Facebook

Resenha: A Outra Sra. Parrish - Liv Constantine

03 junho 2018


Ultimamente tem chegado ao mercado diversos Thrillers que prometem muitas emoções e reviravoltas surpreendes, no entanto, apesar de que alguns não sejam realmente tão bons quanto prometem, A Outra Sra.Parrish, escrito por Liv Constantine e publicado pela editora Harper Collins, se mostra muito bem eloquente em cumprir aquilo que promete. Indo para o lado mais psicológico, esse é um enredo que irá tratar sobre ganância, luxúria, inveja e principalmente sobre manipulação. Com uma capa que logo chama atenção pela sua beleza, essa é uma daquelas obras que é bela de uma maneira sombria e maravilhosa na mesma intensidade! Até onde uma pessoa é capaz para alcançar aquilo que deseja? Confiram mais na resenha a seguir:


Amber Patterson não aguenta mais. Está cansada de ser uma ninguém: uma mulher sem graça e invisível que não se destaca na multidão. Ela merece mais – uma vida de dinheiro e poder como a que Daphne Parrish, a deusa loira dos olhos azuis, tem e não valoriza. Para todos na pequena cidade de Bishops Harbor em Connecticut, a socialite e filantropa Daphne e seu marido Jackson, o magnata do mercado imobiliário, são um casal que parece recém-saído de um conto de fadas. A inveja de Amber poderia consumi-la por dentro... Se ela não tivesse um plano. Amber usa da compaixão de Daphne para se inserir na vida da família – o primeiro passo de um esquema meticuloso para destruí-la. Em pouco tempo, ela se torna a amiga mais próxima de Daphne, vai para a Europa com os Parrish e suas duas belas filhas, e se aproxima de Jackson.

No entanto, um fantasma de seu passado pode destruir tudo que ela construiu e, se seu segredo for descoberto, seu plano perfeito pode ir por água abaixo.

Com reviravoltas chocantes e segredos tão profundos que te deixarão tentando adivinhá-los até o final da história, A Outra Sra. Parrish é um thriller repleto de emoções e completamente viciante, escrito por mãos diabolicamente imaginativas.






Informações técnicas:
Obra:  A Outra Sra. Parrish Autor(a): Liv Constantine Páginas: 432 Ano de Lançamento: 2018 Editora: HarperCollins  Avaliação: 4/5 estrelas Onde comprar: AmazonSaraiva


Algumas mulheres têm tudo.
Algumas mulheres têm tudo que merecem.

Amber Patterson é uma mulher que desde muito jovem se mostra uma pessoa extremamente determinada e que sabe muito bem o que quer; motivo pelo qual não é atoa que aos 7 anos de idade ela já se mostre decidida acerca do que quer para o seu futuro e daquilo que não quer de forma alguma, ou seja, ter a mesma vida que a família tinha. Desde então, ela vem observando tudo e a todos ao seu redor de forma a descobrir a melhor forma de fazer com que sua decisão seja colocada em prática, motivo pelo qual enquanto observa a família Parrish ela está certa do plano perfeito para isso. Extremamente influentes, o casal é a definição perfeita dos contos de fada, além de serem extremamente ricos e influentes na cidade de Bishops Harbor em Connecticut, e é tudo aquilo que Amber mais deseja.

Se mudando então para a cidade onde eles vivem, ela passa a realizar uma pesquisa de campo de forma a descobrir tudo que os envolve e a melhor forma de se aproximar para conseguir realizar o seu plano: o de se tornar a nova Sra. Parrish. Estudando claramente os gostos de ambos, ela logo se vê tendo que comparecer a diversas palestras de arte, assistindo filmes e lendo tudo sobre o assunto, visto que Jackson é um grande admirador de arte. Por outro lado, não é dele que depende o sucesso de seu plano, e sim de se aproximar de Daphne, uma filantropa dedicada, mãe de duas meninas pequenas e esposa de Jackson.
O que ela queria de Daphne era tudo.
Utilizando-se de toda a paciência que possui, ela então passa a frequentar a mesma academia que ela, de forma a conseguir uma oportunidade de interagir com o seu alvo. Três meses depois, e reunindo toda a paciência que possui, Amber consegue atrair a atenção de Daphne que casualmente resolve utilizar a esteira do lado; deixando cair a revista que vinha fingindo ler sobre Fibrose Cística, Amber logo consegue atrair a atenção de Daphne que vendo o assunto logo puxa assunto com a outra. Utilizando-se de técnicas de atuação, a jovem chora ao revelar que sua irmã morreu por conta dessa cruel doença - nada além de uma invenção cujo objetivo é criar compaixão visto que ela sabia que a irmã da Sra.Parrish havia morrido da mesma forma. Extremamente comovida, Daphne convida Amber para ser voluntária na instituição que abriu para ajudar famílias que passam pela mesma situação que ela acredita que ambas passaram; algo que prontamente ela aceita, visto que fazer parte do Sorriso de Julie era um grande passo para a prática do resto de seu plano.

Conseguindo acesso a casa de Daphne, Amber faz questão de agir como alguém discreta e extremamente sem graça de forma que aos poucos ela consiga ganhar espaço, se aproximando cada vez mais da família. Com a amizade entre as duas evoluindo constantemente, Amber passa a ser a conselheira oficial de Daphne que passa a não fazer nada sem o conselho da amiga. Tendo essa parte resolvida, ela então parte para o próximo passo de seu plano, o de se aproximar de Jackson - o que com a ajuda de algumas manipulações a leva a logo se ver conseguindo um emprego na empresa dele. No entanto, o que parecia simples começa a se mostrar complicado quando Meredith, uma das amigas próximas de Daphne passa a desconfiar dela, e Jackson se mostra totalmente apaixonado pela esposa...
De repente, o terrível vazio dentro de Amber virou uma consumição física, como se a própria vida estivesse sendo arrancada de dentro dela. Não era hora de amolecer, dessa vez, ela venceria.

Mesmo com o risco iminente de seu passado vir a tona, Amber não recua em seu objetivo se mostrando ainda mais determinada a alcançar aquilo que foi fazer ali. Ganhando aos poucos o interesse de Jackson devido à proximidade de ser assistente em seu ambiente de trabalho, ela utiliza das mais diversas situações de forma a manipula-lo e fazer com que ele fique em suas mãos. No entanto, quanto mais perto ela parece de conseguir seu objetivo - ser Daphne - mais distante ela se encontra de realmente conseguir; com segredos até então desconhecidos por ela, as coisas vão se complicando para o seu lado, principalmente quando existe mais pessoas a jogar o mesmo jogo que ela podendo fazê-la perder tudo. Ela precisará ser rápida, mas será que ela conseguirá ser rápida o bastante?

Tudo que ela queria era a vida que merecia. Nunca ocorreu que ela havia conseguido.



A Outra Sra. Parrish é um daqueles livros que você inicia lendo despretensiosamente, ainda que esperando que vá ser bom, mas acaba sendo surpreendido com uma escrita envolvente e instigante e uma trama que faz você sentir que já entendeu tudo que vai acontecer para em seguida chegar a constatação de que na verdade você não entendeu foi nada. Repleta de ironia, e com reviravoltas jamais esperadas somos levados a desconfiar de todos, amando-os e os odiando na mesma intensidade. Muito bem desenvolvidos pelas duas irmãs Constantine, Lynne e Valerie, esse é aquele tipo de história que prova que não é necessário ter muitos personagens para criar um enredo de tirar o fôlego e um opor twist de deixar qualquer um de queixo caído.



Amber Parrish é a protagonista principal da história e é aquela personagem que amamos odiar e amamos amar. Extremamente inteligente, mas invejosa na mesma intensidade, ela é aquela pessoa que deixa claro que não se importa com ninguém e está disposta a qualquer coisas para ter o que quer, ainda que não seja merecedora para isso. Almejando sempre ter algo que já é de alguém, Amber não se preocupa em tentar usar seu charme e inteligência para alcançar o que deseja da forma certa, mostrando claramente prazer em ser uma pessoa má e em manipular os outros apenas para provar que pode. Exercendo com perfeição o papel de vilã, ela é alguém que é claramente perversa e possuidora de uma mente doentia que arrepia e intriga o leitor na mesma intensidade. Sabendo agir na hora certa, ela é alguém claramente fria, cujos golpes são majestosamente aplicados, e que abusa da aparência de boa moça para aplicar seus planos e sair ilesa deles. Sempre um passo a frente de todos, até mesmo do leitor, essa é aquela protagonista que leva a outro nível o egoísmo, a inveja e que surpreende a cada página. Desconhecendo limites, Amber não teme ir até o fundo pra conseguir o que quer e o pior de tudo te faz ficar sem saber se deseja que ela consiga pra ver até onde ela vai ou que não dê certo por não merecer. Extremamente real e crível, Liv criou uma protagonista que demonstra o lado mais sombrio da personalidade humana te levando a ter diversos sentimentos por uma mesma personagem.

Daphne Parrish é aquela personagem que da vontade de sacudir e abraçar ao mesmo tempo tamanha a sua ingenuidade. Realmente acreditando no teatro que Amber passa a executar com perfeição, a vemos ser constantemente manipulada pela vilã sem nem desconfiar. Extremamente carente e repleta de ilusões, ela é realmente alguém que se importa com os outros, uma pessoa com um bom coração que se importa de verdade com o próximo e que se mostra totalmente suscetível a ser levada na conversa de pessoas mal intencionadas. Tendo uma origem simples, ela é aquela pessoa que não muda seus valores ao se casar com um milionário, algo que deixa claro ao continuar a demonstra-los com pequenos atos, ainda que sua riqueza seja ilimitada. Despertando no leitor o desejo de cuidar e proteger, ela é aquela personagem extremamente real que sabemos que vai ser magoada e desejamos poder evitar - ainda que isso não se mostre possível. Já Jackson é aquele personagem que desperta sentimentos contraditórios em nós; completamente apaixonado pela esposa, ele é aquele tipo de marido que faz questão de fazer todas as vontade de Daphne e é super atencioso. No entanto, ao mesmo tempo em que isso é algo bom, também se mostra o maior defeito visto que acaba por ser preso em uma armadilha muito bem elaborado por Amber sem nem saber. Fiel e ao mesmo tempo suscetível a manipulações, desejamos que ele consiga resistir às investidas sutis da vilã, mas sabendo que provavelmente não ocorreria - afinal se até mesmo o leitor é envolvido em suas artimanhas, quem dirá Jackson Parrish!



Dividido em três partes, somos levados por Liv Constantine a conhecer três lados da estória, cada um mais impactante que o outro e totalmente atrelados entre si. Enquanto o leitor acredita ter entendido tudo em determinada parte, a parte seguinte vem para mostrar um olhar completamente novo de forma a que ninguém mais é aquilo que acreditávamos que fosse. Transitando entre uma personagem cruel, uma totalmente inocente e outra que aproveita a situação de forma a manipular a seu favor, essa se mostra aquela obra em que nada é o que parece e onde nada acontece por acaso e muito menos de graça. Cada atitude, cada olhar tem suas razões fundadas no passado e presente; utilizando-se do que a humanidade apresenta de melhor e pior, o leitor é levado a questionar tudo, até mesmo as pequenas atitudes que passariam despercebidas anteriormente.

Seu tamanho que a princípio pode deixar algumas pessoas receosas se deve a uma diagramação bem feita pela editora Harper Collins cujo espaçamento e margens foram pensadas de forma a garantir uma leitura mais agradável. A fonte também é outra coisa que chama bastante atenção pela sua beleza que se reflete também na capa que está simples, mas totalmente maravilhosa - ainda que eu não seja muito fã de capas que tenham textura. Assim como a trama, aqui os pequenos detalhes também contam muito para a construção completa e impecável desse livro onde erros não foram encontrados por mim.


A Outra Sra.Parrish é um thriller que chega pra dar um fôlego novo para as obras do gênero, ainda que seu início acabe por ser um pouco lento, logo somos envolvidos em uma crescente constante que faz com que o leitor se surpreenda com seu desenrolar e desfecho. Escrevendo um livro juntas e a distância, Liv Constantine pseudônimo das irmãs Constantine criaram uma obra que surpreende e inova se mostrando uma das melhores já publicadas em 2018 pela HarperCollins. Ambicioso, mas muito bem feito, essa é aquela obra que instiga ao mesmo tempo em que retrata de maneira realista questões como ambição, poder e inveja e onde o pior lado existente no ser humano é mostrado de forma crua e maravilhosamente bem trabalhada.

Capaz de deixar qualquer leitor repleto dos mais diversos sentimentos, Liv nos força a sentir raiva e viver momentos de tensão maravilhosos que acabam por forçar a sair da zona de conforto. Cercado de reviravoltas e onde tudo é nada além do que merecido. Completo, intenso, revelador, sagaz, essa é aquela obra que todos que gostam do gênero precisam conhecer. Rápido, essa é aquela leitura envolvente e fluida onde cada página desperta o desejo de outra até que a única coisa que reste seja o desejo de começar tudo de novo. Leiam, essa é uma obra mais do que recomendada!

Um beijo
Comentários
8 Comentários

8 comentários :

  1. Oi! Eu amo um suspense e amei ler esse livro por causa das resenhas super positivas sobre ele. Foi pesado isso da manipulação da personagem, de tentar roubar o marido de outra. É uma trama muito densa. Curto muito desse tipo de gênero, onde a história é confusa, e você tem que ficar atenta nos pequenos detalhes. Obrigada pela resenha!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Bruna tudo bem? Não conhecia as autoras e nem o livro, fiquei intrigada em saber como termina a história, apesar de não gostar sobre personagens invejosos e de querer roubar o marido da outra, talvez se eu não soubesse sobre o enredo até leria, mas sabendo não quero ler, porque entro dentro da história mesmo, capaz de passar raiva. Mas valeu pela dica tenho uma amiga que adora ler esse tipo de gênero vou passar pra ela. Parabéns pela resenha, muito bem detalhada, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Bruna, tudo bem?
    Não tenho costume de ler thrillers, mas me interessei pelo livro. A personagem principal parece ser digna de passar raiva hahahaha
    Adorei a resenha, achei bem escrita e detalhada, também adorei as fotos e a capa do livro é pra lá de maravilhosa!
    Vou incluir na minha lista de leitura, fiquei bem intrigada. Obrigada pela dica.

    Beijos - Anne and Cia
    http://anneandcia.blogspot.com/2018/06/a-rainha-vermelha-de-victoria-aveyard.html

    ResponderExcluir
  4. Adorei as fotos!
    Realmente parece um livro bem bacana e original.
    Gostei demais de saber que a autora narra os três lados da história.
    Isso pode ser muito interessante! Adorei!
    Já quero ler!
    Beijinhos!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  5. Oiiii,

    Eu não sou chegada a Thriller, definitivamente não é meu tipo de história. Mas desde o lançamento deste livro e acda resenha que eu leio sobre ele eu fico curiosa para saber como uma trama que começa tão despretensiosa pode cativar tanto, e principalmente para conhecer cada situação apresentada na obra. É um livro que quando eu estiver na pegada de sair da minha zona de conforto com certeza irei pegar.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  6. Oiii, tudo bem?
    gostei bastante da sua resenha, e irei anotar essa dica de livro pois me pareceu cheio de reviravoltas e adoro isso rsrsrs'.

    abraços.

    ResponderExcluir
  7. Olá, ficou ótima a sua resenha. Eu gosto muito de thrillers e pelo seu post já fiquei bem curiosa para lê-lo e conhecer ainda mais cada um dos personagens.

    ResponderExcluir
  8. Oi.
    Eu gosto quando o livro é narrado do ponto de vista do vilão. Acho legal esse conflito que gera achar as atitudes do personagem totalmente grotescas e ao mesmo tempo começar a entendê-las tão bem.
    Eu já estava curiosa para ler o livro, mas sua resenha aumentou essa curiosidade. Ainda mais por saber que é uma obra que consegue surpreender tanto.
    Beijos.

    ResponderExcluir