Facebook

Crítica: Tomb Raider - A Origem

15 março 2018


A humanidade, desde o princípio, demonstrou ter duas reações diante do desconhecido; alguns possuem receio diante dele e outros demonstram coragem para encarar os mistérios e embarcam para - talvez - a maior aventura da vida. A partir do dia 15 de março, o espírito aventureiro em cada um irá falar mais alto para acompanhar Tomb Raider - A Origem nos cinemas.

No ano de 1996, foi lançado o primeiro jogo onde somos apresentados a personagem principal e central: Lara Croft - arqueóloga britânica. Após inúmeras aventuras dela pelo mundo, a produtora Crystal Dynamcs decidiu dar um novo recomeço a série; o que acabou por acontecer, também, com a adaptação para as telonas trazendo, dessa vez, Alicia Vikander no papel (interpretado, anteriormente por Angelina Jolie em 2001 e 2003).


Somos convidados a acompanhar a filha do Lord Richard Croft (Dominic West) - dado como morto após um evento sete anos antes dos acontecimentos atuais - com 21 anos na Londres moderna e que se recusa a assumir o controle do império global construído por ele. Para tentar resolver o mistério que cerca a sua morte de seu pai, ela parte em uma aventura a partir do último destino conhecido; porém chegar lá não será fácil. E fará com que acabe por se tornar a heroína global que conhecemos.

A direção fica por conta de Roar Uthaug (“A Onda - 2015”) que fez um trabalho bastante verosímil ao que é apresentado no renascimento da franquia em 2013. O elenco também conta com Walton Goggins (“Os Oito Odiados”, “Django Livre”), Daniel Wu (série de TV “Into the Badlands”) e a indicada ao Oscar Kristin Scott Thomas (“O Paciente Inglês”).


Um dos pontos positivos que merecem destaque é a preocupação em trazer a caracterização da Lara Croft utilizada na atual fase da personagem nos videogames.

A trilha sonora - disponível abaixo - é de responsabilidade do Junkie XL e é utilizada para imergir ainda mais o público dentro da história dando o tom do filme.



Este é um filme para os fãs da franquia, pois irão encontrar os diversos elementos clássicos da personagem; além de ser para quem curte um bom filme de ação/aventura. A Cabine de Imprensa foi feita com a versão 2D do filme, por isso não é possível indicar ou não a sessão 3D.

O trailer irá dar um gosto do que te espera:


Até a próxima!
Espero que em um local mais tranquilo...


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário