ainda que o foco esteja sobre ela.

Porém de todos os personagens Nick foi quem definitivamente me irritou, não só pelo fato dele ter se mostrado alguém mesquinho que desejou ter Josie para si desde o colegial, mas também pelas atitudes que ela passa a apresentar quando Liam retorna a cidade. Mostrando ser alguém completamente possessivo, ciumento e distribuindo grosserias de graça, sem falar em algumas cenas com uso desnecessário de força, ele é alguém que é impossível de não se odiar e que definitivamente refletia um lado sombrio do ser humano que me fizeram questionar por diversas vezes a sua sanidade. Tirando ele, alguns dos outros personagens secundários se mostraram bastante interessantes agregando valor a história ainda que não tenham recebido grande foco – tirando um ou outro.


Com uma boa escrita, apesar de em alguns pontos se mostrar extremamente corrida, esse é um livro que merece destaque por saber se utilizar dos clichês que promete em sua sinopse – ainda que esteja longe de ser uma das melhores obras. Mesclando o ponto de vista de ambos, Heide soube apresentar as características e pensamentos de cada um ensinando o leitor através de seus erros, recomeços, e perdas. Bom, mas longe de ser uma obra de tirar o folêgo, Para Sempre Minha Garota é uma obra que mostra todo o seu potencial ao atrelar romance a uma boa escrita e uma diagramação de encher os olhos; sem falar que se trata de uma boa escolha devido a iminência de sua adaptação para os cinemas – que para mim já não se mostrou promissora devido as nítidas diferenças entre ambas – o que pode acabar por incomodar alguns leitores (eu inclusive).

Já no que se refere a diagramação feita pela Editora Charme não há nenhum ponto negativo que possa ser dito. Mantendo a capa original (que por sinal está linda), traduzindo o título de forma condizente com o original e adicionando detalhes que dão um toque de charme a mais a ela, essa é uma obra que de longe ganha destaque por sua beleza nos pequenos detalhes. Sua revisão está muito bem feita, evitando erros durante seus capítulos e sua diagramação apesar de simples conta com os toques ideais para trazer a tona aquela sensação de nostalgia e romantismo que se mostram o foco da obra. Mantendo o padrão da editora, esse livro veio para agregar valor a um catalogo que encanta com suas obras quer seja pela beleza, quer seja pela qualidade – ou por ambas.


                Para Sempre Minha Garota é uma história que é capaz de agradar e fazer com que o leitor passe bons momentos durante sua leitura; no entanto, a perda de oportunidades durante a trama atrelada a uma história rasa a afastarem de conseguir alcançar todo o seu potencial. Com um plot incrível capaz de enlouquecer qualquer fã de romances, Heidi acabou por desperdiçar ao se conter em uma obra que é simples, gostosa de ler, mas poderia ser uma das mais incríveis já lidas e acaba por ser apenas um bom romance que não se destaca de muitos já existentes por ai. Novamente, ele não é um livro ruim, por diversos momentos me vi apreensiva, senti raiva, suspirei e me encontrei ansiosa para ver o que viria a seguir, mas para mim acredito que ficou faltando mais... Para uma história que prometia grandes amores se reencontrando, a paixão acabou por ficar em segundo e isso foi algo que me incomodou por demais.

                Bem escrito, essa é uma obra que você termina com aquela sensação boa em meio a uma história leve, delicada mesmo com temas intensos e com uma dose de fofura na medida certa mesmo que pudesse ter ido além. Longe de ser uma obra que leva o leitor a sofrer e se sentir angustiado ao final, esse é um romance bem simples e que busca entreter o leitor que está a ver uma história de reencontros e descobertas após 10 anos passados. Muito bem justificado e construído, esse é um romance redondo que não deixa pontos em aberto através de uma narrativa fluida e gostosa de acompanhar. Mesmo longe de se tornar uma das minhas melhores leituras do ano, ainda é um livro recomendado a todos que gostam do gênero, afinal, mesmo que para mim ela não tenha alcançado patamares maiores, para você ela pode vir a se tornar até favorita. Leiam e descubram por si só o que acontece quando se é para sempre a garota de alguém.


Um beijo

8 comentários:

  1. Sei bem como é ler coisas superficiais e confusas, estou no meio de uma batalha dessa e confesso que não me agrada em nada, da vontade de desistir da leitura. Mesmo com todo clichê, que sempre me agrada, com toda fofura, não sei se leria, talvez esteja perdendo uma grande história.
    As fotos ficaram lindas. Parabéns.

    Beijos
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, acho que essa é a primeira resenha que leio desse livro, ainda não sabia do que ele se tratava. Fico meio em dúvida se é uma leitura que eu faria ou não, gosto de romances mas não quando eles são corridos, gosto de leituras com personagens músicos, alguns personagens tem pontos interessantes e outros nem tanto.

    ResponderExcluir
  3. Oi oi!
    Ahh que pena! Fico chateada por não ter sido uma leitura tão legal assim para você. Eu, particularmente, não sou fã do gênero do livro, massss...
    Acho que o Liam foi bem infeliz na escolha dele de deixar sua vida e ser um astro do rock. Mas, com a morte do amigo, quem sabe voltar a cidade natal não seja uma boa... Acho que vou esperar pra ver.
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Oie amore,

    Que linda essa capa... OMGGG
    Adorei a resenha e já anotei a dica por aqui.
    Excelentes fotos e quotes muito bem escolhidos parabéns!

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  5. Olá.

    É uma pena que no fundo, o livro é raso e superficial. Eu não leria, porque a sinopse não me chamou a atenção, me parece algo muito batido já. Mas a capa é bem bonita. Não é o que eu tenho buscado agora, romances assim estou passando. Mas meus parabéns pela ótima resenha, bem detalhada mesmo. :)

    beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?

    Adorei ler sua resenha e poder conhecer essa obra. Eu ainda não conhecia muito sobre ela, só tinha visto a capa, mas nunca li a sinopse nem resenhas do livro. Agora já não sei... Estou um pouco com medo de decidir ler o livro e acabar me decepcionando. Vou deixar anotado o nome e tentar ver se dou ou não uma chance ao livro.

    ResponderExcluir
  7. Só pela guitarra da capa, já acho que vou curtir bastante. Adorei suas fotos e uma foi mais linda que a outra.
    Adorei você ter falado separadamente dos personagens.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Estou super curiosa para fazer essa leitura. Uma amiga minha leu e me contou algumas coisas, e concordo com ela que o que Liam fez não tem justificativa, but... quero muito saber como será o desfecho dessa história. Parece ser o tipo de livro que adoro, romântico, dramático, com músico e que é gostoso de ler.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir